Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Pharrell Williams

Pharrel Williams é um cantor que já se envolveu em polêmicas por ter uma música machista. Será que as entrevistas que ele já deu foram a prova de que ele mudou seu pensamento? Descubra a opinião do artista sobre o papel de cada pessoa em um futuro melhor!

Consciência social

Pharrell Williams, em discurso na Universidade de Virgínia:

“Meu amor profundo pela Virgínia e pelas pessoas daqui não me cega para o fato de que existem água turbulentas aqui. Na verdade, é meu amor pela Virgínia que me deixa ainda mais alerta, já que esse lugar tem uma história complicada, que continua moldando o presente”

Liberdade e controle

Pharrell Williams, em discurso na Universidade de Virgínia:

“Nós abolimos a escravidão — você poderia imaginar que estamos cansados de dizer o que alguém pode ou não fazer com o corpo de outra pessoa. Nós não aprendemos a lição sobre tentar governar os corpos humanos?”

Esperança

Pharrell Williams, em discurso na Universidade de Virgínia:

“Eu pessoalmente acredito que a positividade é uma coisa que nós devemos adotar, porque o mundo como nós conhecemos e como vemos precisa disso. A parte boa é que a nossa geração já sabe disso. Eu só estou aqui para gentilmente incentivá-los a ir para as suas salas e para as lousas”

Fazer a diferença

Pharrell Williams, em discurso na Universidade de Virgínia:

“Quando eu olho em volta, eu vejo pensadores, inovadores, quebradores de regras. Eu vejo ambição. Eu vejo energia. Eu vejo ousadia, sonhos audaciosos que crescem da disrupção. A história tem antecipado você. Não espere ainda mais, 2019 — e, definitivamente, não fracasse em deixar sua marca”

Valorização das mulheres

Pharrell Williams, em entrevista ao Jornal El País:

“Desde o primeiro momento soube que este disco se chamaria 'Girl'. São elas, as mulheres, o mais importante da minha carreira. Atualmente não ganham o mesmo que os homens e ainda sofrem discriminação em muitas partes do mundo. Mas quando tudo isso mudar, quando sejam elas que liderem o mundo e comandem as nações, quero poder ter estado do lado correto da história”

Para apagar os erros

Pharrell Williams, em entrevista ao Jornal El País, quando perguntado sobre o machismo da música "Blurred Lines":

“Não há apologia no meu novo disco. Mas, por outro lado, o que sinto é o que comentei com vocês ontem, sabe? Esse papel atual das mulheres e como a sociedade está tão descompensada no tratamento dado a elas. Percebe-se nessa gente que tenta, por exemplo, dizer às mulheres quando podem abortar ou não”

Conheça a personalidade forte do irreverente Kanye West

Sobre a universidade

Pharrell Williams, em entrevista ao Jornal El País:

“Minha universidade ia ser a vida. Meus professores foram outros músicos, situações e momentos. E meu vestibular para o acesso a essa universidade foi a conscientização, aquela manhã em que me levantei e tive a intenção de aprender a cada momento. Foi quando entrei nesta indústria com meu amigo Chad, algo que aconteceu muito cedo em nossas vidas”

O futuro do filho

Pharrell Williams, em entrevista ao Jornal El País:

“Com certeza quero que ele [Rocket, filho de Pharrel] frequente a universidade. Cada um percorre seu próprio caminho, mas quero que ele tenha a maior informação possível para percorrê-lo e tomar suas próprias decisões”

Um acessório essencial

Pharrell Williams, em entrevista ao Jornal El País, sobre seu chapéu brilhante:

“Este chapéu representa a individualidade. E não apenas para mim, mas que muito em breve você verá muito mais gente usando-o. Verá a individualidade por todas as partes, muita gente expressando que o que te faz diferente é o que te torna especial”