Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Caminho solitário

Você é o tipo de pessoa que se sente sem ninguém? Então confira algumas belas e reflexivas mensagens sobre esse assunto! Encontre palavras perfeitas para descrever os seus sentimentos e compartilhe para que as pessoas saibam como você se sente!

continue lendo
Compartilhar

Caminho solitário!

Às vezes, eu penso que estou trilhando um caminho solitário. Penso que não me encaixo em meio a tantas pessoas que existem no mundo inteiro. Vejo as pessoas se confraternizando, se amando e estando sempre rodeadas de amigos e familiares. Mas eu, eu não me vejo com ninguém. Estou sempre sozinha, andando por um caminho solitário, buscando viver minha vida e não ser incomodada, além de não incomodar ninguém!

Sozinha no mundo!

Eu olho a meu redor e percebo o quão estou solitária nesse mundo. Vejo que meus amigos não são tão amigos assim. Vejo que minha família me tolera, pois só integrante e isso não podem mudar. Mas o pior é que me fecho em um mundo e muitas vezes não permito uma aproximação. Pensando bem, talvez não sejam as pessoas que me isolem do mundo, talvez seja eu que fuja para o meu mundo.

Infinito particular!

Há uns anos, criei um infinito particular. Nele, guardo todos os sentimentos que possa vir a ter um dia. Nesse mundinho que somente eu posso adentrar, aprendi a me proteger do que acho que me faz mal, das pessoas que não são boas comigo e, aprendi, principalmente, a ser mais forte. Aprendi ainda que posso entrar e sair do meu infinito particular a qualquer momento, mas que ninguém tem autorização para entrar lá. Lá, nesse mundinho criado por mim, eu me sinto mais forte, mesmo estando sozinha, mesmo não tendo ninguém, é lá que eu recupero minhas forças e minha vontade de viver!

No mundo sozinha...

Há certo tempo, passei a observar o mundo de maneira diferente. Comecei a perceber que eu estava sozinha nesse mundo, que, mesmo cercada por várias pessoas, tendo colegas de trabalho e/ou escola, tendo a família, eu sempre me encontrava sozinha no mundo. Por diversas vezes, tentei entender por que isso acontecia comigo. Hoje, vivo no meu mundo sozinha, não sei se sou feliz, mas sei que vivo!

A verdade no meu mundo

Parece estranho falar que se é sozinho, mesmo quando se há milhares de pessoas a nosso redor. Devemos lembrar que (quase) nunca conseguimos ser completamente sozinhos. Mas eu aprendi que, no meu mundo, as pessoas não são sinceras umas com as outras e isso faz com que eu desacredite de tudo, inclusive do amor. Nunca encontro as realidades da vida quando falo com outras pessoas. A verdade só aparece quando estou completamente sozinha.

Por muito tempo...

Por muito tempo, busquei me encaixar nos padrões da sociedade.

Por muito tempo, busquei achar pessoas que me aceitassem da forma que sou.

Por muito tempo, busquei amigos a qualquer custo.

Por muito tempo, achei que precisava de outras pessoas para me sentir melhor.

Há algum tempo, descobri que sou muito mais que a necessidade de ter pessoas em minha vida. Que os padrões da sociedade não são justos e que a maioria das pessoas que buscam se encaixar nessa dita sociedade sofrem muito mais que eu, que deixei de tentar algo. Que amigos são amigos apenas por serem amigos, que eu não precisava me encaixar na vida deles. Hoje, não preciso mais de outros para me sentir bem, preciso de mim, preciso acreditar em mim e ser feliz!

Quer saber?

Quer saber? Eu parei para pensar em tudo que enfrentei na vida e percebi que estava em uma luta em vão. Quer saber? Quando eu achava que tinha amigos, percebia que não era bem assim. Quer saber mesmo? Pode parecer egoísmo, mas hoje sou feliz por ser eu mesma, sem fingimentos, sem falsas ideias, sem ter que me adequar às ideias dos outros. Quer saber? No mundo só entra quem eu permitir e este meu mundo não foi feito para qualquer um!

