Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Lembranças de um amor que se foi

Algumas lembranças são saudáveis e merecem carinho! Mas a partir do momento que te faz mal, você tem que dizer adeus. Venha confortar o seu coração com as nossas mensagens.

O que não se apaga

Amor bom é aquele que nos faz sorrir, mesmo que muitos anos já tenham se passado. Cada momento de alegria, cada beijo, cada toque. O tempo apaga o que não valeu a pena, mas torna ainda mais fortes as memórias do que fez história em nossa vida. Foi bom lembrar desses momentos... De tudo o que se passou nesse amor que já não existe, mas nunca vai se apagar do meu coração.

Inexplicável amor

O Universo é tão grande e incompreensível que parecia loucura esperar que o destino pudesse unir nós dois. Mas, assim como ele nos juntou, acabou por nos separar. Agora me pego pensando nas lembranças desse amor. Dava frio na barriga, calor no rosto, virou o meu mundo de cabeça para baixo. Foi tão imenso e inexplicável quanto o Universo. Um amor que nunca vou esquecer.

Uma parte sua

Quando lembro do que vivemos, me dou conta de que sempre terei por você alguma forma de amor. Virão outros romances, por certo, mas você sempre terá espaço reservado em meu coração. Um amor como o nosso é mais forte que a separação. Não significa que te quero de volta, mas apenas que uma parte sua sempre viverá junto de mim.

A força da lembrança

Tanto se passou, tanta coisa se viveu. Mas a lembrança daquele amor perdura. É mais forte que o tempo, mais forte que tudo. Pouca coisa nesse mundo é capaz de vencer a saudade de tantos momentos bons, de pessoas que se amaram e que nunca deixaram de se querer bem.

Memórias a reviver

Só um amor muito grande é capaz de deixar tão grandes saudades. Naquele amor se construiu uma história. Ele era água mansa, dia de festa, ficar à toa no sol, mãos dadas, duas pessoas contra o mundo. Aquele amor era lindo, era forte, parecia capaz de vencer tudo. Mas não venceu o tempo. Só o que tempo não levou foi a saudade. E, até hoje, quando ela bate à porta, as lembranças vêm sem cerimônia. Tanta coisa boa a pensar, tantas memórias lindas a reviver.

Refúgio

Nos dias em que a solidão sufoca, é no passado que o refúgio está. No passado, houve amor. Houve cor e vida e tanta alegria. No passado, aquele amor parecia invencível. No passado houve esperança. Agora o vazio ecoa ao redor. Lembrar não é se enganar nem fugir. Lembrar é uma forma de reencontrar essa esperança. Ainda haverá alegria. Ainda vale a pena amar. E, quando um novo amor bater na porta, não haverá medo de deixá-lo entrar.

Segundas chances

Rever um amor antigo é também pensar em segundas chances. As pessoas que fomos, quem seremos daqui para frente. Não deu certo uma vez, mas foram tantas tentativas falhas de amor. Seria o destino tão cruel a ponto de nos unir para nos separar outra vez? Nos olhos dele estão escritas todas as lembranças felizes do passado que um dia dividimos. Meu endurecido coração suavizou-se frente à força de tantas memórias. Eu tentaria outra vez, daria a nós dois uma segunda, uma terceira, todas as chances do mundo, se tivesse a chance de viver de novo tanto amor.

O preço da saudade

Já cheguei a pensar que a saudade fosse um castigo. Um lembrete constante de algo querido que já está mais lá. Mas agora vejo que ela só vem porque o que se viveu foi bom. Se a saudade é o preço a se pagar por ter se vivido um grande amor, é com prazer que a vejo. Que venham saudades, que venham lembranças boas, que venham mais amores!

Eternas saudades

Existem amores, amores antigos, nos quais a ausência ocupa mais espaço que a presença. Aquele par que já não está lá. O vazio que causou. As saudades, eternas saudades. A saudade já é lembrança mais forte que a dor da perda, que o calor de abraços que não voltam mais. Não é bem a tristeza que nos consome, apenas a nostalgia de um tempo bom, uma falta que já faz parte de nós. Histórias de amores que fizeram de nós quem somos.

Ainda no coração

Amores passaram, como folhas que caem com o outono. Lembranças que ficaram, mesmo que desbotadas, como fotos antigas que ainda levam um sorriso aos nossos lábios quando encontradas no fundo de uma caixa ou de um armário. O que é bom nunca nos deixa completamente, há sempre uma memória que nos resta, uma lembrança boa que toca nosso coração. Amores de verdade passam, mas nunca vão embora do coração.

Passar do tempo

Dizem que os amores do passado são sempre mais bonitos quando vistos pelas lentes do presente, mas acho que o nosso não precisa dessa ajuda para ser especial. Faz tanto tempo, mas cada detalhe ainda é vivo na minha mente, cada momento feliz, cada dia bom que virou memória. O tempo não alterou a história, só fez aumentar a saudade!

Memórias eternas

Mesmo que ausente, seu amor ainda me faz bem. Sei disso porque a lembrança daqueles dias sempre consegue trazer alegria e calor ao meu coração. Saudade não precisa ser algo ruim, se existe é porque algo de bom aconteceu. Se fui feliz ao seu lado, pouco me importa o tempo ou a distância. Importa é que um dia meu coração foi seu. E, nessa memória do passado, sempre será.

Lembrança e esperança

O tempo faz distante quem um dia já se amou, mas não é forte o bastante para apagar as memórias de tal sentimento do coração dos apaixonados. Sempre fica uma lembrança, um resto de amor que sempre está lá, uma dose de saudade. Saudade boa essa, que não traz tristeza, nem desilusão, apenas faz lembrar dos dias felizes e faz esperar que dias ainda mais felizes virão.

Perder-se na saudade

Acordo hoje, novamente, com saudade daquele amor. Teria sido uma ilusão? Toda aquela beleza seria apenas uma peça que o tempo me pregou? Colorindo com tons mais vivos algo que nunca fora intenso a esse ponto? Teria sido mesmo tão puro aquele amor? Acordo hoje e o passado parece não querer me deixar. Talvez nada seja realmente tão lindo quanto minhas lembranças querem me convencer. Mas, só por hoje, me permito me perder na memória desse belo amor.

Beleza passada

Gostar de reviver antigas recordações não é viver no passado. Se as lembranças são boas, não há mal em permitir que elas invadam nossa mente. Sempre é bom ter motivos para sorrir! Relembrar um amor do passado nos faz acreditar mais no amor no presente. A beleza dos dias passados realça o que é belo no agora.

Primeiro amor

O primeiro amor parece mais vivo porque é feito de lembrança e saudade. Talvez não fosse mais belo ou mais intenso que os que vieram depois, mas por certo é o que habita com mais força na memória. Não foi corrompido pela desconfiança e pelo desgaste. Preserva-se na mente, tão amável quanto no primeiro dia. O mundo inteiro que veio depois, as desilusões, os enganos, as tristezas, nada é capaz de enfraquecer a lembrança deste tão lindo e querido amor.

Amor querido

Viver uma história de amor é estar de tal modo envolvido com outra pessoa que ela nunca de fato sairá da sua mente. As lembranças permanecem lá, mas são memórias boas de um tempo que de alegria. O sentimento ficou para trás, mas não as sensações. Era um querer bem, um apego gostoso. Agora, cada um segue sua própria história, mas sempre dá para lembrar com carinho de um amor querido assim.