Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Paulinho Serra

Um nome de peso do humor, Paulinho Serra explica suas passagens pelo teatro, rádio e televisão. Leia e veja toda a energia que esse cara transparece.

Relação de Vida

Paulinho Serra

Fui criado no Humaitá! Sempre passava por Copacabana de bicicleta. Tenho uma relação de vida com o bairro. É um lugar engraçado, tanta gente e cabe todo mundo! (risos). Nisso se parece com São Paulo, Nova Iorque! É esse contexto de cidade que os outros bairros não têm. Ipanema e Leblon são bem diferentes de Copacabana, por exemplo.

Situações

Paulinho Serra sobre seu personagem, o Traficante Gay

Estava saindo de Copa para Ipanema quando dois sujeitos pareciam preparados para me abordar. Fiz aquela cara do Traficante Gay, cara de muito bandido, e segui em frente, assim como eles.

Desde Cedo

Paulinho Serra

Eu “ralo” muito! Trabalho muito mesmo! Ainda tenho muito a conquistar. Tenho 34 anos e faço teatro desde os 15. Foi engraçado porque as pessoas me obrigavam a fazer teatro. Aos 18 anos eu já sabia que era isso que eu queria.

Trabalhos

Paulinho Serra

Fiz dois anos de Oficina Cultural nas favelas do Rio, um trabalho muito bacana. Conheci muitos lugares quando trabalhei com Eri Johnson em Aluga-se Um Namorado (2), foram cinco anos na estrada e muito bom fazer.

Estudos

Paulinho Serra

Sou autodidata, a Tatá estudou mais que eu! É bom estudar! De qualquer forma, hoje está bem melhor, a internet beneficiou muito, ficou mais fácil para o artista se divulgar. Lá, tenho um público que nunca imaginei!

Cinema

Paulinho Serra

Superpai foi incrível. Pedro Amorim tem um puta talento e é um diretor absurdo. E o Superpai… Eu e o Pedro, a gente já tem essa parceria, o segundo filme dele e o segundo filme que eu fiz. Espero estar em todos os filmes dele pro resto da vida, essa parceria ficou muito boa… O filme é bom pra cacete.

Política

Paulinho Serra

Cara, a gente vive numa democracia. Cada um pode expressar o que quiser. Mas eu acho confuso colocar uma opinião tão forte. O Danilo [Gentili] não vive no meio da política. Na verdade, ele acha como qualquer outro brasileiro. Lá dentro existem coisas que a gente não faz ideia do que tá acontecendo.

Revoltado

Paulinho Serra

Já fiquei revoltado com muita gente, políticos, pastores, ex-colegas. Hoje não estou nem aí. No final das contas é tudo tão pequeno. Viemos para errar mesmo.

Tabus

Paulinho Serra

Devemos prestar atenção no que o político fala e deixar pra lá o que o comediante fala, porque o comediante quer cutucar a ferida, ele quer tirar o tabu da cabeça das pessoas. É meio que a nossa função dentro do humor. Eu acredito nisso.

Escolha

Paulinho Serra

O humor me escolheu. Tem muita gente boa, mas o Chico ainda é meu maior exemplo de artista brasileiro.

Deveres

Paulinho Serra

Quando não se pode fazer tudo que se deve, deve se fazer tudo que se pode.

Humildade

Paulinho Serra

No Quinta eram jogos de teatro. Nas aulas o aluno não tem obrigação de acertar, nós tínhamos. Era muito gostoso de fazer. Agora, uma coisa que não sei é fazer humor humilhando as pessoas. Quero que todos possam rir das minhas piadas.

Politicamente Correto

Paulinho Serra

Fazemos piada! Não é para o comediante ser julgado e condenado! É piada e pronto! Não é porque o Rafinha Bastos falou que pegaria a mãe e o filho que ele faria isso! Foi uma piada. Alguns não gostaram, mas foi piada. A piada é feita com exagero: é piada.
Claro que temos que ter responsabilidade com o que falamos, estamos na televisão, ela está dentro da casa das pessoas.

Ídolo

Paulinho Serra

Meu ídolo é o Chico Anysio, o cara que lançou artistas nos seus programas! Adoraria ter um programa para lançar os novos talentos. Enquanto não tenho, chamo para participação no meu show as pessoas que acho que merecem espaço. Sigo os passos do Chico como posso.

Brincadeiras

Paulinho Serra

Eu acho que tá tendo uma inversão de valores, porque o que o comediante fala não é uma verdade, ele deturpa uma opinião. Se eu faço o traficante gay, eu tô fazendo uma coisa que é incomum. Normalmente esse cara, que é bandido matador, não é homossexual assumido. Então a piada é exatamente isso, é você brincar com a pessoa.

Sem Escolha

Paulinho Serra

Não adianta querer achar que uma pessoa, mesmo que seja que o PT inteiro, vai mudar alguma coisa. A máquina tá podre. Eu já não votava há mais de 16 anos, e eu votei nessa última na Dilma e não porque eu queria a Dilma, mas é porque foi o que me restou. Eu tinha que escolher o cocô do cavalo ou o do bandido, e eu escolhi o do cavalo.

Há Muito Tempo

Paulinho Serra

Tem que ter uma reforma política, todo mundo conversa. Eu fui pro Japão algumas vezes e reparei que a política lá é muito f... Eles fazem plebiscito até pra tirar estatua. Então o povo governa junto com os governantes, mas infelizmente aqui no Brasil está tudo errado, a máquina tá toda podre, a gente começou errado lá com Dom Pedro que veio pra cá de castigo pô.

Segredo

Paulinho Serra

Como meu trabalho é autoral, muitas das vezes é preciso testar até ficar realmente pronto. No início era mais fácil. Testava com qualquer pessoa, se eu quiser fazer um personagem numa fila todos vão achar que tem uma câmera ligada! O meu segredo é lembrar que tenho contas a pagar.

Música

Paulinho Serra

Sempre uso a musica quando estou viajando,trem,ônibus,vôo,carro.... Sempre é bom. Lembro-me que usava muita musica dando aula. Ela tá em nossas vidas, nos traz lembranças e nos acompanha.

Hipocrisia

Paulinho Serra

Acho que rola muita hipocrisia que se reflete no humor, que se reflete na política, que se reflete no comportamento e que se reflete no comportamento das pessoas e todo mundo tem muita opinião e todo mundo quer colocar ela de maneira transgressora, todos muito reacionários.

Palavrões

Paulinho Serra

Não costumo falar muito palavrão na vida! Acho mas interessante deixarmos no palco, pois lá vale tudo! É tudo "mentirinha". É muito feio quando pessoas falam palavrão no elevador, no trânsito, na mesa.