Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Pedro Rocha

Com mais de 200 gols em seu currículo, Pedro Rocha fez parte de diversos times uruguaios e brasileiros. Destacando-se no Peñarol, no Coritiba e em São Paulo, ele construiu uma história que é lembrada por todos os amantes do futebol. Saiba mais sobre a sua trajetória impressionante!

03/12/1942 02/12/2013
continue lendo
Compartilhar

Trajetória

Poucas pessoas sabem, mas o famoso Pedro Rocha, jogador e treinador de futebol que fez parte dos times São Paulo e Coritiba, era uruguaio! Ele se naturalizou brasileiro somente em 1977, depois de alguns anos em que já era conhecido no Brasil por conta de seu trabalho com as equipes que já foram citadas!

12 vezes campeão

Antes de começar a participar dos times brasileiros, Pedro Rocha fez história no Uruguai. Isso porque, pelo time Peñarol, ele venceu sete campeonatos uruguaios e três Copa Libertadores. Além disso, o jogador também foi bicampeão mundial de interclubes!

Melhor do mundo

Não são todas as pessoas que podem dizer que já foram citadas pelo Pelé. Esse número abaixa ainda mais quando tratamos de jogadores que foram colocados como um dos cinco melhores do mundo por esse ícone do esporte, mas esse é o caso de Pedro Rocha!

211 gols

Pedro Rocha possui mais de 200 gols em sua trajetória. Só pelo Peñarol, time do Uruguai, fez 81 gols em 159 jogos; no São Paulo, realizou 113 gols em 375 jogos; e, no Celeste, estufou as redes 17 vezes em 52 jogos.

Tricolor Celeste

Por conta de seu trabalho impressionante como jogador de futebol, Pedro Rocha foi um dos uruguaios homenageados no livro “Tricolor Celeste”, que resgata a saga dessa nacionalidade dentro do time brasileiro São Paulo!

 

Líder

Muricy Ramalho

“Ele era muito técnico, não olhava para a bola, o tempo inteiro com a cabeça erguida. Também batia falta muito bem. E era um líder, um líder do bem, positivo, que passava coisas boas para nós.”

Maior jogador uruguaio

Pablo Forlán

“É o maior jogador uruguaio dos últimos 50 anos. Vou dizer como ele jogava: caminhava com a bola pelo meio e lançava o centroavante, continuando a correr. Quando recebia a bola, tinha facilidade em marcar. Tocava para um dos pontas e corria para a área. A defesa se preocupava com o centroavante e era ele quem cabeceava. Quando não havia a possibilidade do passe, ele segurava a bola, chegava perto e chutava muito forte, de 30 metros de distância. De esquerda ou de direita, como no final da Copa América de 67, quando fomos campeões. Se o ponta esquerda sofria uma falta, Rocha cobrava com o pé direito no canto esquerdo do goleiro.”

Amante da sinuca

Muricy Ramalho

“Ele era muito educado, um cara diferente no futebol. Caladão, não era de muita brincadeira e gostava muito de jogar sinuca. Era invencível, tinha uma precisão para defender e atacar, até parecia que estava jogando futebol. Para ficar perto dele, comecei a jogar sinuca também. Melhorei muito, mas nunca consegui vencer Pedro Rocha. Mas estava ali, perto dele. Era a prova de que estava vencendo na vida. O cara era um gênio da bola.”

fechar