Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

As 7 linhas da umbanda

A Umbanda é uma religião que cresce cada vez mais no Brasil. Como qualquer crença, o princípio da Umbanda é sempre fazer o bem e emanar energias positivas. Esses ensinamentos são organizados a partir de sete faixas, sendo cada uma delas comandada por orixás distintos. Nas mensagens a seguir, você vai entender as características de cada uma dessas linhas, a forma correta de se referir a elas e o que elas significam para a religião. Não tem problema se você não for umbandista: conhecimento nunca é demais! Conecte-se com a sua religiosidade e compartilhe tudo que aprender com as pessoas que você ama.

Sete linhas

A Umbanda é uma religião brasileira, cristã, de matriz afrodescendente, profundamente sincrética e inclusiva, que prega o amor e a caridade. Os trabalhos visam sempre o bem e são organizados de acordo com sete faixas de vibração, que são campos da vida e de sentimentos, essências emanadas do Criador. Essas faixas também são chamadas sete linhas da Umbanda, e cada uma delas é regida por um e/ou uma orixá.

13 pontos que você precisa saber ao praticar a Umbanda

Diferenças doutrinárias

Como em toda grande religião, na Umbanda também há diversas escolas. Logo, há diferenças na forma como cada escola doutrinária considera cada uma das sete linhas e como elas identificam o orixá regente. O importante é compreender que as linhas representam forças divinas, e cultuar os orixás dentro de suas convicções. A função da diversidade é enriquecer, não dividir. Se o assunto é fé e o objetivo o amor, não existe certo ou errado.

Linha do Tempo e da Fé

Também chamada linha de Oxalá, essa é a linha do tempo e da fé, a primeira das sete e que comanda todas as outras, pois está ligada diretamente à religiosidade. Oxalá é o orixá desta linha; Mãe Logunã e Mãe Oyá, em algumas vertentes, também. No sincretismo, é a linha de Jesus Cristo. Por tratar do início, da religião, e da fé, traz consigo entidades de falar calmo e sábio.

Linha da Sagrada Geração

Recebe também o nome de "Linha do Povo da Água" ou linha de Iemanjá. Dedicada ao mistério da geração e da gestação, tem em Iemanjá sua orixá, a Divina Mãe na Umbanda. É uma linha feminina, de vibração serena, com entidades que gostam de trabalhar com água salgada ou do mar. Nas escolas que identificam em cada linha um orixá masculino e feminino para cada uma das linhas, Pai Omulu é o orixá desta.

Linha da Justiça e da Purificação

Quando o assunto é a lei cármica, a razão e o sentimento de justiça, entramos nos domínios da linha Xangô, o orixá da Justiça, dirigente das almas. Em algumas vertentes, Mãe Egunitá e até Oroiná Yansã também são identificadas com essa linha. A vibração de Xangô remete à vastidão das montanhas, às asas da justiça, e os pontos cantados, remetem a belezas naturais e cachoeiras. As entidades desta linha são mistas de caboclos, pretos velhos, e pessoas da lei.

Linha da Lei e da Direção

É a linha das demandas da vida, dos conflitos, das batalhas e das aflições. Seu orixá é Ogum, protetor dos guerreiros, e seus caboclos são assertivos e fortes em seu falar e caminhar. É a linha responsável pela manutenção da ordem e da obediência à lei no mundo astral, combatendo as forças do mal que tentam obstruir os caminhos.

Conheça a origem da Umbanda

Linha do Conhecimento e da Concentração

As vibrações que se concentram no conhecimento e no raciocínio, são regidas por Oxóssi e Mãe Obá. É também a linha dos caboclos, caboclas e índios, de fala serena, conselhos calmos e trabalhos também. Invocam as forças da natureza, em pontos que trazem a beleza das matas.

Linha do Amor e da Renovação

A pureza do amor é reconhecida na linha da orixá Oxum. É na figura das crianças que entidades muito evoluídas se manifestam. Em algumas vertentes, a linha das crianças é associada a Ibeji, orixá que, como Cosme e Damião, também são gêmeos. Outro Orixá que muitas vezes é vinculado a esta linha é Iori ou Yori. Trata-se de uma linha alegre, nobre e pura, cujas entidades retomam a criança dentro de cada um e fazem seus trabalhos entre doces e brinquedos.

Linha das Almas

A linha de Iorimá ou dos pretos-velhos, também chamada de linha das almas, é formada pelos espíritos ancestrais na luta contra o mal. Foram os primeiros espíritos a combater o mal e trazem consigo toda a sabedoria de sua experiência. São entidades humildes que pensam bem antes de falar e trazem consigo uma enorme sabedoria.

Ponto das Sete Linhas

Em muitas casas, o ponto (cantiga em louvor) das sete linhas, faz parte da abertura dos trabalhos. Confira essa bonita saudação às sete linhas da umbanda!



"Oi, salve a umbanda, vamos saudar

As sete linhas dos orixás

Na natureza, sete são as vibrações

Que pai Olorum criou e aqui estão neste congá



Na linha da sagrada geração

Pai Omulu e também Iemanjá

Lá na floresta, a força do conhecimento

Saravá meu pai Oxóssi, saravá pra mãe Obá



Quem movimenta é Iansã

Pelos caminhos do pai Ogum

Linha da lei é linha forte nas demandas

Saravá pra lei da umbanda

Saravá pra lei maior



Na força de Xangô e Oroiná

Tem a justiça que vem tudo equilibrar

Na evolução, quem rege é Obaluaê

Que traz todo o seu saber junto com a mãe Nanã



A cachoeira é de Oxum

E o arco-íris de Oxumaré

Que são a linha do amor do pai Olorum

Que ilumina cada um e engrandece a nossa fé



Salve a umbanda, salve as sete vibrações

São sete cores na coroa de Babá

Mãe Logunã é a mãe do tempo e da fé

E o regente da umbanda é o nosso pai Oxalá!"

Expresse-se com lindas mensagens da Umbanda