Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Dia de São Conrado

São Conrado foi um homem italiano que nasceu afortunado pela riqueza, mas que, depois de uma tragédia envolvendo um incêndio na região em que vivia, despojou-se de todos os seus bens materiais e passou a dedicar a vida à função de eremita, servindo sempre a Deus. Hoje, São Conrado é conhecido como o padroeiro para a cura das hérnias, e sua vida e obra levaram-no à santificação. Em 19 de fevereiro de 1351, essa grande personalidade faleceu em uma gruta e, após sua canonização pelo papa Urbano VIII em 1625, a data passou a ser celebrada em sua homenagem. Comemore você também o Dia de São Conrado conhecendo mais sobre sua história e dedique a ele uma oração!

Vida antes da santidade

Conrado era um homem nobre que era casado e vivia perfeitamente bem com sua riqueza. Tinha como atividade preferida a caça, da qual era aficionado.

Incidente no bosque

Foi nessa sua atividade preferida que Conrado teve a sua vida transformada em questão de horas. Em uma de suas caçadas, acidentalmente provocou um incêndio, que tomou proporções inimagináveis. Além do matagal queimado, muitas colheitas e terras de riquezas foram destruídas. Ele então fugiu, e a polícia prendeu um inocente, que não sabendo se defender estava prestes a ser condenado e executado.

Atitude de compaixão

Pintura de São Conrado conversando enquanto olha para cima

No dia da execução do suposto culpado, Conrado não conseguiu se eximir de sua culpa. Seus remorsos foram maiores e o seu coração falou mais alto. Em meio à execução, Conrado contou toda a verdade sobre o incêndio e se proclamou culpado para salvar a vida do inocente homem. Conrado foi então condenado a pagar a todos os danos causados, mas não teve uma sentença de morte por causa de sua coragem em falar a verdade.

Início na vida religiosa

Após esse acontecimento, Conrado acabou sem absolutamente nada. Todas as suas riquezas foram entregues para pagar os prejuízos, e ele e sua esposa acabaram ficando na pobreza. Daí até a vida de pobreza franciscana o caminho foi curto; para concretizá-lo, contou com a colaboração da esposa, Eufrosina, que o deixou livre para seguir a nova vocação franciscana, tornando-se ela também irmã clarissa.

Viajante pela fé

Mesmo sob a cinzenta túnica franciscana palpitava o coração do aventureiro. Pôs-se a caminho e, de santuário em santuário, acampou no estreito de Messina. Ao alcançar a ilha, dirigiu-se mais ao sul, entre as terras áridas de Catânia e Siracusa. Uma pausa em Ávola, depois em Noto, onde parecia duradouramente estabelecido numa cela, próximo à Igreja de São Miguel.

Santo de milagres

A solidão durou pouco, porque a fama de sua santidade foi atraindo à sua cela os primeiros devotos. Por isso, procurou refúgio na gruta de Pizzonis (gruta de são Currau, como é chamada até hoje), fora da cidade, onde pôde viver e morrer na solidão e na pobreza, como desejara.

Dia de São Conrado

Pintura de São Conrado segurando uma cruz

O Dia de São Conrado é comemorado anualmente em 19 de fevereiro. Essa data é celebrada pela comunidade cristã católica, homenageando a figura de São Conrado, um santo eremita que teria vivido na cidade de Placência, na Itália, durante o século 14.

Homenagem pós-morte

Os moradores da região, entretanto, quiseram honrar o “santo que veio do continente” e sepultaram seus despojos na bela Igreja de São Nicolau.

Oração de São Conrado

' Senhor, conservai vivo em nós o desejo de libertação e o anseio da ressurreição. (...)' - Dia de São Conrado

“Deus, nosso Pai, continuamente passais pela nossa vida. Nas adversidades, confirmais vossa presença. Nos perigos, nos alertais. Em nossa fraqueza, fortalecei-nos. Em nossa falta de fé, alentai-nos. Nossas faltas e ofensas, perdoai-nos. Vacilantes, firmai nossos passos. Intimidados, abatidos, espantai nossos medos e erguei nossa fronte. Despossuídos de amor, derramai sobre nós a vossa ternura. Fechados em nossos interesses e preconceitos, libertai-nos do egoísmo. Senhor, conservai vivo em nós o desejo de libertação e o anseio da ressurreição. No fogo do tempo, queimai nossas vaidades, relevai nossas faltas, revelai nossas verdades, unificai nosso ser. Senhor, purificai hoje nossas emoções, abrandai nossas ansiedades e aflições. Sois o Deus da alegria, não o deus da tristeza; o Deus da saúde, não o deus da doença; o Deus das energias positivas, não o deus das cargas negativas; o Deus da vida, não o deus da morte. Por isso, vos pedimos, dai-nos hoje a alegria do coração e ajudai-nos a afastar de nossa mente todo medo, toda inquietação, todo pensamento negativo e destrutivo.”