Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

5 contos para valorizar a amizade

Os contos traduzem situações, sentimentos e relações do cotidiano em histórias para que possamos compreendê-los de uma forma melhor. Então, se você quer se aprofundar no significado de amizade, confira esses 5 contos cheios de emoção e compartilhe com todos os seus amigos!

continue lendo
Compartilhar

Verdadeira Amizade

Lenda Judaica

Conta esta lenda judaica que dois amigos cultivavam e dividiam o mesmo campo de trigo, trabalhando arduamente a terra com amor e dedicação numa luta estafante, às vezes inglória, sempre à espera de um resultado compensador.

Anos a fio lidaram com a terra, obtendo pouco ou nenhum retorno, até que um dia finalmente a natureza respondeu e regalou-os com uma grande safra, perfeita, magnífica, satisfazendo os dois agricultores que a repartiram igualmente, eufóricos.

Trabalharam na colheita o dia inteiro e depois cada um seguiu o seu rumo.

À noite, já no leito, cansado da brava lida daqueles últimos dias, um deles pensou: "Eu sou casado, tenho filhos fortes e bons, uma companheira fiel e cúmplice. Eles me ajudarão no fim da minha vida. O meu amigo é sozinho, não se casou, nunca terá um braço forte a apoiá-lo. Com certeza vai precisar muito mais do dinheiro da colheita do que eu".

Levantou-se, silencioso para não acordar ninguém, colocou metade dos sacos de trigo recolhidos na carroça e saiu.

Ao mesmo tempo, em sua casa, o outro não conciliava o sono, pensando: "Para que preciso de tanto dinheiro se não tenho ninguém para sustentar, já estou velho demais para ter filhos e não penso mais em me casar? As minhas necessidades são muito menores do que as do meu sócio, com uma família numerosa para manter".

Não teve dúvidas: pulou da cama, encheu a sua carroça com a metade do produto da boa terra e saiu pela madrugada fria, dirigindo-se à casa do outro. O entusiasmo era tanto que não dava para esperar o amanhecer.

Na estrada escura e nebulosa daquela noite de inverno, os dois amigos encontraram-se frente a frente. Olharam-se espantados, mas não foram necessárias palavras para que entendessem a mútua intenção.

Amigo é aquele que no seu silêncio escuta o silêncio do outro.

Dois amigos no deserto

Lenda Árabe

Diz uma lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto. Em um determinado ponto da viagem, eles discutiram, sendo um deles esbofeteado e ofendido. Sem nada mais a dizer, ele escreveu na areia: "hoje meu melhor amigo me bateu no rosto".

Seguiram e chegaram a um oásis, onde resolveram tomar banho. O amigo que havia sido esbofeteado começou a se afogar e foi salvo pelo outro. Ao se recuperar, o que quase se afogou pegou um estilete e gravou em uma pedra: "hoje meu melhor amigo salvou-me a vida".

Intrigado, o amigo perguntou:

- Por que depois que te bati você escreveu na areia, mas agora escreveu na pedra?

Sorrindo, o outro amigo respondeu:

- Quando um grande amigo nos ofende, devemos escrever na areia, porque o vento do esquecimento e do perdão se encarregarão de apagar, mas quando nos faz algo grandioso, devemos gravar na pedra da memória e do coração, porque vento nenhum do mundo tem poder de apagar.

Só é necessário um minuto para simpatizar com alguém, uma hora para gostar de alguém e um dia para querer o bem a alguém, mas é preciso de toda uma vida para que possa esquecê-lo.

O vento e a lua

Contos Budistas Para Crianças

Era uma vez um leão e um tigre que moravam numa floresta muito tranquila, sem lojas, sem poluição e sem consumo. Eles já se conheciam há muito tempo, desde que era filhotes. Como eram muito amigos, não sabiam bem a diferença entre leões e tigres, então cultivaram esta amizade. Mas um dia o leão e o tigre discutiram.

O tigre disse:

- Todo mundo sabe que o frio chega quando a Lua Cheia transforma-se em Lua Nova!

