Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Dicas para diminuir o enjoo na gravidez

Náuseas e enjoos alguns dos primeiros sintomas da gravidez, e normalmente continuam ocorrendo aproximadamente até o terceiro mês da gestação. Já algumas mulheres podem chegar a senti-los por mais tempo ou durante a gravidez toda! Descubra aqui algumas dicas de como diminuir esse incômodo.

continue lendo
Compartilhar

Coma assim que acordar

Muitas grávidas sentem dificuldades para comer pela manhã justamente pelo enjoo que, na maioria dos casos, acontece assim que acordam. Mas, saibam que algo salgado logo nos primeiros minutos acordada ajuda a eliminar esse mal-estar. Então, deixe algumas bolachas de água e sal, por exemplo, ao lado da cama. Ao acordar, coma e faça o teste!

Água, muita água!

Assim como dormir, hidratar-se é (ou deveria ser) uma preocupação de todos. Mas, durante a gestação, uma mulher toma água por duas pessoas. Além disso, o fluxo sanguíneo do corpo aumenta, além das atividades do organismo. Então, tome muita água! Isso também vai ajudar a controlar melhor os episódios de enjoo.

Gengibre, hortelã e cítricos

Hortelã e gengibre são usados desde a antiguidade como reguladores naturais do estômago e são verdadeiros combatentes dos enjoos e náuseas. Por serem naturais, podem fazer parte do dia a dia de uma grávida! Além disso, muitas gestantes se sentem melhor ao consumir cítricos, como o limão, durante as refeições ou misturado na água.

Adeus, alimentos fortes!

Alimentos industrializados, processados, condimentados ou que possuam temperos muito fortes podem ser, facilmente, causadores de enjoos e azia. Então, pense bem antes de consumi-los!

Cheiros fortes

A gravidez é um período diferenciado. O que não fazia diferença alguma para você antes, agora pode ser motivo de muito mal-estar. E, acredite, durante a gestação, até mesmo cheiros podem ser causadores de enjoo. Então, fique atenta aos aromas à sua volta e identifique se eles não são causadores dos seus episódios de enjoo.

Exercícios físicos

Ter uma rotina de exercícios físicos regulares, sempre com acompanhamento profissional e liberação médica, também pode ajudar as gestantes a se sentirem melhor na maior parte do tempo!

 

Estômago vazio não faz bem

Acredite se quiser, comer pode ser a solução do seu enjoo. Durante a gestação, ficar por períodos longos sem comer não é indicado. Então, tente comer no máximo de três em três horas ou em intervalos ainda menores.

Escolha bem o que vai consumir

Além de comer de três em três horas (ou períodos menores), escolher o que se vai comer também é importante. Dê preferência aos alimentos naturais, sem corantes ou conservantes, evite açúcar branco e corra dos condimentos!

Zero frituras

Óleo em excesso é um verdadeiro causador de náuseas e azia durante a gestação. Então, deixe a fritura para outros períodos da sua vida. Durante a gravidez, prefira os alimentos preparados de forma assada, cozida ou grelhada.

Vá com calma

Por que essa pressa ao comer? A mastigação é sua melhor amiga no processo de digestão! Então, mastigue devagar e tenha paciência durante suas refeições. Isso fará toda a diferença no seu bem-estar nas horas seguintes, pode acreditar.

Camomila e erva-doce

O que acha de incluir no seu dia a dia uma boa xícara de chá? Chás calmantes, como de camomila, gengibre ou erva-doce, por exemplo, são ótimos para acalmar o estômago e o seu organismo como um todo.

Calor em excesso faz mal

Não é bom passar calor durante a gravidez. Além de possivelmente baixar sua pressão, também pode causar outros fatores do mal-estar, como os enjoos. Então, tente manter-se em ambientes frescos e bem ventilados sempre.

Suplementação adequada

Há várias evidências científicas que comprovam os inúmeros benefícios da suplementação durante a gravidez, inclusive a diminuição dos episódios de enjoo graças à vitamina B6, por exemplo. Porém, o suplemento vitamínico deve ser individualizado. Então, converse com o seu médico!

fechar