Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Os tipos de parto

Desde o momento em que a mulher se descobre grávida, uma das principais questões que os pais pensam é a do parto. Do normal à cesariana, tudo depende do que o médico considerará mais recomendável para que a mãe e o bebê não sejam prejudicados em nada. Conheça mais sobre as maneiras de se dar à luz.

Parto natural ou humanizado

Esse tipo de parto geralmente é feito em casa e está se tornando bem comum entre as futuras mamães. Dessa maneira, a mulher não recebe nenhum tipo de medicamento, como a oxitocina, ou intervenção médica. A maioria das mulheres escolhe dar à luz dentro de uma banheira, com ajuda de uma doula. Há muita controvérsia a respeito dessa escolha, já que a mãe e o bebê ficam submetidos a riscos, nos quais apenas uma equipe hospitalar preparada poderia salvá-los em caso de emergência. Porém, o método foca nas vontades das mulheres, respeitando seu tempo e suas escolhas.

10 coisas que homens precisam saber sobre gravidez

Parto normal

O parto normal é o mais recomendado para mulheres jovens e saudáveis, por tratar-se de uma concepção natural. Chegada a hora do bebê nascer, o útero começa a se contrair, na tentativa de expulsá-lo. A dor é sentida pela mãe, que procura o hospital para dar à luz. A mãe pode tomar certos tipos de medicamentos e anestesia para aliviar a dor, já que esse tipo de parto, também é conhecido como parto vaginal, ocorre na expulsão do bebê através do canal vaginal.



Para o bebê, os benefícios do parto normal vão desde a proteção contra doenças respiratórias e a garantia de um pulmão mais saudável, até o maior contato com o peito da mãe logo após o parto, onde ele se sente acolhido.



A grande vantagem para a mamãe é a rapidez na recuperação, já que ela logo pode voltar às suas atividades normais.

Parto assistido em casa

Devido ao conforto e a tranquilidade que a mãe sente ao estar em casa, muitas mulheres têm escolhido esse tipo de parto para dar a luz ao bebê. Neste método, existe muita dor, porém, as mulheres que o escolhem se preparam para enfrentar o processo, e usam auxílios para lidar melhor com a dor, como: ficar dentro de uma banheira com água morna, muitas massagens e música relaxante.

Esse método é de longa duração, os partos chegam a levar 16 horas. Uma parteira é contratada, e ela ajuda a mãe em todos os momentos, auxiliando nas posições, massagens e instruções.

Dicas para ter uma gravidez tranquila

Parto cesárea

Um dos campeões na escolha pelas futuras mamães é o parto cesárea. Cerca de 90% das mulheres escolhem esse tipo de método como forma de nascimento do seu filho. Nas maternidades particulares, ele é quase unânime. A principal característica do parto é o corte profundo dos tecidos, desde o epitelial até o muscular do abdômen, para a extração do bebê. Tudo é feito com anestesia peridural, então a mãe não sentirá dor durante o parto. A recuperação costuma ser mais lenta e um pouco dolorosa, já que esse tipo é uma cirurgia que requer atenção na cicatrização. Deve-se evitar esse tipo de parto sem a devida necessidade.

Confira aqui frases de gravidez

Parto à fórceps

Esse tipo de parto pode salvar a vida do bebê e da mãe quando necessário. É fundamental que a equipe médica seja experiente, para fazer corretamente o procedimento. O fórceps é um instrumento que encaixa a criança, semelhante a uma pinça, onde o bebê é puxado do útero materno. Isso acontece geralmente quando a mãe não consegue fazer mais esforço e mais contrações.

Dicas para curtir a gravidez

Parto de cócoras

Inspirado nas índias, esse parto exige preparação prévia da mamãe, e nada mais é que um parto normal na posição de cócoras. Essa posição facilita a saída do bebê do útero e ameniza a dor da mãe, além de diminuir o risco de rompimento do períneo. É indicado que a mulher fortaleça a região da musculatura, para que, no momento das contrações, ela consiga ter o bebê de forma mais tranquila e preparada para ficar na posição de cócoras.

Conselhos para uma gravidez tranquila

Parto Leboyer

Criado pelo médico francês Frédérik Leboyer, o parto Leboyer fez sucesso na década de 70 no Brasil, e a premissa desse método é o total bem-estar da mãe e do bebê. O parto é bem parecido com o parto normal, porém, é feito em um ambiente aconchegante: música calma, luz baixa, aromas terapêuticos e muita tranquilidade. O cordão umbilical só é cortado depois que a pulsação cessa, e o neném recebe uma leve massagem, ao invés das clássicas palmadinhas. Isso tudo é feito para não causar trauma na vinda do bebê ao mundo.

Parto dentro da água

Assim como no parto humanizado, esse tipo visa a melhor transição do bebê do útero para o exterior, dentro da água. Hoje em dia, as maternidades já disponibilizam banheiras e todo o aparato técnico para que as mamães consigam dar à luz de maneira mais segura. Tanto o bebê, quanto a mãe, são assistidos por um médico e uma doula experientes. Em algumas maternidades, o papai pode entrar junto e viver este momento mágico. É muito importante que, no pré-natal, seja identificado que o bebê está numa posição agradável para esse tipo de método. O procedimento comum é de que a mãe entre na água morna depois da dilatação cervical ser maior que 5 cm, e estiver tendo fortes contrações.

Descoberta de gravidez - O grande anúncio!