Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Dicas para aprender outro idioma

Já teve vontade de conhecer outro país? De trabalhar fora do Brasil? Para isso, é preciso muito empenho e dedicação. Que tal começar a aprender uma nova língua?

Além dos Livros

Se você fizer da conversação o seu objetivo desde o início, você provavelmente não ficará se perdendo nos livros didáticos. Assim, conversar com pessoas que falam esse idioma será a parte mais relevante do seu processo de aprendizado.

Metodologia

Um passo importante é escolher uma boa escola e bons professores. Escolas têm metodologias e devem exigir que os seus professores sigam essa metodologia.

Persistência

Em algumas línguas, você fala mais rápido que outras, devido a peculiaridades ou semelhanças com o português. Não se desespere, uma hora o idioma vai fluir.

Sem Medo

Imagine que, mesmo em nossa língua materna, cometemos pequenas “barbaridades” todos os dias. Como imaginar que, em um novo idioma, você terá que ser perfeito?

Disciplina

15 minutos por dia, todos os dias, são mais que suficientes. Pense bem: se você faz duas horas de curso por semana (lembrando que a hora-aula dura 50 minutos), você estuda 100 minutos, contra 105, do método diário.

Novas Possibilidades

Descubra línguas e culturas que sejam interessantes. Seja por um plano de viagem, por músicas, cinema, literatura, afinidade ou mesmo amor, ter um objetivo ao aprender uma língua facilita muito o processo.

Teoria e Prática

Ao aprender um idioma novo, você trabalha quatro habilidades – duas ativas (falar e escrever) e duas passivas (entender e ler). Equilibre seus estudos entre cada uma das habilidades.

Desde Cedo

Estudos já provaram ser possível ensinar até cinco línguas pra crianças até os 7 anos de idade. Treine com seus filhos, pratique, não tenha vergonha! Seu filho, no futuro, irá agradecer.

Saiba as Razões de Estar Aprendendo

Para aprender outro idioma você precisar ter uma boa razão. Você precisa se sentir motivado a continuar se especializando, como se precisasse atingir um objetivo. Querer aprender apenas para impressionar alguém não é um bom caminho. Já querer conhecer alguém do próprio idioma que está aprendendo é completamente diferente. Não importa qual seja a sua razão, se quis aprender um outro idioma é importantíssimo que mantenha-se firme na decisão. "Quero aprender esse idioma, vou fazer tudo o que puder neste idioma, com este idioma e por este idioma."

Simples Conversa

Lembre-se, a melhor forma de falar um idioma é fazer com que as pessoas falem com você. Ser capaz de ter uma simples conversa com alguém é uma enorme recompensa para si mesmo. Atingir metas como essas no início, tornará mais fácil a tarefa de manter-se motivado e continuar praticando.

Ideia

O melhor caminho é adaptar o próprio jeito de pensar ao jeito de pensar daquele idioma. Obviamente, o falante do espanhol ou o falante do hebraico ou o falante do holandês não possuem somente uma forma única de pensar, mas a ideia é utilizar o idioma para criar o seu próprio mundo linguístico.

Esqueça a Zona de Conforto

Boa vontade para cometer erros significa estar preparado para se colocar em situações embaraçosas. Eu sei, isso pode dar um medo danado, mas é a única maneira de se desenvolver e progredir. Não interessa o quanto você aprende, você não vai conseguir falar um idioma sem se mostrar: fale com estrangeiros na sua língua materna, pergunte pelo caminho, peça a comida no restaurante, tente contar uma piada. Quanto mais vezes você fizer isso, maior se tornará a sua zona de conforto e ficará muito mais fácil se sair bem em novas situações.

Sons

Para aprender a desenhar, você precisa primeiro aprender a olhar, a observar. Da mesma forma, você precisa primeiro aprender a escutar para depois aprender a falar. O som de qualquer idioma parece meio estranho quando você o escuta pela primeira vez. Assim, quanto mais contato você tiver com esse idioma melhor. Os sons se tornarão cada vez mais familiares e, assim, será mais fácil falá-lo corretamente.

Importância

Você já percebeu como é importante saber um pouco de outro idioma, no nosso caso, além do Português? Em qualquer lugar que a gente vai hoje em dia encontra frases em outro idioma. Na hora de concorrer a uma vaga de trabalho, conhecer outro idioma fica ainda mais importante para ter sucesso no processo de seleção. Programa de trainee? Começa pelo nome da empresa que muitas vezes a gente não consegue nem pronunciar direito. Aí vem o anúncio que pode estar em outro idioma, e a entrevista que pode ser feita com um executivo estrangeiro. Você tem que se preocupar em falar o que precisa ser falado da sua vida profissional e também em se expressar em outro idioma, que fica bem complicado.

Vá com Tudo!

Mergulhe de cabeça, você fez essa promessa. E agora, como fica? Não importa quais ferramentas você usar, é fundamental praticar seu novo idioma todos os dias. Absorva o máximo possível no início e use o que está aprendendo sempre que pode. Pense, converse, escreva no novo idioma seja falando sozinho, ouvindo música ou rádio. Envolva-se! Mergulhar na nova cultura é extremamente importante.

Alie-se a Alguém

Mesmo que você não tenha um irmão para viver sua aventura linguística, ter qualquer outro tipo de parceiro estimulará os dois a sempre se esforçarem um pouco mais e não deixar a bola cair. Ter alguém com quem você possa falar é a ideia atrás do aprendizado de um idioma.

