Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Ganância não te leva a nada

Algumas pessoas possuem ganância, um desejo intenso de sempre levantar vantagem em tudo. Mas saiba que esse sentimento não te leva a nada! Confira algumas reflexões para se inspirar e encontrar aquilo que realmente traz valor à sua vida.

continue lendo
Compartilhar

A ganância acaba com o bem coletivo

Existe no mundo lugar para todos os habitantes do globo, e se essa verdade não se manifesta na realidade é consequência da ganância de poucos. Porém, esses acumuladores nunca conseguem ser completamente felizes, pois o mundo que desaba a sua volta também cobra um preço do usurpador.

A ganância é a arma mais mortífera desse mundo

A ganância mata muito mais do que qualquer arma, ela pode não puxar o gatilho físico, mas é por sua causa que o povo sofre. Aquele que vive querendo sempre mais tira daqueles que nada têm, por isso, por mais que não pareça, o sujeito já sujou as suas mãos de sangue. Caso a conta não chegue nessa vida, com certeza está à espera na próxima.

Ganância é sinônimo de autodestruição

A ganância não destrói apenas aqueles que estão ao redor do ganancioso, mas também a ele mesmo. Se ele acaba com os recursos do meio que o envolvem, ele também paga um prejuízo. É absurdo pensar que o mundo desmorona a sua volta e apenas você vai se salvar. Destruir de qualquer maneira o meio em que vive é sentir em alguma intensidade os danos provocados em si mesmo.

A ganância vai consumi-lo

As pessoas, ao começarem a ganhar alguma coisa, se deixam dominar pela ganância e veem no acúmulo de riquezas um objetivo de vida. Elas se descuidam tanto que começam a vender a alma sem perceber e, quando conseguem acordar, se deparam com um ser rico por fora e completamente vazio por dentro.

Faça sempre o melhor que puder, é só isso que precisa

Faça sempre o melhor que estiver a seu alcance, sem que para isso precise passar por cima de outras pessoas. O máximo de cada um é até onde começa o limite do outro. Assim a sociedade pode ser feliz e prosperar. Para aqueles que deixam a ganância dominar, sempre há um preço alto a ser pago pelos nossos excessos.

Com a ganância se perdem as verdadeiras pessoas

Os gananciosos podem estar repleto de pessoas a seu redor, mas nenhuma delas é um verdadeiro amigo, pois aquele que faz de tudo para ter mais, acima de qualquer outro, não consegue manter pessoas verdadeiras a seu redor. Quando surgir um problema que não pode ser resolvido com dinheiro, o ganancioso terá noção do quanto é solitário.

A felicidade verdadeira está escrita em termos simples

A obsessão por ter sempre mais é uma forma na qual não se encontra a verdadeira felicidade. A ganância não consegue acumular amor ou amigos, que são causas reais de felicidade. Quando não se tem isso, não se tem nada, e ficar rodeado por abutres interesseiros pode fazer com que uma pessoa invejada nunca seja feliz.

 

A ganância pode gerar vingança

A ganância faz muitas vezes com que um homem tome algo que não lhe pertence. Aquele que foi lesado quer uma compensação que pode se tornar uma vingança. A fim de uma jornada de vingança ninguém é capaz de conhecer com um todo, mas dificilmente vai ter um final feliz.

Diferença entre o amor e a ganância

Aquele que ama é feliz, enquanto o ganancioso consegue no máximo uma ilusão de realização. Explicar esse fato é simples para aquele que compreender o quanto é descomplicado amar, cada pequeno lance de felicidade é um luxo, enquanto para o ganancioso nunca existe o suficiente para conquistar, nunca havendo real felicidade por uma vitória.

O ganancioso perde sua alma para objetos

O desejo de possuir é tão grande que mesmo sem perceber o ganancioso termina por trocar a sua alma pelo objetos que acumula, pois o amor verdadeiro não pode ser comprado pelo dinheiro e bens materiais. Logo ele se vê como um zumbi a caminhar pela terra em busca de coisas que nunca serão capazes de saciá-lo.

A ganância não é capaz de manter um lar

O lar do ganancioso quando parece estar em harmonia é por que ali se encontra um covil de cobras. Aquilo que muito deseja, além daquilo que se pode considerar saudável, não consegue ter um lar harmonioso, pois busca incessantemente acumular e não dá espaço para mais nada.

A ganância é uma inversão de valores

O homem ganancioso perde a noção do que realmente é valoroso nessa vida, dessa forma tudo faz para que ganhe algo em troca, mas não é capaz de muito esforço para fazer algo pelo amor. Como consequência, quando o dinheiro é inútil, muito tem a oferecer para ter um pouco de amor, mas nunca o terá. Temos aquilo que cativamos, nada mais, nada menos.

O homem perde o valor de um abraço

O homem dentro da sua ganância tenta possuir o mundo, sabendo que isso por completo é impossível, e gasta seus esforços incessantemente em labuta que não traz felicidade. O mundo que aprendemos a amar está dentro de uma abraço carinhoso no momento de necessidade, algo que não pode ser comprado com nada que seja material.

A ganância é uma barreira para a felicidade

O homem em meio a sua ganância nunca consegue ser feliz. Ela é como uma barreira intransponível para aqueles que não conseguem enxergar o bem, a caridade e o amor como caminhos para a felicidade. Apenas aqueles que seguem o bom caminho em harmonia com os outros irmãos que habitam esse planeta conseguem encontrar a alegria de ser feliz.

Não se leva nada dessa vida

A corrida pelo acúmulo desenfreado de bens não é algo muito inteligente, pois nunca se sabe a hora da morte, mas quando ela chega não é possível levar nada. Por isso, o que podemos fazer para viver bem é apostar na multiplicação do amor, pois ele dá sentido para vida, enquanto qualquer bem material em excesso é um adorno a ser comido pelo tempo.

fechar