Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

O que você precisa saber sobre 13 Reasons Why

13 Reasons Why é um seriado da Netflix que traz como tema o bullying, depressão e suicídio. A nova produção vem mexendo com a cabeça de todos os expectadores de maneira positiva, trazendo grandes aprendizados. Entenda mais sobre a história.

Há alguma Hannah perto de você?

Nem sempre quem tem depressão conta que tem depressão. Quem está pensando em tirar a própria vida não necessariamente anuncia essa ideia nas redes sociais. Às vezes, os sinais estão nas pequenas coisas do dia a dia. E então, você passa a refletir: será que existe alguém perto de você que se sente como Hannah se sentia? E o que você pode fazer para perceber e tentar ajudá-la?

Bullying

Você sabia que um “simples” apelido dado a alguém, que você acredita que não vai fazer mal algum, pode destruir uma vida? O bullying pode surgir de muitas maneiras, e esse é um tema bastante abordado na série. Hannah, a personagem principal da série “13 Reasons Why”, sofreu bullying durante o High School (anos correspondentes ao ensino médio brasileiro), e as consequências foram severas. A série é uma verdadeira lição sobre como o bullying é coisa séria e precisa acabar.

Depressão

Depressão não é brincadeira, depressão não é frescura, depressão não é um meio de chamar atenção. Depressão existe, é uma doença séria e que precisa de tratamento. Essa é uma das lições que a série se compromete em passar.

Suicídio

Suicídio é um assunto presente desde o primeiro minuto do seriado, e o tema é abordado de forma natural e verdadeira, como de fato acontece na vida real – não há meio termos ou floreios em “13 Reasons Why”. Suicídio é algo sério, que realmente acontece e, a qualquer momento, pode acontecer com alguém próximo a você. Hannah, a protagonista, comete suicídio durante a adolescência.

Mudança de atitude

O passado não pode ser alterado. Então, o que está feito, está feito. Se você fez alguém sofrer, com brincadeiras de mal gosto, bullying, por não a escutar ou qualquer outra razão, essa é a sua chance de mudar de atitude. “13 Reasons Why” mostra ao telespectador as terríveis consequências de nossas ações. E não há como assistir a série e não ter vontade de ser uma pessoa melhor, pelo bem daqueles que convivem conosco.

13 episódios

A série é dividida em 13 episódios. Cada um deles possui, em média, 50 minutos de duração. Outro detalhe interessante é o nome de cada episódio: cada um recebeu o nome de uma das fitas gravadas por Hannah, protagonista da história.

Livro

Você sabia que “13 Reasons Why” é uma série baseada em um livro campeão de vendas (o famoso best-seller)? Pois é! O livro, de mesmo nome, foi escrito por Jay Asher. Publicado em 2007, o livro considerado suspense, conta a história de Hannah, que continuou com o mesmo nome e história para a adaptação às telas. O livro foi considerado best-seller durante oito anos, de acordo com a lista de best-sellers do famoso jornal The New York Times.

A realidade te prende

Apesar de ser uma série de suspense, a história é tão real que não precisa de muitos floreios para prender a sua atenção. Quem morre é Hannah, a protagonista que, na realidade, já está morta desde que a série começa. Então, não foram necessários artifícios fictícios para tornar a história interessante. É justamente o fato de saber que todos os temas tratados são reais que faz com que seja impossível assistir apenas um episódio.

Crítica ao modelo tradicional de ensino

Você já refletiu a respeito do modelo de ensino do seu país, em como ele te faz agir e o que ele te implica a conquistar? A história de “13 Reasons Why”, além de forte, também crítica vários outros temas, fala a respeito do modelo tradicional de educação – no caso, o foco é a educação americana, que muito se parece com a praticada no Brasil.

A crítica da história é a seguinte: como esperam que, aos 18 anos, estejamos formados e prontos para sermos independentes e para tomarmos decisões importantes, se durante todos os anos anteriores de vida somos condicionados a ter o mesmo comportamento (lugar certo para sentar, mesmas pessoas para ver, matérias obrigatórias para serem estudadas, o que pensar, etc.)?

Escutar é tão importante quanto falar

Hannah tentou pedir socorro, mas não havia ninguém ao seu lado disposto a realmente escutá-la. A série mostra como é importante ouvir os outros, não só no que dizem abertamente, mas também no que sentem. Falar é importante, mas saber ouvir pode ser tão essencial quanto.

Peso na consciência

É simplesmente impossível assistir (ou ler o livro) e não pensar a respeito das nossas próprias atitudes. E se, por acaso, em algum momento da vida você não deu ouvidos a alguém que precisava de ajuda, cometeu bullying com alguém (por mais inofensivo que pudesse parecer) ou zombou de alguém com depressão ou ansiedade por não encarar esses quadros como doenças sérias, você com certeza sentirá peso na consciência. Já imaginou se você fosse uma das “13 razões”?

Selena Gomez como produtora

Pela primeira vez em sua carreira, a cantora Selena Gomez deixou os microfones de lado e foi para trás das câmeras. Aventurando-se como produtora, Selena comprou os direitos autorais do livro logo após que leu a obra, em 2008, enquanto ainda era adolescente. Em um primeiro momento, sua intenção era fazer com que o livro se tornasse um filme e fosse para as telonas de cinema. Porém, em uma conversa com a Netflix, decidiram trocar a ideia do longa por um seriado, para que pudessem aprofundar mais o tema.

Por que fitas?

Cada fita representa uma pessoa e o que ela fez (ou seja, o motivo) que levou Hannah a cometer suicídio. As fitas devem ser escutadas por todas as pessoas que são mencionadas nas fitas. Uma por uma, que passa as fitas para a pessoa seguinte, conforme a pessoa é inserida na história.

13 razões para morrer

O nome “13 Reasons Why” faz relação às 13 fitas deixadas por Hannah, protagonista da série, que cometeu suicídio e deixou as 13 fitas contando seus motivos por ter tirado sua vida. Cada fita representa um motivo e, mais do que isso, representa a pessoa responsável pela existência desse motivo. Portanto, esse é o motivo do nome da série ser assim!

Você ficará impressionado

Não se engane. Todos os assuntos tratados na série – bullying, depressão, ansiedade, medo, abuso de bebidas alcoólicas, estupro, suicídio, entre outros – são abordados da forma em que eles realmente existem. Não existem cobertores para explorá-los de forma mais branda e menos invasiva. Apesar de muitos desses temas serem considerados tabus na vida real, a série os mostra como de fato são e, por isso, muito provavelmente, você ficará impressionada em como a vida de uma pessoa pode ser impactada.