Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Pare de criar expectativas!

Pra quê sofrer pelo que ainda não aconteceu? Pra quê depositar esperanças naquilo que pode não acontecer? Poupe seu coração do sofrimento evitando as expectativas excessivas. Pode acreditar: quanto menos você espera das outras pessoas, menos você se decepciona!

continue lendo
Compartilhar

Criar expectativas é criar desilusões

Se a gente não fizesse tudo tão depressa, as coisas poderiam fluir de forma mais natural. O grande problema é que a gente sempre quer que as coisas aconteçam exatamente no nosso tempo, que tudo seja exatamente o que a gente espera que seja, mas não é assim que as coisas funcionam. Não! Criar expectativas é criar ilusões, é esperar que as coisas saiam exatamente como a gente quer que elas saiam, mas isso não é real: as coisas vão acontecer da forma como elas tem que acontecer isso não depende de nós. A gente exagera demais nos nossos sentimentos, a gente coloca muita intensidade em coisas que não merecem toda essa conspiração e aí machucamos o nosso coração desnecessariamente. Não existe segredo para viver a vida, mas nós precisamos parar de esperar tanto do outro.

Você é responsável por suas expectativas

É claro que as pessoas podem magoar a gente, especialmente se nós permitimos que essas pessoas se aproximem ao ponto de participarem ativamente de nossas vidas. Nesses casos, é claro que elas também serão responsáveis pelos impactos que causam em nossas vidas. No entanto, precisamos entende que a gente também é responsável pelo que permitimos que os outros nos façam sentir – nós somos responsáveis pelas expectativas que criamos e, portanto, somos corresponsáveis pelas consequências do que esperamos, somos também responsáveis pelas tristezas que nós sentimos porque permitimos nos sentir assim. Não deixe que as suas expectativas te machuquem mais do que o necessário.

Não deposite sua felicidade no outro

Nós cometemos um erro típico de pessoas que não sabem como amar a si mesmas: depositamos grande parte de nossas felicidades em cima dos outros e isso é péssimo. Ninguém é responsável pela nossa alegria, ninguém pode ser responsável pelo que nós sentimos: nós somos as únicas pessoas que devem ser responsáveis por quem nós somos, pelo que sentimos. Não podemos depositar os nossos problemas e, especialmente, nossas expectativas em cima dos outros. Nós precisamos ser mais, precisamos acreditar um pouco mais na nossa capacidade de fazer mais pelo outro, de fazer mais por nós mesmos. Em situação nenhuma o seu sentimento pode depender das atitudes dos outros, entenda isso.

Pare de esperar tanto

Você é a única pessoa que pode se fazer feliz, então, o que está esperando? O que está fazendo aí, parado, esperando que a vida aconteça bem diante dos seus olhos? Pare de esperar tanto da vida, pare de esperar tantos das pessoas! Ninguém é realmente responsável pelo que você sente, pelo que você espera das pessoas ao seu redor. Você merece muito mais do que você imagina, mas para isso você precisa parar de esperar tanto dos outros: comece acreditando em você e vá em frente com o que você quer. Vá em busca dos seus sonhos, vá em busca do que você acha que você pode conseguir no mundo, mas pare, simplesmente pare, de esperar tanto dos outros. Só você pode dar para si o que você precisa.

Só você pode se fazer feliz

Você é a única pessoa que pode se fazer feliz. Tudo o que você sente ou deixa de sentir depende especialmente de ti, então, faça o que puder para se fazer feliz, para se satisfazer. Não permita que a sua felicidade dependa do outro. Não faça nada pensando apenas no bem-estar do outro: pense também no seu bem-estar, no que você quer, no que você pode fazer para se sentir bem consigo, com a sua vida, com o que você sente. Só você pode se sentir completo, só você pode se sentir inteiro com si mesmo. Lembre-se de tudo o que você pode fazer pela sua vida e coloque isso em prática, sempre lembrando que você é a melhor coisa que já te aconteceu.

Ninguém é responsável por sua dor

A verdade que ninguém te conta quando você é mais jovem é que ninguém é realmente responsável pela sua dor. É claro que existem casos excepcionais em que as pessoas te magoam, mas a questão aqui é que ninguém é responsável pelas expectativas que você cria e, portanto, ninguém é responsável pela dor que você sente a partir de suas expectativas não correspondidas. Dói? É claro que dói, mas isso não significa que a culpa seja do outro. Se é você que está criando expectativas, se é você que está imaginando coisas, então, por que alguém seria responsável pelo que você espera? Não, isso não está certo, definitivamente.

Criar expectativas faz mal

Ao criar expectativas você está machucando a si mesma e não ao outro. Quando você pensa coisas que você espera do outo, então, está depositando as suas próprias frustrações em cima de outra pessoa que não tem absolutamente nada a ver com você, embora possa estar na sua vida. Tudo o que quer para si mesma deve ser trabalhado por você e não pelo outro. O outro não é responsável pelo que você sente e, especialmente, não é responsável por suas desilusões a partir disso. Criar expectativas faz mais mal do que a gente imagina e, por isso, precisamos sempre pesar se vale a pena esperar tanto do outro, se vale a pena realmente esperar que a outra pessoa vá atender ao que queremos dela.

