Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Chacrinha

Uma das maiores lendas da TV e do rádio do Brasil é José Abelardo Barbosa de Medeiros, mais conhecido como Chacrinha. Leia suas melhores frases e conheça o maior comunicador de massa de todos os tempos!

30/09/1917 30/06/1988
continue lendo
Compartilhar

Um pouco mais sobre ele...

José Abelardo Barbosa de Medeiros, mais conhecido como Chacrinha (Surubim, 30 de setembro de 1917 — Rio de Janeiro, 30 de junho de 1988) foi o maior comunicador para as massas da rádio e da TV, apresentador de programas de auditório de enorme sucesso.

Seus programas mais conhecidos foram: “Buzina do Chacrinha” e “Discoteca do Chacrinha”, onde estava sempre rodeado pelas Chacretes, que fizeram um enorme sucesso na década de 80.

Buzinar nas ruas

Chacrinha

Acho que devia ser proibido buzinar nas ruas. Faz muito barulho. Ou só buzinar comedidamente. Na hora exata, de maneira sensata, não buzinar com nervosismo, aquilo irrita. É prova evidente do nervoso da pessoa. Se o trânsito está parado, você vai buzinar pra quê?

Quem era o público

Chacrinha

O público mesmo. Todos os públicos fazem parte do meu público. Quer dizer, modéstia à parte, não estou aqui para querer me enaltecer, me vangloriar. Mas em qualquer lugar que vou sinto profundamente as reações.

Dupla personalidade

Chacrinha

Com esse negócio de Chacrinha eu perdi minha personalidade, fiquei com dupla personalidade. Sou obrigado a rir pra todo mundo, tenho que ser Chacrinha em todo canto, na rua, em qualquer lugar. Meu médico acha que sou um cara realmente nervoso, excessivamente nervoso.

 

Renovar

Chacrinha

Eu procuro me renovar constantemente. E Deus deu a mim a ideia de fazer dois programas que podem ser renovados constantemente.

Competição

Chacrinha

Em todo e qualquer programa de calouros tem que haver competição. Tudo na vida é uma competição. O calouro se sente bem, o público gosta e participa. Talvez o meu grande defeito seja ter a coragem de buzinar o calouro.

Medos

Chacrinha

Tenho muito medo da velhice. Mas estou sabendo envelhecer. O medo é de não poder fazer mais o que faço, de ter que deixar esta vida trepidante, para lá e para cá. Da morte, sim, tenho muito medo, porque sou um cara eminentemente pessimista.

A TV

Chacrinha

A TV é uma máquina, é uma indústria, é uma fábrica, e eu sou uma peça desta fábrica, desta indústria.

fechar