Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up
Mulher dando risada/ Rachel Green

Frases de Rachel Green

A série televisiva "Friends" se tornou um fenômeno nos anos 90 e ainda faz sucesso por apresentar personagens com falas icônicas. Entre os seis amigos, Rachel Green se destaca por ser romântica, sonhadora e muito entendida de moda. Interpretada por Jennifer Aniston, Rachel teve um envolvimento amoroso profundo com Ross Geller e um caso de poucos episódios com Joey Tribianni. Em seu coração ainda houve espaço para outros amores, que, porém, nunca ocuparam o lugar que a moda tem em sua vida. Confira as frases de Rachel Green mais famosas e descubra se você se parece um pouco com ela. Relembre os momentos mais inesquecíveis da série que marcou gerações!

Quem é Rachel Green?

Rachel Green

A série televisiva “Friends” estreou em 1994 e conquista fãs até hoje, principalmente por ter sido incluída no catálogo da Netflix. Entre os personagens principais, Monica e Ross Geller, Joey Tribianni, Phoebe Buffay e Chandler Bing, está Rachel Green. Ela é a melhor amiga de Monica e tem um envolvimento amoroso conturbado com Ross, o irmão da amiga. Ela almeja uma carreira de sucesso na moda e é conhecida por ser sentimental e determinada.

As mulheres decidem

“No uterus, no opinion”; em português: “Sem útero, sem opinião”.

Embora as atitudes de Rachel ao longo da série não sejam exatamente um exemplo de feminismo, a frase acima é uma das mais citadas por jovens feministas. Naquele momento, Rachel quis explicar que somente uma mulher que tem um útero pode opinar sobre questões que dizem respeito a esse universo. Atualmente, é preciso considerar que as mulheres trans não têm útero, mas, ainda assim, elas podem opinar sobre problemas e questões que dizem respeito às mulheres.

Empodere-se com as melhores frases de empoderamento feminino

A beleza que transborda

Rachel Green

“He’s so pretty! I want to cry”; em português: “Ele é tão bonito! Eu quero chorar”.

Como Rachel é conhecida por ser uma pessoa sentimental e que se apaixona com muita intensidade, a frase que ela disse depois de conhecer um homem por quem tinha interesse a representa perfeitamente. Afinal quem nunca sentiu aquela emoção ao conhecer uma pessoa e acreditar que ela era a mais bonita do mundo? Dá vontade de chorar a ideia de que possa existir um ser humano tão lindo!

Podemos ser o que quisermos

"It’s like all my life everyone’s told me, ‘You’re a shoe! You’re a shoe! You’re a shoe!’"; em português: “É como se durante toda a minha vida todo mundo me dissesse: ‘Você é um sapato! Você é um sapato! Você é um sapato!’”.

No primeiro episódio de “Friends”, Rachel foge de seu casamento porque se dá conta de que espera outras coisas da vida. Como é uma apaixonada por moda, ela faz uma metáfora que pode parecer estranha. Ela afirma que todas as pessoas sempre disseram que ela era um sapato, mas ela poderia querer ser uma bolsa ou um chapéu. É o jeito Rachel Green de afirmar que podemos ser o que quisermos.

Liberte-se das imposições sociais e viva sua vida sem regras

A vida não é justa

Rachel Green grávida

“How do we end up with these jerks? We’re good people”; em português: “Como nós ficamos com esses idiotas? Nós somos boas pessoas”.

Em uma conversa com Monica e com Phoebe, Rachel fez essa ponderação sobre a vida amorosa das amigas e dela mesma. Durante a maior parte da série, elas se envolvem em relacionamentos amorosos prejudiciais, ainda que tratem todo mundo bem e que não tomem atitudes desrespeitosas. A vida não é justa!

Rivalidade feminina

“Oh, that’s okay, girls tend to not like me”; em português: “Ah, não tem problema, as meninas tendem a não gostar de mim”.

Por ser uma série dos anos 90, “Friends” fomentava questões de machismo estrutural sem que houvesse uma discussão sobre isso. Nesse caso, Rachel afirma que as mulheres não gostam dela por ela representar uma ameaça. Esse conceito é retrógrado e deve ser desconstruído, para que as mulheres se unam em vez de se afastarem.

Lute pela união das mulheres com frases sobre sororidade

Mãos à obra

Rachel Green com os braços abertos

“I’m gonna go get one of those job things”; em português: “Eu vou arranjar uma dessas coisas de emprego”.

Rachel tem uma trajetória profissional bastante incomum. Ela começa a série como uma menina rica e sustentada pelos pais. Quando o casamento não dá certo, ela percebe que precisa viver sozinha e ser independente. Ainda que não entendesse sobre o mercado de trabalho, ela decide fazer um esforço para trabalhar. De garçonete a secretária, ela mostra que trabalhar exige dedicação, comprometimento e esforço.

Qual roupa usar?

Rachel Green fazendo careta

“Does this look like something the girl of a paleontologist would wear?”; em português: “Isso parece uma roupa que a namorada de um paleontólogo vestiria?”.

Rachel e Ross vivem um relacionamento amoroso durante a maior parte da série, apesar de todos os problemas. Mas ela mostra que é possível unir a vida amorosa a um dos seus maiores interesses: a moda. Na hora de se arrumar para um encontro com Ross, que é paleontólogo, ela pergunta para Monica se a roupa estava adequada o suficiente.

A vida adulta chegou

“Everyone know is either getting married or getting pregnant”; em português: “Todo mundo que eu conheço está casando ou engravidando”.

Todo mundo percebe a chegada da vida adulta quando seus amigos começam a se casar ou a esperar um bebê. E com Rachel Green não poderia ser diferente. Ela, que teria sido a primeira entre os amigos a se casar, acabou ficando na lanterna. Até mesmo a Phoebe ficou grávida, enquanto a Rachel não engravidou nem casou.

Enfrente a dura realidade da vida adulta com sinceridade

Está no sangue

Rachel Green posando mostrando seu vestido

"Oh, my God. I've become my father. I've been trying so hard not to become my mother, I didn't see this coming"; em português: “Ai, meu deus. Eu virei meu pai. Eu tenho tentado tanto não virar a minha mãe, por essa eu não esperava”.

Parece que não é possível negar aquilo que está no sangue, não é? Rachel não queria se parecer com seus pais e agia de forma a se diferenciar de sua mãe, com quem poderia ficar mais parecida. Mas ela não contava que acabaria adotando hábitos e comportamentos típicos de seu pai.