Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Erros que você deve evitar ao educar o seu filho

Alguns erros devem ser evitados para que no futuro seu filho(a) possa se tornar um adulto sem frustrações, compreensivo, equilibrado e que saiba repassar os valores que você ensinou. É ciência de que muitas vezes precisa se sacrificar para ver seus filhos bem. Veja algumas dicas.

Não deem tudo o que ele pede sempre

Quando quer, criança faz birra, se joga no chão, abre um berreiro, só para testar a paciência dos pais e ver até onde ela vai. Muitas crianças, mesmo que inconscientemente, sabem que têm o dom de manipular através dos choros e súplicas constantes quando querem algo! Mas, mamãe e papai, não se rendam aos encantos (ou desencantos) dos filhotes. É preciso dizer não muitas vezes – mesmo que isso seja capaz de partir nosso coração em milhares de migalhas. As crianças precisam conhecer os seus limites e reconhecer que os pais é que possuem a autoridade. Dizer não, muitas vezes, pode parecer difícil, mas faz com que os pequenos cresçam sabendo que nem tudo na vida lhes convêm ou lhes faz bem. E se os pais, por acaso, reprovam o pedido, eles passam a entender que talvez aquilo ou outro não seja uma boa escolha.

Não deixem de dar atenção ao que ele fala

Muitas crianças gostam de falar, de contar como foi o dia, o que aprenderam de novo ou até mesmo o que o coleguinha novo fez, e que o deixou chateado. Pais, prestem muita atenção no que os pimpolhos têm a dizer. Para eles, é muito importante manifestar suas emoções e se abrirem com vocês, pessoas que eles confiam e enxergam como solucionadores de problemas – praticamente heróis prestes a salvar o mundo. Não os julgue, repreenda se for o caso e explique se por acaso há algo errado. Quando um pequeno vem se abrir com seus pais é sinal de que tudo está certo com a família. Se a criança não se sente segura e amparada, passa a esconder os acontecimentos e a mentir, o que, no futuro, quando mais velho, pode trazer e acarretar diversos problemas, que poderiam ser evitados com simples conversas.

Evitem deixá-lo sozinho por muito tempo

Muitos pais trabalham o dia inteiro e precisam deixar os pimpolhos com outras pessoas. Mesmo que essas pessoas sejam próximas ou até mesmo da família, é importante que você, como pai ou mãe, passe muito tempo com o pequenino (a). Para a criança, o elo com os pais, o “sentir-se perto e acolhido”, vale muito mais que qualquer presente caro, que muitas vezes é dado para retribuir essa ausência de presença. Faça um esforço para ver seus filhos crescerem e participe efetivamente de todas as fases da vida deles.

Não deixem de repreendê-lo

As crianças precisam ter limites e saber tratar bem seus semelhantes. Adultos que menosprezam e humilham as pessoas, normalmente foram crianças que não foram corrigidas nos momentos certos pelos seus pais. Ao ver seu filho ou filha maltratando quem quer que seja, não deixe de repreendê-lo e fazer com que ele se desculpe. Explique os pontos errados da situação e o alerte para possíveis consequências. Fale sempre do respeito ao próximo e lembre que todas as pessoas são iguais. Se o quadro apresentar algum tipo de egoísmo, explique a importância de saber dividir e ajudar a quem precisa. Garanto que seu pequeno ou pequena crescerá com uma visão muito mais humana e saberá corrigir qualquer amiguinho que tiver alguma atitude parecida.

Não deixem de ter um tempo e um espaço só para vocês

Assim como no item anterior, volto a repetir meu conselho, PASSE MAIS TEMPO COM SEUS FILHOS! Vale o esforço, te garanto. Outro conselho, crie um espaço só de vocês, um lugar que os remeta a segurança e aconchego quando você não estiver por perto. Dedique-se para que, quando estiver reservando a atenção apenas para eles, a sua atenção seja realmente exclusividade dos pequenos, pois eles sentem quando são deixados de lado e muitas vezes se frustram, por pensar serem problemas ou estorvo para os pais. Por isso, dedique-se apenas ao amor compartilhado quando estiverem todos juntos. Inclua, nas atividades, jogos e dinâmicas que possam ser solucionados em parcerias e faça com que seu pequeno se sinta muito importante neste momento de lazer.

Não deixem de corrigir e cobrar coisas

É muito importante ensinar que se seu filho se propôs a fazer alguma coisa, seja ajudar um coleguinha ou algum parente, ele deve cumprir. Ensinar que a palavra de uma pessoa é a coisa mais valiosa que ela tem é importantíssimo! Por isso, se você perceber que seu pequeno está tentado voltar atrás no que ele disse que faria, corrija-o e o encoraje a realizar a ação. Se proponha a ajudar, se for o caso, mas não deixe que ele desista de cumprir com sua promessa. Crianças que sabem o valor que a palavra tem crescem muito mais responsáveis, acredite!