No Dia a Dia

Você está aprendendo um idioma para ser capaz de usá-lo. Você não vai falá-lo consigo mesmo. O lado criativo de aprender um idioma, é realmente colocá-lo em uso em situações do dia a dia - seja escrevendo letras de música, conversando com pessoas ou usando-o quando você viaja para o exterior. Se bem que você não precisa, necessariamente, viajar para o exterior para usá-lo, você pode ir no restaurante grego ali na esquina e pedir em grego.

Volte a Ser Criança

Você deve tentar aprender do jeito que as crianças aprendem. A ideia de que crianças aprendem melhor do que adultos tem provado ser apenas um mito. Novas pesquisas não puderam encontrar uma ligação direta entre idade e habilidade para aprender. A chave para aprender tão rápido como as crianças deve estar simplesmente em agir, em certas situações, da mesma forma que elas agem: por exemplo, a espontaneidade em falar aquilo que lhes vem à cabeça, o jeito com que brincam com tudo, inclusive com o idioma e a inexistência de bloqueios. Crianças, normalmente, não têm medo de dizer bobagens na hora de falar. Nós aprendemos errando. No caso das crianças espera-se que elas cometam alguns erros, já no caso dos adultos, isso parece ser um tabu.

Sensibilidade

No início, você vai encontrar dificuldade: talvez com a pronúncia, talvez com a gramática, a sintaxe, ou você não conseguirá realmente entender as palavras. O mais importante é estar sempre desenvolvendo essa sensibilidade. Todo falante nativo tem uma sensibilidade para a sua língua materna e isto é o que faz dele um falante nativo - a capacidade de fazer do idioma o seu próprio idioma.

Tenha Calma

Você não chateará as pessoas se não falar bem o idioma delas. Se você começar uma conversa dizendo “Eu estou aprendendo e gostaria de praticar…”, a maioria das pessoas será paciente, encorajando você e sentido-se feliz em ajudar.

Por que Aprender?

Cada idioma revela uma forma de ver o mundo. Se você fala um determinado idioma, você terá uma forma diferente de analisar e interpretar o mundo da do falante de um outro idioma. Até mesmo idiomas que são bem próximos como espanhol e português, que podem ser considerados mutuamente inteligíveis, são da mesma forma dois mundos diferentes - duas mentalidades diferentes. Há tantas vantagens em aprender um idioma!

Você Não é o Único

Além disso, há aproximadamente um bilhão de falantes do inglês não-nativos no mundo todo, a maioria deles preferiria falar o seu próprio idioma se pudesse escolher. Tomar a iniciativa para entrar no mundo linguístico de alguém pode deixá-lo à vontade e fazer com que todos se sintam bem. Com certeza, você pode viajar para o exterior falando seu próprio idioma mas você aproveitará muito mais se puder realmente se sentir à vontade no lugar onde está - conseguindo se comunicar, entender, interagir em todo tipo de situação que você possa imaginar.

Confiança

Não há problema algum em falar sozinho quando você não tem ninguém para conversar. Isso pode parecer muito estranho mas, na verdade, falar sozinho no idioma é uma forma excelente de praticá-lo se você não pode utilizá-lo o tempo todo. Esse método pode manter novas frases e palavras na sua mente e ajudá-lo a melhorar sua confiança na próxima vez que você conversar com alguém.

Boa Comunicação

Uma coisa é “conhecer” outro idioma outra coisa é “dominar” outro idioma. Aqui um consolo para muitos porque a experiência mostra que é quase impossível dominar um segundo idioma, e os próprios estrangeiros (os mais educados, naturalmente) reconhecem que os estrangeiros (no caso, nós brasileiros) não precisam dominar o seu idioma mas apenas conhecer o essencial para uma boa comunicação.

Pronúncias

Idiomas diferentes exigem diferentes movimentos da sua língua, lábios e garganta. A pronúncia é muito mais um processo físico do que mental. Uma forma de treino - e isso pode parecer bem estranho - é realmente olhar uma pessoa enquanto ela está pronunciando aquele som que você não consegue produzir e tentar imitar esse som o máximo de vezes que você puder. Na verdade, pronúncia é algo bem fácil de ser feito corretamente; você só precisa treinar. Se você não pode observar um falante nativo ao vivo e a cores, assistir filmes estrangeiros ou televisão pode ser um bom substituto.

Especificações

A melhor forma de lidar com a situação é ouvir constantemente e visualizá-lo ou imaginar como ele deveria ser pronunciado, pois para cada som há uma parte específica da boca e da garganta que nós usamos para conseguirmos produzir aquele som.

Motivação

É preciso ter motivação. Aprender por aprender, sem grande ou nenhuma motivação, não vai levar a lugar nenhum. Uma viagem de negócios da empresa pode ser um bom motivo. Ou uma reunião com alguma pessoa de outro país. Com isso você vai se esforçar em buscar termos específicos sobre um assunto ou vai buscar entender mais o idioma do dia a dia do país para onde irá ou da pessoa com quem se encontrará.

Ser Livre

Aprender um idioma admitindo que você não sabe tudo (e que isso não é um problema) é a chave para se desenvolver e ser livre. Assim, deixe pra lá suas inibições do mundo adulto!