Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Tudo sobre cães

Cães de raça e vira-latas, pelos longos ou curtos, raça pequenas ou grandes, branquinhos, pretinhos... Não importa qual seja a sua preferência, cachorro é tudo de bom! Conheça-os melhor aqui!

Castrar só depois da primeira ninhada

Não há nenhuma razão científica para essa afirmação que muitas pessoas fazem. Cães não pensam como seres humanos. Eles não se sentem “vazios” se não tiverem filhotes, não sentem falta de cruzar. Uma cadela prenha requer uma série de cuidados especiais, exames e afins. Quando a ninhada nasce, você precisa cuidar de vários filhotes ao mesmo tempo, limpar o local diversas vezes por dia, providenciar vermífugo, vacinas, rações especiais, exames etc. Será que vale a pena? Isso só contribui para uma superpopulação de cães. A castração faz bem ao animal e a todos.

Cães da mesma ninhada se conhecem?

Apesar de conviver com os irmãos de uma mesma ninhada por várias semanas na barriga da mãe e na fase da amamentação, um cachorro não consegue reconhecer um irmão se encontrá-lo depois de separado de sua família. Mas, mesmo depois de anos, esse animais são capazes de saber, por meio do olfato, se um outro cão é membro de sua família, mas sem distinguir se uma cadela é mãe ou irmã, por exemplo.

Cães e gatos são realmente rivais?

Não! Cães não nascem inimigos dos gatos, já que não existe nenhum "gene do ódio" que favoreça a rivalidade entre as duas espécies. O que acontece é que muita gente embarca nessa história, que nada mais é do que uma lenda. Além de evitar a socialização dos bichos, as pessoas estimulam a rivalidade entre os dois. Algumas adoram ver seu cão perseguindo um gato, e essa atitude preconceituosa é pura falta de conhecimento. Embora cães e gatos sejam de espécies diferentes, eles podem conviver em paz, principalmente se crescem juntos.

Focinho Quente e Seco

Um dos maiores mitos já conhecido dos caninos é o seu tutor acreditar que só porque seu amigo está com o focinho quente e seco, ele está doente. Focinhos não são sinal de uma saúde boa ou ruim. Por exemplo, após uma longa soneca, é comum que os cães acordem com os focinhos mais secos e quentes. Mas, se o focinho estiver sempre seco, escamoso e com aparência anormal, pode ser sim sinal de algum problema de saúde e você deve procurar um veterinário.

Racismo

Sendo o cão, um dos seres mais bondosos da natureza, poderiam eles ser racistas? Claro que não! Os cães podem estranhar pessoas de etnias diferentes devido a um trauma ou por simples falta de costume. Pro exemplo: Para um cão criado com negros desde pequeno, um homem branco pode ser considerado um ser estranho e perigoso, o inverso acontecendo com cães que são criados somente com brancos. Esses amigos de 4 patas também identificam através do olfato. Nós, humanos, também temos cheiro. Por isso, é importante socializarmos nossos cães enquanto ainda são filhotes.

Preciso repetir várias vezes para que ele aprenda?

Depende. Cada raça tem o seu tempo de aprendizado e adaptação. Alguns cães podem aprender instantaneamente enquanto outros podem levar alguns dias. A repetição do condicionamento é fundamental para fixar o aprendizado com mais rapidez. Procure saber quais as raças possuem melhor esta facilidade.

Quanto vale os anos de um cão?

Ouvimos muito que cada 1 ano canino, é equivalente a 7 na idade humana. Nem sempre é assim, a idade de um cão varia de acordo com o seu porte. Cães de raças pequenas tendem a viver mais dos que os grandões. Na internet, você encontra diversas tabelas que comparam a idade canina com a humana de acordo com cada raça.

Vai virar sabão

Uma das mais populares lendas urbanas afirma que a carrocinha, o veículo que recolhe os animais de rua, leva os cães e gatos para fábricas de sabão. A lenda teria surgido porque a gordura animal costuma servir de matéria-prima na fabricação de sabão em pedra. Mas quem trabalha de fato com esses animais é direto: a lenda é uma mentira.

Porque cães correm atrás do próprio rabo?

De acordo com Rubia Burnier, veterinária e terapeuta de animais, há mais de uma justificativa para esse comportamento, algumas até preocupantes para a saúde do bicho. Uma das explicações, conforme a especialista, seria a percepção de que correr em círculos desperta a atenção do dono. "O cachorro pode transformar isso numa estratégia", diz Rubia. Também por tédio ou falta de estimulação ambiental, cães com forte instinto de caça podem canalizar essa necessidade não realizada "caçando o próprio rabo", explica a veterinária. Outra possibilidade é a tentativa de aliviar algum desconforto presente na região do ânus ou do rabo, como pulgas, dermatites ou inflamações da glândula paranal.

Ataque

Muitas pessoas dizem que um cão precisa aprender a atacar para não atacar. Mito! Nunca estimule qualquer tipo de agressividade em seu amigo, a não ser que ele tenha sido adquirido para estes fins. Isso pode desencadear um comportamento agressivo por parte do seu cão mesmo que ele tenha sido adquirido para fazer uma ótima companhia.