Não se esqueçam de que é importante conversar

Se o seu filho ou filha fez alguma coisa que te desapontou ou desapontou outra pessoa, você deve conversar a respeito da atitude tomada. É sempre importante ressaltar a ele ou ela que as pessoas envolvidas podem sair machucadas por conta do mal-entendido e que se for necessário, é preciso se desculpar e reconhecer o próprio erro. Ensine o valor do perdão e o mais importante: pedir perdão. Quando as crianças tomam consciências de suas ações sabem o que não fazer da próxima vez que um acontecimento parecido surgir.

Conversem sobre as coisas erradas

É muito importante explicar aos pequenos que errar é humano e que qualquer um está sujeito a falhar na vida. Mas também é importantíssimo esclarecer que é preciso reconhecer os erros e pedir perdão sobres as atitudes. Seu papel como mãe ou pai é mostrar que seu (sua) pequeno (a) pode muitas vezes tentar concertar atitudes ou situações que não deram muito certo. Esteja ao lado deles e os ajude a encontrar a melhor saída! Porém, atente-se, é importante que você o (a) ajude na resolução dos problemas, mas não o faça no lugar dele (dela). Para que haja crescimento e a criança aprenda a solucionar os problemas que a vida ainda irá impor, ele (ela) precisa saber se sobressair sozinho (a) sempre.

Não se esqueçam de ensiná-lo a dividir

Criança que não sabe dividir torna-se um adulto totalmente egoísta e ambicioso, este último, de uma forma totalmente negativa. Não ensinar seus filhos a partilhar qualquer coisa que seja é um erro gravíssimo. A partilha é importante, especialmente na infância, pois ensina valores que as crianças levarão para o resto de suas vidas. Saber dividir os torna mais sábios e compreensivos, além de caridosos e humildes, não só como crianças, mas como seres humanos - virtudes que fazem qualquer pessoa mais humana e especial.

Não facilitem as coisas para seus filhos

É muito importante que eles aprendam a crescer, evoluir sozinhos. Entregar as tarefas ou desafios de mãos beijadas aos pequenos pode ser um erro gravíssimo, pois eles crescerão acostumados a terem as soluções dos problemas sempre entregues por vocês, pais. Ensine-os a pescar ao invés de sempre lhes dar o peixe. Assim, eles saberão dar valor às próprias conquistas e a se desenvolverem como pessoas esclarecidas e batalhadoras.

Evitem não estar presente nas atividades da escola

Para as crianças, qualquer tipo de apoio, vindo dos pais é de total importância. Muitas pessoas pensam que não, mas os pequeninos sentem-se mais fortes e motivados quando recebem orientações, explicações e até mesmo conforto dos pais em algumas circunstâncias. Por isso, principalmente na educação escolar, é tão importante que os pais auxiliem seus filhos e os fortaleça, mostrando o quanto são capazes e o quão inteligentes eles são. Nunca deixe de acompanhar a educação dos seus pequenos, por mais complicado que pareça, pois seus filhos precisam de apoio nas etapas escolares para um bom desenvolvimento de caráter e aprendizagem.

Deem tarefas a eles! Não os deixe “à toa” por aí

Quando você inclui seus filhos nas tarefas corriqueiras do dia a dia, seja as tarefas da casa, como guardar seus próprios brinquedos e sapatos, ou estudar um pouco mais antes de assistir aos programas favoritos da TV, você está apresentando a eles responsabilidades! Todos nós sabemos do valor da responsabilidade e o peso que ela tem sobre qualquer ser humano. Você contribui para o caráter das crianças quando dá algumas obrigações, os tornando mais disciplinados e respeitadores das regras. É importante para o convívio com os familiares e também com outras pessoas que eles ainda irão encontrar pelo mundo! Por isso, não se esqueça de apresentar tarefas e cobrá-las prontas!

Ensine que para ser feliz não é preciso de muito

Não deixe que seus pequenos se prendam a coisas materiais. Ensine, desde cedo, que simplicidade tem um valor enorme, que as pessoas são mais felizes com aquilo que possuem e não com o que acham que precisam ter. Assim, seus filhos saberão dar mais valor a pessoas do que aos bem materiais e isso é muito importante para a formação de caráter e personalidade da criançada. Os pais devem ser os melhores exemplos disso. A atitude dos responsáveis deve sempre condizer com os ensinamentos que são passados aos filhos, por isso, não apenas fale o que ele deve fazer, mas demonstre com atitudes também o que deve ser feito.

