Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Rouge

Rouge nasceu em 2002 de um programa de TV e estourou com o hit Ragatanga, além de outros sucessos. A banda chegou ao fim em 2006, mas em 2017 retomaram o trabalho e voltaram aos palcos. O grupo arrastou multidões, mesmo com idas e vindas. Declarações das integrantes falam sobre a trajetória delas.

continue lendo
Compartilhar

O fim e o recomeço

Em 2006 houve a separação do grupo Rouge. Em 2017, para surpresa dos fãs, elas voltaram e fizeram alguns shows pelo Brasil. Cada ingresso disponível para os shows foi vendido, e as meninas ainda lançaram música nova. Mas como tudo que é bom dura pouco, em janeiro de 2019 anunciaram uma pausa na carreira do grupo.

Karin quebra o silêncio

CARAS Digital

“Eu ouço que o Rouge acabou por minha causa. Não é verdade (...) A banda exige muita demanda e nem todo mundo estava disposto e tinha possibilidade de entregar o que demandava. Todas precisavam estar no mesmo foco, e eu sempre chamei atenção para isso. Então para fazer mais ou menos, não faz (...)”. Trecho da declaração de Karin Hils.

Homenagem de Li a Karin

Instagram – Li Martins

“Eu aprendo tanto com você!!! Você é inspiradora!!! Às vezes eu olho pra você e penso, eu quero ser como ela!!! Não só pelo seu talento, mas a sua beleza, e o ser humano, a pessoa que você é!!! Eu te amo demais!!! Eu desejo que você ganhe o mundo!!! Que a sua luz se espalhe pelo maior número de pessoas que você puder alcançar!!!”

 

Do reencontro a uma nova pausa

Instagram do grupo Rouge

“Fizemos esse reencontro especialmente para vocês, que nos pediram por anos. (…) Foi especial para nós e sabemos que para vocês também. Foi um reencontro épico e acreditamos que conseguimos cumprir nossa missão e completamos mais um ciclo. Agora sentimos que precisamos voar por novos caminhos e por isso daremos uma pausa no grupo”.

Sobre a volta do grupo

Contigo

“Nós temos uma relação de seres humanos, só que trabalhamos juntas, então tivemos que aprender a lidar com isso.”, disse Aline. E Karin complementa: “Esclarecemos coisas que ficaram guardadas durante mais de 10 anos. Hoje, nós temos maturidade. Era a hora certa de acontecer tudo.”

Desabafo de Karin Hils

CARAS Digital

“(...) Eu sou eu, sei de mim e da minha vida. As pessoas só querem ver a gente juntas, não nos aceitam separadas. Me deixa triste porque parece que tudo que eu fiz morreu quando eu entrei no Rouge, me deixa frustrada. Ouço comentários ofensivos, que me entristecem, afirmando que nós só voltamos porque o dinheiro acabou. É assim que as pessoas enxergam? (…)”

O produto Rouge

Contigo

“Nos viam só como um produto que seria espremido até o final. Me senti um bagaço jogado no lixo”, disse Luciana Andrade, que deixou o grupo em 2004.

fechar