Ambiente intimista ou livre?

O que importa para um cão é estar acompanhado de seu companheiro, independente do lugar onde estejam. Cães precisam de companhia, então não pense que só porque possui uma casa com um amplo quintal poderá deixar seu cão sozinho e livre. Entenda que um cão só poderá ser feliz se puder morar junto com os outros membros da matilha e possuir contato direto. Mas não se esqueça que por pouco que seja, eles precisam passear e se exercitar.

Cães presos para cães de guarda

Prender um cão para ele se tornar cão de guarda só vai causar sofrimentos ao bichinho. Um cão de guarda precisa ser corajoso e atacar apenas por proteção e sob comando. Cães que ficam presos se tornam agressivos e neuróticos, já que a única forma que eles tem para se proteger é atacando por estar exposto e sem possibilidade de defesa devido à "prisão". Cães que crescem nessas condições desenvolvem temperamentos instáveis e perigosos. São o tipo de cão que mais tarde podem atacar o próprio dono.

A boca do cão é mais limpa que a nossa?

Não. Um grande mito. Muitas pessoas deixam o cachorro lambê-las no rosto e até na boca, usando diversas vezes essa frase clássica acima. Algumas pessoas também deixam o animal comer no mesmo prato que elas. A verdade é que a boca do cão é cheia de germes, bactérias e outras coisas nada agradáveis. Pense que o cão encosta o focinho no chão da rua, no lixo, no cocô, em sapatos. Agora pense que ele frequentemente lambe o próprio focinho. Depois pense que ele lambe e limpa suas partes íntimas, que é por onde saem urina e fezes. Mas para nossa sorte, a maioria dos germes presentes na saliva do cão não causa mal aos humanos. Se você mantiver seu cão saudável, com as vacinas em dia e sem vermes, não há tanto problema em dar um beijinho de vez em quando.

Cães enxergam em preto e branco

Puro mito! Os cães são capazes de enxergar colorido, mas não todas as cores que nós, humanos, vemos. Cães enxergam em uma escala de cores entre amarelo e azul. Uma distinção que os cães conseguem fazer bem é entre o azul e o verde. Bolinhas de cor azul são mais fáceis de o cão buscar em gramados do que as vermelhas, que se destacam menos, e por isso podem ser usadas para estimular o olfato.

Cães provocam o vômito com grama?

As pessoas começaram a achar isso ao observarem que cães comem grama e vomitam depois, então presumiram que eles estavam enjoados e provocando o próprio vômito. Por que cães comem grama? Provavelmente porque eles simplesmente gostam! Em muita quantidade, a grama pode irritar um pouco o estômago e o cachorro vomita. Mas não se preocupe, a grama é inofensiva, a não ser que esteja envenenada contra ratos ou qualquer outra praga.

Adestramento só com filhote?

Não. Adestrar um cão adulto ou idoso pode ser um pouco mais difícil, mas é completamente possível. Nos cães adultos e idosos. Os sentidos estão menos aguçados. Eles não ouvem ou enxergam como antes. Além disso, ele não tem tanta energia. Fora que a uma certa idade da vida do cão, ele já foi condicionado a fazer muitas coisas e mudar isso é um desafio. Pense nos seres humanos: quanto mais novo você aprende algo, mais fácil é. O cérebro ainda não aprendeu tantas coisas, está mais fresquinho pra novos conhecimentos.

Os cães escolhem para quem latir?

A veterinária e terapeuta Rúbia Burnier explica que latir é um dos recursos que o cão usa para se comunicar e expressar suas intenções, servindo também como mecanismo de defesa, para afastar intrusos e evitar conflitos diretos. "Pode ser um aviso, um sinal de alerta, diante de algo considerado como ameaça para o cão", resume. Rúbia diz ainda que os cães interpretam gestos corporais dos humanos de maneiras diferentes, dependendo do contexto e das experiências vividas pelo animal. Um modo de caminhar, um balançar dos braços os dos ombros podem significar ameaça, levando-o a latir.

Rabo abanando, sinal de felicidade!

Cuidado, nem sempre! Há casos de pessoas que foram mordidas por isso. Cães podem abanar o rabo por vários motivos e a felicidade é responsável por 90% dos casos. Mas, ele podem demonstrar através do rabo medo, ansiedade ou agressão. O aconselhável é que fique atento à toda linguagem do corpo: orelhas, pelo das costas, posição da cabeça, entre outros sinais.

Por que os cães cheiram o rabo de outros cães?

Praticamente tudo o que um cão precisa saber de outro está no ânus. Naquela região se encontram as glândulas anais, que produzem um líquido de cor castanha de cheiro forte. O odor fornece a outros cachorros informações preciosas, como a raça, se é macho ou fêmea e, especialmente, o estado de espírito do animal, explica a médica veterinária Karine Evangelho.
"Funciona como se fosse uma espécie de carteira de identidade animal", exemplifica. A comunicação canina é feita pelo olfato de duas maneiras: pela eliminação de aromas específicos nas fezes, urina ou secreções glandulares e também pelo cheiro de seu próprio corpo.