Não deixem de incentivar as habilidades dos seus filhos

Como qualquer adulto, as crianças também gostam de ter suas habilidades reconhecidas, e isso faz muito bem a elas e a sua formação. Não demonstrar a criança que você a admira e reconhece seus talentos pode deixá-la frustrada e futuramente receosa e desencorajada. Ao crescer, essa criança pode passar a se esconder ao invés de encarar oportunidades que poderiam ser preenchidas de acordo com desenvolturas naturais, porém, que não foram bem trabalhadas em um passado não muito distante. Por isso, se você já notou que seu filho ou filha possui facilidade em algo, incentive! Você só estará fazendo bem a ele ou ela.

Não superprotejam seus filhos

Filhos superprotegidos tendem a crescer desequilibrados, sem iniciativas ou determinados. Eles acabam muitas vezes, quando adultos, esperando que as coisas se solucionem ou caiam sozinhas do céu. É muito importante que os pais evitem agir com excessos de superproteção. Os filhos devem aprender como se virar em alguma situação, onde os pais não estejam por perto. A superproteção pode atrapalhar nesse desenvolvimento, que é necessário. Os pais devem dar espaço para as crianças descobrirem o mundo por suas próprias mãos e encararem os próprios desafios. Lembrem-se, superproteção não é sadia para a criança.

Não se envolvam nas briguinhas

Ensine seus filhos a enfrentarem os próprios problemas sozinhos. Se por acaso eles arrumarem alguma desavença na escolinha, no clube, ou até na rua, envolvendo algum outro amiguinho, explique que ele deve se entender com o colega e que você não irá até lá brigar com a outra criança ou tomar partido da situação. Explique sempre que a melhor maneira de resolver os problemas é se entendendo com os envolvidos, ou seja: conversando. Suas atitudes também refletem muito em como a criança irá agir em uma situação parecida, por isso, tomem sempre muito cuidado para não extrapolar em discussões perto de seus filhos, pois as crianças muitas vezes reproduzem o que veem nos pais.

Não achem que a dor de uma criança é besteira

Algumas vezes, ignoramos a dor sentimental das crianças. Achamos que não passa de simples besteira, manha e até mesmo birra. Porém, a dor dos pequenos deve ser respeitada e entendida pelos pais. Não subjulgar as emoções, pois as crianças também sofrem como qualquer outro adulto, é essencial na criação e educação dos pequenos. Depressão infantil existe, e pode ser causada por uma dor que foi ignorada ou reprimida. Quando você ignora que seus filhos possam desenvolver uma depressão, automaticamente você isola a criança de algum tratamento que poderia ser uma solução, caso fosse preciso.

Não ache que seus filhos vão aprender tudo sozinhos

O dever dos pais é auxiliar na formação dos filhos. E por isso, eles têm de ter papel fundamental em qualquer atividade que o filho tenha que fazer. Seja ensiná-lo a amarrar os cadarços ou até mesmo a realizar tarefas que serão essenciais no futuro da criança. Ensinar como as coisas devem ser feitas, apontar qual caminho é o melhor a se tomar e sanar todas as dúvidas que a criança possa ter é fundamental para uma boa educação. Não deixar as crianças na mão é essencial, o correto é caminhar sempre lado a lado de seus filhos.

Não queira que seus filhos cresçam a frente do tempo

Muitas crianças por aí estão se sentindo muito adultas. Muitas vezes, essa “adultificação” delas seja, mesmo que inconscientemente, estimulada pelos próprios pais, que às vezes se esquecem de que seus filhos são crianças e passam a tratá-las como adolescentes. A infância é uma das fases mais importantes de nossas vidas e criança precisa ser criança. Se seu filho aparecer com ideias que não convêm para a idade dele, corte isso na hora e explique a ele que ainda não tem idade para tomar certas atitudes. Porém, converse de igual para igual, apontando o que é errado e porque ele ainda não tem idade para certas atitudes.

Não fiquem comparando seus filhos com outras crianças

Pais, uma coisa muito importante para seus filhos é não serem comparados com outras crianças. Quando vocês apontam o que “os filhos dos outros” estão fazendo, ou no que eles estão se sobressaindo e seus filhos não, vocês acabam desmotivando os pequenos e os colocando para baixo. Ao invés de compará-los com outras crianças, tentem colocá-los para cima, incentivá-los e alavanquem a autoestima de seus pimpolhos. Dessa forma, vocês os tornam muito mais confiantes e corajosos. E isso é muito importante para a formação de cada um.