 

Não espere tanto de ninguém

Todos nós temos as nossas próprias posturas baseadas nos nossos comportamentos anteriores, no que a gente foi aprendendo ao longo da vida. A verdade é que você não pode esperar tanto de outras pessoas porque essas outras pessoas não são você, então, não depende delas o que você está sentindo. Você merece mais do que tem recebido, mas só será possível que tenha mais se você se permitir sentir sem esperar que o outro sinta exatamente o que você sente. Cada pessoa sente em uma intensidade diferente, cada pessoa espera coisas diferentes, quer coisas diferentes. Cada um sabe o que sente, cada um sabe o que quer e você não pode cobrar nada de ninguém.

Cada um sente da sua forma

A gente geralmente tem uma mania horrível de sempre esperar que as pessoas sintam o mesmo que nós sentimos por elas, mas não é assim: cada um sente da sua maneira e isso significa que nem sempre as pessoas vão querer o mesmo que nós, nem sempre vão sentir o mesmo que nós sentimos. Devemos nos permitir ser mais e ir além, devemos nos permitir entender o outro mesmo que ele nem sempre sinta o que nós sentimos, mesmo que nem sempre ele compreenda o que nós sentimos. A vida é muito mais do que a gente espera que ela seja, mas precisamos dar uma chance para que sejamos surpreendidos.

Você não precisa de ninguém

A verdade é que você não precisa de ninguém para ser feliz. Você tem plena capacidade de ser feliz sozinho. Ninguém precisa e nem deve ser responsável pela sua felicidade. Você merece encontrar alguém que se importa com você, é claro, mas isso não significa que a sua felicidade deva depender dessa pessoa: muito pelo contrário, você precisa ser feliz antes de se relacionar com alguém, antes de almejar estar com alguém. Só podemos ter bons relacionamentos quando estamos contentes com quem nós somos e com o que nós temos.

Ninguém pensa igual

Se ninguém pensa igual, então, ninguém sente igual. Ninguém quer as mesmas coisas e nem espera que as coisas sejam iguais. Não podemos criar a expectativa de que o outro deve sentir por nós o que nós sentimos pelo outro. Cada sentimento é diferente para cada pessoa e precisamos apenas entender que o outro nem sempre vai sentir o que a gente sente. Devemos ser compreensivos e ter empatia para entender que a vida é isso: é pensar diferente, é sentir diferente, é fazer diferente o tempo todo.

As pessoas nos decepcionam

Por mais difícil que seja compreender e aceitar isso, as pessoas nos decepcionam. Cada um sente do seu jeito, cada um vive do jeito que considera certo e isso é o máximo que podemos entender do outro. As pessoas fazem o que podem fazer, amam como podem amar, cabe a nós compreender que o outro sente diferente de nós e que, portanto, devemos respeitar a forma como o outro se sente, sem cobranças, sem tristezas, sem nada de ruim. O mundo é muito maior do que as nossas expectativas e decepções e depende apenas de nós entender isso.

O amor é algo difícil de entender

É claro que o amor nem sempre é algo fácil de se entender, mas isso não significa que ele seja algo difícil de sentir. Cada um ama da sua maneira, cada um sabe exatamente o que sente, o que quer. A vida é esse negócio louco que nem sempre a gente compreende, depende apenas de nós nos colocarmos no lugar uns dos outros. Precisamos apenas entender que a vida nem sempre é o que a gente espera dela e, portanto, nem todo mundo vai amar como a gente, nem todo mundo vai sentir o que a gente sente. Cada um faz o que pode, cada um sente como pode. A única coisa que podemos fazer é sentir o que sentimos e valorizar o nosso sentimento, sem depositar expectativas em cima do outro.

Ninguém liga para as suas expectativas

Por mais difícil que seja entender isso, ninguém liga realmente para as suas expectativas. As pessoas podem até gostar de você, as pessoas podem até se importar com quem você é, mas nunca vão se importar o suficiente para ligar para as suas expectativas. Isso é extremamente ruim, mas isso não significa que não seja verdade. Pouquíssimas pessoas realmente ligam para o que você está pensando, para o que você está sentindo, então, não se preocupe tanto em agradar os outros, se preocupe em agradar a si mesmo, a se fazer feliz em primeiro lugar e, então, se preocupe em fazer quem você ama feliz também.

Cadê seu amor-próprio?

Acima de qualquer coisa, deve vir o seu amor-próprio. Você precisa valorizar quem você é, você precisa entender as suas próprias necessidades, precisa entender o que você quer e, então, valorizar o que você sente. Ao se machucar por expectativas, você estará dando mais valor ao que o outro sente do que ao que você sente, do que aquilo que você quer, que é a coisa que deveria ser mais importante na sua vida. Quando estiver pensando muito no que os outros estão sentindo, lembre-se disso: lembre-se que você é a pessoa mais importante da sua vida e considere a sua felicidade em primeiro lugar. Sempre!

fechar