Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Lições que a maternidade traz

Se você é mãe, com certeza se identificará com essas lições de vida que apenas a maternidade é capaz de nos trazer. Caso você ainda não tenha passado por essa fase, continue lendo e maravilhe-se com as possibilidades e encantamentos que é ser mãe!

continue lendo
Compartilhar

Vida de mãe

Quando a mulher se torna mãe, ela aprende a amar incondicionalmente. Esse amor é tão grande que não importa o sexo, a raça e muito menos as características do bebê, ela vai amá-lo por toda a vida. É um amor que não se oprime nem quando chega as incansáveis noites mal dormidas, as trocas de fraldas, o plantão de 24 horas nos 7 dias da semana e que dura uma vida inteira, afinal, o amor de uma mãe jamais acaba e ela nunca repousará tranquila em seu travesseiro sem saber se o filho está bem.

Amor maior do mundo

Quando o bebê chega, nasce um imenso amor no peito de uma simples mulher que se torna mãe. Em todo o universo não há sequer uma palavra que possa expressar o amor de uma mãe. Poderíamos dizer que é amor incondicional, amor para a vida toda, amor maior do mundo, amor eterno ou até mesmo simplesmente o mais forte de todos os sentimos: amor. Ainda assim, não seria possível expressar esse sentimento tão grande que uma mãe sente por cada um de seus filhos. Sentimento esse que ela pode, facilmente, se dar 100% para fazê-los feliz, sempre.

A maternidade transforma

Antes de ser mãe, a mulher jamais pode imaginar o quanto é capaz de amar alguém, se preocupar o tempo todo com uma pessoa e até mesmo se doar inteiramente a ela. Por mais que outras lhe digam o que é o amor de uma mãe, só a maternidade poderá descrevê-lo. Quando a mulher se torna mãe, ela muda completamente a visão do mundo. A maternidade a transforma e a torna sempre mais forte do que um dia já pôde se imaginar.

Uma mãe sempre sabe o que fazer

A maternidade nos permite compreender como é o papel de uma mãe e o que ela foi capaz de fazer por seus filhos criados. Desde o período de gestação, o momento do parto, os primeiros três meses de vida do bebê e todo o resto da vida do filho, ela se mostra forte como uma rocha e, ao mesmo tempo, suave como um leve toque da brisa. A mãe é aquela mão de apoio que o filho recebe sempre, como nos seus primeiros passos, primeiro dia de aula, nas provas semestrais e em cada momento que ele precisar. A maternidade permite que a mãe esteja sempre pronta para todos os momentos da vida de um filho, mesmo que ela não saiba que pode, ela sempre consegue ser o melhor conforto.

A maternidade nos ensina

A maternidade nos traz uma lição forte e que dura para toda a vida. Ela nos transforma em mulheres guerreiras, fortes muralhas, mas também nas mais delicadas das flores. A maternidade nos permite crescer e amadurecer a cada instante. Ela é capaz de nos ensinar, naturalmente, como cuidar de alguém tão frágil, tão pequenino. Quando nos tornamos mãe, não precisamos de “escola” para cuidar de um filho, pois a maternidade já nos dá um pacote completo de ensinamentos. Sabemos a hora da fome do pequeno, se está com frio ou com calor, sabemos distinguir o que o choro significa, se fome, se dor, irritação ou até mesmo uma pequena manha. A maternidade é uma fase que dura eternamente, a partir da gestação.

O tamanho do amor maternal

Quando nos tornamos mães, percebemos que somos capazes de dar as nossas próprias vidas para salvar outra, sem pensar duas vezes. É um amor tão grande e forte que cada dia mais se torna real. Aprendemos coisas que a vida não ensina de outra forma, afinal, amor de mãe não está em livros. Cientistas não encontram a fórmula e nem mesmo o mais sábio dos sábios não pode decifrá-lo. O amor de uma mãe por um filho, não tem medidas e nem fim.

Tudo muda com a maternidade

Sabe aquele “nojo” de limpar alguém? Lembra daquela mania de limpeza e de manter tudo em ordem? Pois é, nada disso se mantém quando a maternidade chega. O bebê ensina a mãe a ser forte o suficiente para não mais sentir-se mal ao limpar o bumbum com coco, vômitos e xixis. Se tiver um filho do sexo masculino então, será cada “banho” de xixi durante as trocas de fraldas que a mamãe tomará. A casa? Pois bem, enquanto você está organizando um cômodo, a criança está “preparando” o outro para você voltar lá mais uma vez e depois de novo, de novo e de novo... Mas fique tranquila que tudo isso compensa com um enorme sorriso vindo de um pequenino ser, pelo mais melecado dos beijos e com o abraço mais gostoso que você poderia receber.

