Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Pós-relacionamento abusivo

Relacionamentos abusivos não fazem bem a ninguém. Um comportamento abusivo pode variar entre agressões verbais e até mesmo físicas. Livre-se de tudo isso e saiba como lidar com esse problema.

continue lendo
Compartilhar

Livre-se dos fantasmas

Se você viveu um relacionamento abusivo e ainda vive sob a pressão do outro lado que tanto te assombrou, é hora de acabar com isso. Livre-se de todos os seus medos e exponha o problema para seus amigos e familiares próximos para que outras situações, muitas vezes inofensivas, não pareçam também como algo destruidor e amedrontador.

Seja mais você

Viver em um relacionamento abusivo pode consumir muito de você e de sua personalidade. Por isso, após se livrar de todas as coisas ruins, faça atividades que você costumava fazer antes de entrar nesse relacionamento. Seja mais você!

Seja duro

Não deixe que o abusador retorne à sua vida por mais que agora ele pareça amigável e acolhedor. É hora de partir para frente e não cair na armadilha novamente.

Compartilhe

Além de aliviar seus medos e sensações ruins, compartilhar sua experiência com outras pessoas pode também ajudá-las. Muitas pessoas vivem um relacionamento abusivo sem nem mesmo perceber. Ajude-as a identificar as características de abuso e tente orientá-las sobre a melhor forma de reagir.

Elimine o trauma

Não é porque um relacionamento foi traumático e abusivo que todos serão assim. Dê chance para outros romances e saiba identificar quando estão ou não lhe fazendo bem.

Superação

Como qualquer fim de relacionamento, o término dói. Não importa o quanto a pessoa tenha lhe feito sofrer, terminar um namoro é sempre ruim. Afinal, você gostava dela em muitos outros pontos. Este é um momento de superação, de olhar para frente e criar novas perspectivas. Dê tempo ao tempo, mas não se prenda a um eterno sofrimento.

Aprenda

Com tudo o que passou, o mais importante é tirar algum aprendizado nisso. Por que o relacionamento foi guiado para este sentido? Quais eram os motivos principais das brigas? Quem exagerou e por quê? Estando fora da situação, é um bom momento para olhar para trás e refletir sobre o que você passou e sobre o que pode aprender com isso.

 

Deseje o bem

Já ouviu falar que quem deseja o bem recebe o bem? Por isso, não deseje coisas ruins para a pessoa que estava com você antes. Deseje luz e que a vida e o coração dele(a) mude para melhor. Assim, outras pessoas não sofrerão o que você sofreu.

Sem culpa

É normal que após um relacionamento abusivo nós tenhamos a tendência de nos culpar. Você não precisa se culpar de nada! Quando relacionamentos não dão certo é porque ambos os lados erraram em alguns pontos, mas, quando se trata de relacionamentos abusivos, o lado abusado não tem culpa de nada! Normalmente, esse é sempre o lado que tenta reconciliação, mas que apenas tem de engolir muitas situações incômodas.

Retome sua autoestima

Os relacionamentos abusivos consomem muito da energia do abusado. Mesmo quando está tudo acabado, a pessoa sente-se mal, triste, culpada e infeliz consigo mesma. Não deixe que isso aconteça. Após tanto sofrimento, é hora de se valorizar, de cuidar de si mesmo, relembrar tudo que há de bom dentro de você e se valorizar.

Invista em você

Dê um grande passo e recomece a sua vida. Confie em você e em tudo o que pode realizar, corra atrás de seus sonhos, crie novos projetos, faça atividades que lhe proporcionem prazer... Não deixe a vida passar à toa e tenha a coragem de não deixar, nunca mais, alguém lhe diminuir.

Não insista no erro

Quando se envolver novamente num relacionamento, esteja sempre atento a todas as circunstancias que podem indicar situações abusivas. A experiência passada deve fazê-lo capaz de lidar com essas situações e eliminar, desde o início, as relações que possam lhe trazer problemas e sofrimento.

fechar