 

Como eu me sinto...

Às vezes, paro e fico pensando como eu me sinto nesse mundo tão frio e distante que vivemos. Que, mesmo estando rodeado de diversas pessoas, nenhuma delas nos completa. Eu me sinto meio deslocada, meio perdida em um ambiente ao qual não pertenço. Eu me sinto com todos os olhos em cima de mim, mas decidi trilhar meu caminho sozinha e é assim que pretendo viver. Não vou esperar nada de ninguém!

No meio da multidão!

Não sei se você já se sentiu assim, mas as vezes eu me pego pensando no quão sou pequena em meio à imensidão do mundo. Por mais que eu esteja no meio de uma enorme multidão, eu me sinto sozinha. Não quero me vitimar, não mesmo... Eu quis me entender e consegui pensando no quão estranho é estar cercada de várias pessoas e nenhuma delas completá-la, compreendê-la e senti-la.

A escolha de um caminho...

Pode parecer muito estranho tudo o que vou lhe dizer, mas na vida todos nós passamos por escolhas. E são exatamente essas escolhas que definem a escolha do nosso caminho. Muitas vezes, não conseguimos decidir e costumamos ir junto com o fluxo da vida. Mas, quando você escolhe um caminho, e mesmo que ele seja contrário a tudo o que sempre acreditou, você mostra que é bem mais que um caminho. É a sua verdade.

A alma humana...

Dizem por aí que a alma humana não foi feita para ficar sozinha, mas já vimos que nem todas as pessoas têm a aptidão para viver em sociedade. Algumas pessoas simplesmente repelem todas as outras que chegam perto. Algumas pessoas não conseguem conviver com outras. Algumas pessoas foram feitas para viver sozinhas. E suas almas? Suas almas também ficam sozinhas!

Aprender a ser sozinha...

A vida nos prega diversas peças e, por muitas vezes, nos deparamos com as situações mais difíceis da vida. Algumas vezes, temos pessoas ao nosso lado dispostas a nos ajudar e nos levantar. Mas, muitas vezes, temos que aprender a ser sozinhos, pois, em diversos momentos, principalmente quando mais precisamos, a maioria das pessoas nos viram as costas.

Sobre ser forte...

Isso aqui não se trata de estar sozinha no mundo. Tudo isso aqui se trata de como eu me tornei essa pessoa forte e persistente. Isso aqui não trata de eu reclamar de tudo o que a vida oferece, ou melhor, o que não oferece. Tudo isso trata de como aprendi a levantar a cabeça quando não me sinto bem. Isso aqui não é um concurso de ter muitos amigos, é sobre ser forte para mim, sobre acreditar em mim e ser o que eu sempre quis ser!

A solidão!

Uma palavra simples e aterrorizante. Solidão! Muitas pessoas têm medo, não gostam de ficar sozinhas, não gostam do silêncio e este lhes parece perturbador. Muitas pessoas não gostam de ficar sem companhia e transformam a solidão em um pequeno monstro. Eu já sou o oposto disso tudo, eu aprecio a solidão como se ela fosse um pequeno sonho. Gosto de ficar sozinha e encarar o silêncio. De ficar perdida em meus pensamentos, em meus devaneios. Eu gosto de ficar em minha companhia, aprendi a me conhecer e a me amar. E a solidão não é um monstro, é no máximo, um urso de pelúcia que enfeita meu quarto!

Estar só não é ser solitária...

Não ter ninguém ao lado muitas vezes não é desesperador, afinal, estar só não é ser solitária. Estar só pode ser muito mais que a solidão. Estar só pode ser a buscar por novas ideias, novos valores e uma nova força. Estar sozinha, trilhar um caminho sozinha, só me mostra o quanto tive que enfrentar e o quanto já superei para estar aqui!

fechar