Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Gírias que todo paulistano fala

Dependendo da região, as gírias podem acabar mudando e tendo diversos significados. Separamos 15 bordões que são utilizados na cidade de São Paulo. Será que você conhece todos eles? Você é o tipo de pessoa que fala assim? Conta pra gente!

Meu!

Comece ou termine as frases com "meu" ou então chame alguém de "meu", sempre com a exclamação no final. É uma das gírias mais clássicas do paulistano e que se encaixa em muitas situações.

Velho

Tem uma função muito parecida com o "meu". Pode ser usado para chamar alguém ou só para complementar uma frase. Até se a outra pessoa for uma mulher, o paulistano chama de "velho", vai entender...

Pode crê!

Na hora de concordar com alguém, o bom paulistano solta um "pode crê". Ou às vezes nem concorda tanto, mas o "pode crê" já vem automaticamente.

Rachei o bico

Em São Paulo, não é "ri muito", "morri de rir disso" ou "dei muita risada"... Se fala "rachei o bico", de preferência com um "meu" ou um "velho" para complementar.

É nóis!

Quer demonstrar que gosta muito de alguém, mas não sabe como? Manda um "é nóis". Em Sampa, o "é nóis" pode ser usado para concordar ou mostrar que tem consideração por uma pessoa. Geralmente, esse vem acompanhado de um "mano".

Mano

Da mesma família do "meu" e "velho", o mano também acompanha as frases, expressões e pode servir para chamar alguém. Tem gente que usa essa palavra a cada segundo e nem percebe.

Para que falar "muito" se você pode falar "mó"? "Mó da hora essa fita" é uma frase que muita gente não entenderia, mas o paulistano tira de letra. Traduzindo: "muito legal isso aí".

Bad

Quando alguém de SP quer dizer que uma coisa ou situação é muito ruim, ele diz que é "mó bad". Ou então, se bate uma tristeza do nada, um desânimo repentino, fala que "bateu uma bad".

Trampar

O paulistano não trabalha, o paulistano TRAMPA. Ele vai para o trampo e ele também acha "mó trampo" ter que fazer umas coisas que são muito complicadas.

Suave

"Suave" é usado para tudo aquilo que é bom, ou quando se concorda com algo, ou quando alguém quer dizer que está tranquilão. Também serve para rejeitar algo, quando se diz "tô suave disso aí, não quero não".

Sussa

"Sussa" tem o mesmo significado que "suave" e pode ser usado nas mesmas situações. Se você está bem, está calmo e tranquilo, você tá sussa!

Busão

O transporte público de SP também tem um nome que é gíria. O paulistano espera o busão no ponto, corre atrás do busão para não perder, pega busão lotado e faz sinal para o motorista do busão para poder descer.

Tá ligado?

Quer saber se entenderam ou concordam com alguma coisa que você disse? Então, manda um "tá ligado?". Ou só use de forma aleatória no final das suas frases.

Mina

Assim como existe "mano", existe a versão feminina, "mina". Apesar de muitas vezes o "mano" ser usado por meninas e para meninas, a gíria "mina" também existe e é uma abreviação para "menina" ou pode servir para se referir à namorada, “a minha mina".

Treta

Briga, confusão, discussão ou só uma coisa difícil de resolver mesmo... "Que treta" ou "isso é mó treta", por exemplo, servem para qualquer uma dessas situações.