E o leão disse:

- Onde é que ouviste essa estupidez? Todo mundo sabe que o frio chega quando a Lua Nova transforma-se em Lua Cheia!

O leão e o tigre continuaram a lutar. Como não sabiam quem estava certo, eles foram perguntar a resposta correta a um monge muito sábio e gentil, que morava na floresta.

O leão e o tigre cumprimentaram o monge e perguntaram quando é que o frio chega.

O monge pensou e então respondeu:

— Pode fazer frio em qualquer fase da Lua, desde a Lua Nova até a Lua Cheia.

É o vento que traz o frio do norte, do sul, do leste ou do oeste.

Então vocês dois estão certos! E nenhum de vocês foi derrotado pelo outro.

A coisa mais importante é viverem sem lutar e sem querem ter razão.

O leão e o tigre agradeceram ao sábio monge. Eles ficaram felizes porque continuaram a ser amigos.

O tempo vem e vai, mas a amizade permanece.

Leia também: Mensagens para uma amizade verdadeira

Carinho

Nicole Ayres

Estava cansada. Exausta. Tivera um dia daqueles! Estava exaurida. E irritada. Ainda por cima, começou a chover. E ela tinha esquecido o guarda-chuva. Estava cansada, irritada e molhada. Ensopada. Sentou-se sob a cobertura do ponto de ônibus. Era tarde da noite e o lugar estava quase deserto. O ônibus demorava a chegar. Só faltava ser assaltada agora… Alguma coisa tocou sua perna. Levou um susto! Olhou para baixo. Era um gato. A princípio ficou irritada. Mais irritada. Depois se acalmou e se apiedou do bicho, que se soltara de suas pernas, assustado com o gesto brusco, e agora apenas a observava, sentado de frente para ela.

Era um gato preto com olhos amarelos. Bonitinho. Provavelmente procurando abrigo da chuva. Gatos odeiam água. Olhou para ele. Inclinou-se e fez um carinho em seu pelo negro. Ele miou e fechou os olhos, sentindo o afago, então se movimentou enquanto ela alisava seu pelo e voltou a roçar o corpinho em suas pernas. Ela abriu um sorriso leve. Como os animais se entregam com facilidade! Basta um carinho e eles já tomam confiança. O ser humano complica tudo. É inveja, raiva, cobrança, impaciência, tanta bobagem… O ser humano estraga tudo, inclusive a amizade. O ser humano é desconfiado demais para se entregar plenamente ao outro, em qualquer tipo de relacionamento. Os animais não questionam nada. Eles nos aceitam e nós os aceitamos; então pronto: a amizade nasce. Pra que mais? Um carinho bobo iniciou aquela estranha amizade com um gato preto em uma noite cansativa de chuva. E ainda dizem que gatos pretos dão azar. Quanta bobagem! Bobagem humana. Bobagem como os seus problemas bobos e o seu cansaço bobo, que passaria logo após uma boa noite de sono. Para que complicar?

Seu ônibus chegou. Levantou-se, despediu-se brevemente de seu novo amigo e entrou no ônibus. Estava cansada. Exausta. E ensopada. E ainda estaria irritada, se não fosse pelo poder apaziguador dos animais. Olhou o gato pela janela. Sorriu. Ele sorriu de volta, com seus olhos amarelos.

Um grande conceito sobre amizade

Autor Desconhecido

Na guerra…

– Meu amigo ainda não regressou do campo de batalha, senhor. Solicito permissão para ir buscá-lo — disse um soldado ao seu superior.

– Permissão negada – respondeu o oficial — Não quero que você arrisque a sua vida por um homem que provavelmente está morto.

O soldado, desconsiderando a proibição, saiu, e uma hora mais tarde regressou mortalmente ferido, transportando o cadáver de seu amigo.

O oficial ficou furioso.

– Eu te disse que ele já estava morto! Agora, por causa da sua indisciplina, eu perdi dois homens! Me diga: valeu a pena ir até lá para trazer um cadáver?

E o soldado moribundo respondeu:

– Claro que sim, senhor! Quando encontrei o meu amigo, ele ainda estava vivo e pôde me dizer: “Eu tinha certeza de que você viria!”

fechar