 

Amor de mãe

A maternidade transforma e enriquece a vida de uma mulher tão plenamente. É o dom mais lindo que Deus concedeu e o sentimento mais perfeito que alguém pode sentir por outro. Ser mãe é uma mistura de adrenalina, compaixão e outros sentimentos mais. É o amor mais puro que uma mulher pode sentir e não há ninguém no mundo que a gente ame mais do que o nosso próprio filho.

Maternidade = preocupação eterna

Quando a mulher se torna mãe, nem mesmo as noites pertencem mais a ela. Não importa a idade do filho, ela só vai conseguir dormir se ele deixar. Por anos e anos, as mães “perdem” o sono para cuidar do pequeno, seja para alimentá-lo, trocar fraldas, dar remédios e medir a temperatura ou até mesmo para confortá-lo após um sonho ruim. Mas depois, as mamães só podem dormir tranquilas quando os filhos já crescidos estiverem no conforto do seu lar. A maternidade nos dá uma preocupação eterna, que nem após eles se casarem, ela cessa.

A mágica de gerar um filho

Gerar um filho é um presente tão divino. Sentir o bebê em seu ventre é algo que não se explica, apenas se pode sentir. É o melhor presente que Deus poderia conceder a uma mulher. Cada semana que passa, um novo corpo você vê refletir no espelho. São mudanças graciosas, medidas que vão mudando, o seu corpo se transformando. Mas lá dentro, bem no aconchego do ventre, tem alguém se formando. É tão maravilhoso poder sentir o bebê se mexendo. Poder conversar com o seu filho por meses, contar histórias e cantar para ele. Você sabe que ali ele está seguro e você poderá alimentá-lo para que fique preparado para o tão sonhado dia do nascimento. A cada mês que passa, uma nova fase maravilhosa está para ser descoberta. E quando tudo isso acabar, é porque em seus braços ele já vai estar.

Sempre pensando nos filhos

Amor de mãe não se mede, também não se explica. Só uma mãe é capaz de parar tudo em prol de um filho. A maternidade traz a força que só quem é mãe pode sentir. Com ela, aprendemos que tudo o que fazemos, temos mais alguém a incluir. Quando nos tornamos mãe, conseguimos nos sentir culpadas até mesmo pelo mais comum sorvete tomado sem o filho. A maternidade nos faz compartilhar tudo o que temos de melhor, até aquele bombom que ganhamos no serviço que vai direto para a bolsa para entregar ao filho.

Nosso tempo, nosso filho

Nunca pensamos em ser capazes de pensar em alguém 24 horas por dia e por toda a vida. Quando nos tornamos mãe, tudo que fazemos gira ao redor dos filhos. Até o trabalho que tanto lutamos para conquistar pode ser trocado pelo lar. Podemos abrir mão de grandes sonhos só para ficar e cuidar de nossos pequenos. Isso porque sabemos que sonhos podem se realizar em outro tempo, mas filhos crescem e temos que aproveitar cada momento.

Currículo de mãe

A maternidade nos ensina de que nada adianta correr para dar o melhor para os filhos, se não estarmos presentes na vida deles. Quando nos ausentamos, tiramos o melhor de nossas vidas e também dos pequenos. Ao tornar-se mãe, a mulher sabe exatamente que precisa aproveitar melhor o seu tempo. Ser mãe faz de nós verdadeiras rainhas, mas também doutoras do tempo, pois conseguimos dar conta de tantas coisas que nem percebemos. Voltamos a ser crianças, aprendemos a ser médica, psicóloga, animadora, babás, cozinheiras, entre tantas outras coisas. Uma mãe tem um currículo invejável, pois aprende de tudo para oferecer aos seus filhos pequenos.

O papel de uma mãe

Qual é o papel de uma mãe? Na verdade, mãe não tem um papel, pois ela é capaz de ser muitas coisas em um só tempo. Ela desempenha o papel de conselheira, médica, anjo, cozinheira, professora, amiga, entre muitos outros. Mãe é algo que reúne tudo o que há de melhor entre todos os papéis existentes em um só. Quando uma mulher se torna mãe, ela passa a ser tudo o que um filho precisa naquele momento.

Mãe de coração

Existem mães que aprendem o amor maternal desde quando sabe que está gerando o seu filho. Mas também tem aquelas mães que desenvolvem esse amor, que é tão forte também. Essas mães abrem seus corações para receber um filho adotado, mas tão igualmente amado. Em ambas as situações, a maternidade requer o mesmo desempenho e essas mães, com certeza se dão ao seu filho por inteiro.

fechar