Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Guillermo del Toro

Com mais de 30 anos de carreira no meio cinematográfico, Guillermo del Toro é diretor, roteirista e produtor. Conheça sobre esse grande cineasta, através de algumas frases.

Autor de terror que mais admira?

Guillermo del Toro

Stephen King. Ele está para a literatura de terror como Alfred Hitchcock está para o thriller cinematográfico: colocando todo o gênero e todos os medos que são universais numa escala pessoal, íntima, extremamente local. A criação narrativa do que viríamos chamar de terror começa na Idade Média em histórias que não eram necessariamente para assustar pela emoção, mas para ensinar e doutrinar pelo medo. Quando temos o gótico no século 18 ele está voltando à Idade Média das ruínas, dos castelos, dos cavaleiros-fantasmas que vagueiam com correntes por ruínas. E isso segue pelo século 19 com o mesmo universo de ruínas, países mediterrâneos com rapazes morenos de péssimas intenções, mocinhas muito louras em perigo, castelos, masmorras. Duas pessoas mudam isso radicalmente, uma delas é Richard Matheson, que de certa forma é o precursor de Stephen King. Matheson traz o terror para os Estados Unidos contemporâneos. E King desce a um detalhe ainda mais preciso, colocando o terror numa cidadezinha do interior repleta de detalhes exatos, as pessoas andando de bicicleta, as folhas douradas do outono… O terror não está mais no castelo mal assombrado da duquesa do século 18, mas na nossa sala de estar, no nosso sofá. Não há mais um fantasma sacudindo correntes por uma masmorra. Há alguém que você não sabe quem é que está tentando entrar na sua casa de noite, enquanto você assiste TV e come seu jantar… E por isso o terror de King é tão efetivo: porque para um bom terror funcionar é preciso que ele esteja repleto de detalhes prosaicos.