Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

A história da Mulher-Maravilha

A mulher maravilha, também conhecida como Diana, é uma das maiores e mais icônicas heroínas que temos nas histórias em quadrinhos, mas o que poucas pessoas sabem é que ela também é um grande figura dentro do feminismo. Fique por dentro dessa parte da história da personagem e do movimento.

continue lendo
Compartilhar

Leitoras

Até os dias de hoje, existe certo preconceito com mulheres que são fãs de histórias de quadrinhos. Por alguma razão, as pessoas duvidam do seu gosto e exigem provas de que elas são, de fato, fãs. Se isso acontece em 2018, era ainda pior em 1941. A Mulher Maravilha sempre foi e sempre será mais do que uma personagem de HQ. Ela foi também uma das primeiras respostas de uma editora de quadrinhos às demandas de leitoras que queriam se ver representadas nas páginas que tanto adoravam ler.

Comentários

Além de finalmente termos uma mulher protagonista de uma história em quadrinho, Diana Prince também fazia diversos comentários contra o patriarcado, criticando o papel da mulher na sociedade machista em que vivemos. Isso criava diversas controvérsias entre o público da época, mas também foi um marco impressionante!

Empoderada

Todos os acessórios especiais utilizados pela Mulher Maravilha a tornaram empoderada! Ela não precisava da ajuda de nenhum homem para derrotar os vilões e nunca foi uma donzela em perigo. A MM sempre lutava as suas próprias batalhas e é tão (ou mais!) poderosa quanto Superman e Batman!

Comunicado

O próprio comunicado de imprensa que anunciava as histórias em quadrinhos da Mulher Maravilha, em 1941, tinha um tom mais leve e feminista: “A Mulher Maravilha foi concebida pelo Dr. Marston para estabelecer entre as crianças e os jovens um padrão de feminilidade forte, livre e corajosa; para combater a ideia de que as mulheres são inferiores aos homens e para inspirar as meninas a terem autoconfiança para conquistas no atletismo, nas ocupações e nas profissões monopolizadas por homens, porque a única esperança para a civilização é a maior liberdade, desenvolvimento e igualdade das mulheres em todos os campos da atividade humana.”

As frases do sucesso da Mulher Maravilha nas telonas para a sua vida

Primeiro filme

Hoje em dia, há diversos filmes de super-heróis. Mas você já parou para pensar em quantos deles possuem protagonismo feminismo? Pois é! Nos últimos dez anos, nós tivemos apenas Mulher Maravilha, contrastando com as outras dezenas de filmes em que o protagonismo é masculino. Esse marco também é muito importante e espera-se que, com o seu sucesso, outras heroínas também ganhem destaque!

Autoconfiança

Em diversos quadrinhos, Diana aparece dando lições para pequenas garotas que têm a heroína como inspiração: "Veem, garotas, não é nada demais – tudo o que vocês precisam ter é confiança em sua própria força!", ela costuma dizer.

 

Não parem de lutar!

"Lutem como antes – nós mostraremos a esses homens maus que mulheres lutam pela paz mais intensamente do que homens lutam para satisfazer sua própria ganância!" (Mulher Maravilha)

Sociedade feminista

"Nos tempos da Grécia antiga, há muitos séculos, nós, Amazonas, éramos a nação mais avançada do mundo. Na Amazônia, as mulheres governavam e tudo estava bem." (Mulher Maravilha)

Movimento sufragista

William Moulton Marston, criador da Mulher Maravilha, era um grande admirador do movimento sufragista da época em que as mulheres lutavam pelo seu direito de votar. Isso contribuiu para a visão de Diana Prince durante as suas histórias e aventuras.

Igualdade?

O feminismo prega a igualdade de gêneros, isso é verdade. A Mulher Maravilha, como o símbolo feminista que é, também tem a mesma visão. Para o seu criador, Marston, as mulheres são superiores aos homens no quesito emocional, porque, segundo ele, elas sabem equilibrar a parte racional de seus cérebros com a parte mais emocional, o que dá a elas uma vantagem que os homens não possuem.

Os mais famosos super-heróis dos quadrinhos

Influência grega

Uma influência muito importante para a Mulher Maravilha, que não pode ser deixada de lado, é a cultura grega! O seu bordão nos quadrinhos ("Safo Suplicante") é uma referência à poetisa grega Safo. Ela falava muito de amor e paixão e escrevia do ponto de vista de uma mulher independente, que não ficava presa aos homens e às suas exigências!

Ícone feminista

O movimento das mulheres se tornou muito popular nos anos 60 e 70 e foi nessa época que a Mulher Maravilha voltou a ser um ícone de libertação! Inclusive, a revista americana "Ms", que foi criada por Gloria Steinem, um nome muito importante para o feminismo, colocou Diana Prince na capa de sua segunda edição, cujo título era: "Mulher Maravilha para presidente"!

fechar