Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Sou jovem, mas a minha alma é antiga

É normal que alguns jovens não sintam-se integrados na massa da sociedade atual. Afinal, nem todo mundo é igual, não é mesmo? Por isso, nós do MCA separamos várias mensagens para você se sentir melhor e curtir toda a peculiaridade única de sua própria personalidade!

continue lendo
Compartilhar

Sou jovem, mas a minha alma é antiga

Sempre gostei das coisas que estão fora do meu tempo, músicas antigas, moda de outros tempos. Chego à conclusão de que nasci na época errada, de que nunca me encaixaria nos padrões atuais de moda e comportamento. Devo ser mesmo uma alma muito antiga.

Me sinto tão deslocado

Me sinto como se estivesse vivendo em um universo paralelo, completamente fora da minha realidade. Me sinto como se fosse um senhor de 90 anos em um corpo de 18, uma pessoa fora do seu tempo e deslocada em outro espaço.

Não consigo entender

Não consigo entender como as pessoas da minha idade se interessam por coisas tão superficiais, como músicas sem conteúdo e pensamentos que não agregam. Acho que nasci no período errado, deveria ter nascido em uma época onde as trovas eram bem-vindas e os amores eram eternos.

Fora do meu tempo

Me sinto completamente fora do meu tempo, completamente ultrapassada, mesmo sendo jovem. Não sei como as pessoas da minha idade conseguem gostar das coisas que nos são submetidas, e talvez nunca entenda, já que a minha alma não acompanha o meu corpo.

Alma antiga

Acho que isso me define, eu sou uma alma antiga. Não consigo encontrar outras palavras mais apropriadas para expressar como me sinto quando estou junto das pessoas da minha idade, quando tenho contato com a cultura atual, só consigo me sentir de outra década.

Sempre fui diferente

Fui uma criança que jogava pião e brincava com o bilboquê, enquanto os meus primos jogavam videogame, fui uma adolescente que ouvia Cartola e Pixinguinha, enquanto os meus amigos ouviam Racionais e música pop, acho que sempre fui diferente dos demais, sempre fui de outra época.

Me sinto velha

Às vezes eu me sinto tão velha, não fisicamente, mas mentalmente e emocionalmente. Às vezes eu sinto como se já tivesse vivido muitas coisas, mas na verdade ainda não passei por nada. Talvez eu tenha uma alma antiga e muito experiente.

 

Como queria

Como eu queria ser capaz de entender os gostos e hábitos das pessoas da minha idade, para mim, é tão difícil conseguir compreender a moda, as gírias e as músicas que acontecem hoje em dia. Não que eu seja burra, apenas não vejo nada de interessante em tudo isso.

Nada atual

Nada da atualidade me agrada, não gosto dos filmes, dos livros, das músicas, da moda, de nada que as outras pessoas da minha idade gostam. Eu nasci no planeta errado, ou nasci na época errada, prefiro acreditar na segunda opção.

Talvez eu nunca me encaixe

Nunca me senti encaixada em grupos da minha idade, e talvez eu nunca me encaixe. Sempre preferi a companhia de pessoas mais velhas, pessoas de outra época, com outra vivência e com outros gostos, que são parecidos com os meus.

O diferente é legal

Sempre fui muito diferente dos outros jovens da minha idade, e nunca achei isso ruim, na verdade, eu sempre gostei muito de ser diferente. Mesmo encontrando conforto e companheirismo apenas em pessoas mais velhas, bem mais velhas.

Não sou mais uma

Não sou simplesmente mais uma pessoa na multidão, aliás, dificilmente você me encontrará em uma multidão de jovens. Se você quiser me achar, procure-me entre pessoas mais velhas, livros antigos e músicas de outros tempos, estarei certamente rodeada por uma dessas opções.

Como ser aceita?

Como é possível ser aceita por pessoas que você não se identifica, não compactua com ideias e gostos, não se interessa por nada em comum? Eu respondo, não é! Por isso, eu sei que serei aceita e muito bem-vinda, junto de pessoas que têm a alma da mesma idade que a minha.

Toda vez

Toda vez que ouço uma das cantoras do rádio cantar, sinto como se tivesse nascido naquela época e tivesse sido transportada para essa, onde eu não conheço ninguém, não gosto de ninguém e não me interesso por nada.

Queria poder

Queria poder simplesmente gostar das coisas que acontecem na época em que eu vivo, e assim poder me enturmar. Mas isso não acontece, por mais que eu queira ou tente, nunca serei capaz de trocar o Frank Sinatra pelo Mr. Catra.

fechar