Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

David Gilmour

Um dos guitarristas de maior influência no rock n roll , David Gilmour, construiu quase toda a sua carreira dentro do Pink Floyd. Conheça um pouco mais dessa lenda viva da música.

06/03/1946
continue lendo
Compartilhar

Restaurar o equilíbrio

David Gilmour

Eu tinha alguns problemas com a direção da banda no passado recente, antes de Roger sair. Eu achava que as músicas tinham muitas palavras, e que devido ao significado dessas palavras serem tão importantes, a música tinha-se tornado um mero veículo para as letras, o que não era muito inspirador...The dark side of the moon e Wish you were here tiveram um enorme sucesso, não apenas devido à contribuição de Roger, mas também porque havia um equilíbrio maior entre a música e as palavras do que em álbuns mais recentes. É isso que estou a tentar fazer em A momentary lapse of reason mais focado na música, restaurar o equilíbrio.

Se apaixonar

David Gilmour

Não é verdade que você só se apaixona uma vez em sua vida. Mas é verdade que você só se apaixona de certa forma, com um certo caráter absoluto, uma vez.

O meu som

David Gilmour

Eu acho que eu poderia andar em qualquer loja de música em qualquer lugar e com uma guitarra fora do rack, um par de pedais básicos e um amplificador e poderia soar como eu. Não há dispositivos, personalizados ou não, que me dão o meu som.

Carreira

David Gilmour

Eu não preciso disso [voltar com o Pink Floyd]. Não preciso voltar para lá. Não estou sendo modesto ou difícil – apenas acho que, na minha idade, deveria fazer o que quer que eu deseje na vida.

Um dos meus objetivos

David Gilmour

Bem, isto foi sempre o meu objetivo durante anos, ou seja sempre foi um dos meus objetivos, que tudo o que se fizesse, fosse equilibrado. Disse-o centenas de vezes até chatear – o que conta é o equilíbrio entre as palavras e a música, e eu penso que foi isso que se perdeu em 'The final cut'. (à Rádio Australiana em Fevereiro de 1988)

 

The Narrow Way

David Gilmour

Bem, nós tínhamos decidido fazer o álbum, e que cada um teria que escrever uma peça de música sozinho... na verdade foi um desespero, tentar escrever algo sozinho, pois eu nunca tinha escrito nada antes. Fui para o estúdio e pus-me a tocar, juntando bocadinhos e peças. Há anos que não a ouço, nem faço ideia como é. (Ao ser perguntado 'O que é que te inspirou para fazer The Narrow Way em Ummagumma'. Maio de 1983)

Sobre a criação de High Hopes

David Gilmour

High Hopes era para ser realmente a última, uma espécie de final, de uma forma ou outra. É uma daquelas músicas que você trabalha de forma rápida mas bonita, quase imediatamente. Eu carreguei comigo algumas idéias em uma fita cassete, com apenas alguns compassos de piano, e fui para uma pequena casa em algum lugar com Polly, para tentar fazer algum progresso na escrita lírica. Ela me deu uma frase e muito rapidamente nós a escrevemos. Então voltei ao estúdio, com mais ninguém ali, a completei e coloquei em uma demo. Fiz tudo sozinho e posso dizer que ela se completou virtualmente em um único dia.

Tipo de som

David Gilmour

Eu nem acho que se eu tocar o blues ou não, eu só toco o que me faz bem no momento. Além disso, vou usar qualquer gadget ou dispositivo que eu acho que me ajuda a alcançar o tipo de som na guitarra que eu quero chegar.

Fim do Pink Floyd

David Gilmour

Já deu. Fiquei no Pink Floyd por 48 anos – alguns daqueles anos, no começo, com Roger [Waters]. E aqueles anos que agora são considerados nosso auge eram 95% gratificantes em termos de música e alegres, cheios de diversão e risadas. E eu certamente não quero deixar os outros 5% distorçam minha visão daquele que foi um tempo duradouro e fantástico juntos. Mas já passou, já deu para nós – e seria falsidade voltarmos e fazer de novo.

Sobre o Pink Floyd voltar a tocar

David Gilmour

Voltar sem Rick seria apenas errado. Eu, absolutamente, não quero voltar. Não quero tocar em estádios... Estou livre para fazer exatamente aquilo que quero fazer e do jeito que quiser... Obviamente, aceito que algumas pessoas queiram ouvir essa lenda que foi o Pink Floyd, mas acho que isso não é minha responsabilidade. Para mim, são só duas palavras que sintetizam o que quatro pessoas fizeram juntas. É só um grupo pop. Eu não preciso disso.

Sobre o processo criativo

David Gilmour

Quando você percebe que tens uma ideia pequenina com uma certa magia e pensa que há literalmente milhões de pessoas a ouvi-la ao mesmo tempo, você sente aquela telepatiazinha de estar a partilhar algo com essas pessoas.

Minha técnica

David Gilmour

Minha técnica é ridícula às vezes. Eu desenvolvi um estilo próprio, eu suponho, que se arrasta ao redor. Eu não tenho que ter muita técnica para isso. Eu desenvolvi as partes da minha técnica que são úteis para mim. Eu nunca vou ser um guitarrista muito rápido. Eu realmente não sei o que dizer sobre o meu estilo. Há sempre uma intenção melódica lá.

fechar