Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Dia Internacional da Síndrome de Down

Dia 21 de março é o Dia Internacional da Síndrome de Down com o objetivo de conscientizar às pessoas sobre essa doença, mas também nos lembrar que, mesmo com suas limitações, podem viver alegremente. Confira mensagens para você conhecer melhor essa data especial.

Eles não são todos iguais

As pessoas com síndrome de Down não são todas iguais, por isso não devemos tratá-las como um único grupo uniforme. Apesar de algumas características físicas parecidas, como olhos amendoados, baixa estatura e deficiência intelectual, elas têm características únicas como qualquer outra pessoa. Sejam culturais, sociais, educacionais ou genéticas e herdadas dos seus familiares.

Frases para o Dia da Síndrome de Down

Direito à inclusão e à cidadania

Eles têm um direito constitucional à inclusão e à cidadania. Tanto o Estado como a sociedade têm o dever de buscar formas para incluir e garantir o direito dessas pessoas em igualdade com os demais. Se quiser se informar melhor, busque ler sobre a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, aprovada no Brasil em 2008.

Não existe portador de síndrome de Down

Não existe portador de síndrome de Down. As pessoas podem portar uma bolsa, uma carteira ou até mesmo um vírus, mas jamais portam uma deficiência. A deficiência é uma característica da pessoa, não é algo que ela pode portar (carregar ou trazer) para algum lugar. Por isso o termo “portador” de síndrome de Down ou de qualquer outra doença está em desuso. O mais adequado é dizer que ela tem deficiência.

Eles têm opinião

As pessoas com síndrome de Down também têm opinião e podem se expressar sobre diversos assuntos. Afinal, muitos deles trabalham, estudam e convivem normalmente em sociedade. Em caso de entrevistas, não dê voz apenas aos pais, especialistas e acompanhantes. Fale também com as pessoas com deficiência.

Eles são normais

Todos são seres humanos de valor. Não existe pessoa “normal” ou “anormal”. Cabe melhor se referir como “pessoas com deficiência” ou pessoas “sem deficiência”. Para você isso pode não parecer importante, mas essas terminologias são as mais adequadas para enfrentar preconceitos, estereótipos e promover a igualdade.

Não são “coitadinhos”

Em hipótese alguma pessoas com síndrome de Down devem ser tratadas como “coitadinhas”. Eles podem se divertir, trabalhar, estudar, namorar e se tornar adultos como todo mundo. Apesar das limitações, eles não devem ser tratados como vítimas de sentimento de dó ou de pena. Nascer com uma deficiência não é uma tragédia, é apenas uma característica.

Meias invertidas

'Viva o Dia Internacional da Síndrome de Down!' - Dia Internacional da Síndrome de Down

Se neste dia você ver alguém usando meias coloridas invertidas, ou seja, com um pé de cada par, não se assuste! Este é um sinal de que a pessoa conhece e acredita na igualdade e direitos das pessoas com síndrome de down. Gostou da ideia? Entre nessa você também! Use meias invertidas no dia 21 de março e mostre que você também apoia esta causa. Afinal, ser diferente é normal. Viva o Dia Internacional da Síndrome de Down!

Vamos falar sobre Inclusão Social. Você sabe o que é? Descubra!

Eles não têm deficiência mental

As pessoas com síndrome de Down têm deficiência intelectual, que é diferente da deficiência mental. Não é apropriado usar “deficiência mental” para se referir a uma pessoa com síndrome de Down, pois isso significa um comprometimento de ordem psicológica.

Síndrome de Down não é doença

Você precisa saber algumas coisas importantes sobre a síndrome de Down, e uma das principais (se não for a principal) é que ela não é uma doença. A pessoa com síndrome de Down nasce com três cópias do cromossomo 21, ao invés de duas cópias. Isso é uma ocorrência genética e não uma doença. Por isso não é correto dizer que uma pessoa com síndrome de Down é doente.

Eles não serão crianças para sempre

É importante lembrar que as pessoas com síndrome de Down não serão crianças para sempre. Eles passam por todas as fases da vida como qualquer outra pessoa. Nascem, passam pela infância, adolescência e então chegam à vida adulta. O estímulo do ambiente familiar e social, obviamente, vai influenciar no desenvolvimento de suas capacidades e habilidades, fatores essenciais para que possam ter uma vida mais independente.

Frases sobre diversidade

Temperamento e humor como o nosso

As pessoas com síndrome de Down nem sempre estarão tristes e também não estarão sempre felizes. Elas não ficarão agressivas por qualquer coisa. Assim como todas as pessoas, pessoas com síndrome de Down têm a sua própria personalidade. É normal que pais e familiares queiram que eles estejam sempre felizes, mas no mundo real é praticamente impossível, né?

Elas podem amar e devem ser amadas

As pessoas com síndrome de Down também têm sentimentos, ok? A condição delas não as impede de amar e de serem amadas. Eles sonham, desenvolvem suas próprias capacidades, conversam, fazem planos e muito mais. São como nós! A inclusão é mais simples do que se pensa, mas o primeiro passo é deixar de lado os medos e preconceitos, tratando-os como qualquer outra pessoa.

Os pais não têm culpa

É importante esclarecer que os pais da pessoa com síndrome de Down não têm nenhuma responsabilidade sobre a condição. Não há nada que eles poderiam ter feito de diferente para evitar a causa. Não é culpa de ninguém, afinal isso não é uma doença, mas uma condição da pessoa.

Boa alimentação aumenta a expectativa de vida

Um dos fatores que aumentam a expectativa de vida de pessoas com síndrome de Down está ligado à alimentação. A dieta dessas pessoas precisa ser rica em ômega 3, encontrado na sardinha e no atum. Também é necessário manter um bom nível de colina e fosfatos, presentes na pele do ovo e no peixe, respectivamente. A expectativa de vida, atualmente, é de 50 a 60 anos nos países desenvolvidos.

270 mil pessoas nessa condição genética

Estima-se que a cada 700 nascimentos, uma criança é diagnosticada com síndrome de Down. No Brasil, há cerca de 270 mil pessoas com essa condição genética. Está aí mais um bom motivo para promovermos a inclusão delas em todos os âmbitos sociais, né?

Não existe tratamento ou cura

Não existem medicamentos ou tratamentos que curem a síndrome de Down, até porque ela não é uma doença. Por outro lado, existem tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, como terapias de linguagem, motoras e intelectual, que estimulam essas pessoas a superarem seus próprios limites.

Frases sobre deficiência