Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Cássia Eller

Venha dar uma olhadinha nas frases da nossa saudosa Cássia Eller! Confira e compartilhe!!!

Telefones

Cássia Eller

Já detonei dois telefones. O único que está vivo é o celular. Tentei quebrá-lo mas não consegui.

Cigarro

Cássia Eller

Tem cinco dias que não fumo.
(No último ensaio, festejando com a banda a decisão em parar de fumar).

Religiosidade

Cássia Eller

Respeito a religião e quem acredita. Gosto das histórias, mas não tenho essa fé. Cheguei a receber formação religiosa. Sou de Minas Gerais, fui criada em Belo Horizonte. Fui batizada, crismada, fiz primeira comunhão e até os 18 anos ia à missa todo o domingo. Foi na igreja que comecei a cantar. A religiosidade acabou com a leitura da Bíblia. Comecei a achar que era muita fantasia, quando soube que tinha sido escrita em aramaico e traduzida para o latim. Para fazer a tradução o cara interpretou demais.

Exemplo de família

Cássia Eller

Não tenho nada com Deus, nada com Cristo, nada com nada. Mas, quando criança, fui boa filha, exemplo da família, era católica, de grupo jovem.

Personagem

Cássia Eller

No palco eu nunca tive vergonha. Eu tinha medo de errar, de não dar conta de fazer. Timidez, eu tenho de ser apresentada para as pessoas que eu não conheço. Quanto às caretas, eu sou assim mesmo. Agora, quando eu cuspo, chuto, eu estou representando um personagem.

Feminismo

Cássia Eller

Acho o feminismo muito neurótico. Consigo aturar melhor o machismo, estou mais acostumada. Movimentos não me interessam. Acho que você tem que resolver a sua parte e aprender a conviver sem abrir mão do que você acredita.

Dignidade

Cássia Eller

Todo mundo é marginal. Ninguém vive com dignidade, de acordo com o que merece.

"Gosto mesmo é de cantar"

Cássia Eller

Tenho sérios problemas com as frases, não consigo formular qualquer uma que faça sentido. Eu gosto mesmo é de cantar.

(Sobre seu trabalho como compositora).

Mudei

Cássia Eller

Quando comecei a cantar, era uma pessoa mais quieta, que subia no palco e se transformava. Agora, mudei: meu jeito no dia-a-dia é igual ao do palco.

Frisson da galera

Cássia Eller

Eu não achava que precisava cheirar para cantar, mas ia na onda; tinha bastante e sempre mandava uma. Era o frisson da galera, todo mundo ia!

Repertório

Cássia Eller

Escolho meu repertório assim: se é uma regravação, geralmente é alguma coisa que marcou minha infância e adolescência. Eu quero cantar para todo mundo!!!

Palco fantasioso

Cássia Eller

O palco cria fantasia nas pessoas. Acham que você é muito mais gostoso do que é ou que a transa vai ser muito melhor do que ela poderia vir a ser.

Gravidez

Cássia Eller

Durante a gravidez parei porque, milagrosamente, enjoei de cigarro, café, maconha, de tudo. Cocaína, então, lógico. Não ia fazer uma coisa dessas. Aí o Chicão nasceu, amamentei e depois caí de novo na farra.

Cozinhar

Cássia Eller

Agora tenho gostado de cozinhar de novo. Nada especial, só arroz com feijão, sopa, macarrão, frango com cebola.

Identificação com Cazuza

Cássia Eller

Eu me sinto ele às vezes. Essa brincadeira de ser o "cavalo" do Cazuza está se tornando séria. De vez em quando rola uma confusão na minha cabeça. Eu canto e trato as músicas como se eu é que tivesse composto elas. Parece que sou que escrevi aquelas letras, tamanha é a minha identificação com Cazuza.

(Ao falar do show "Veneno Antimonotonia", que fez em 1997, com músicas de Cazuza).

Descanso...

Cássia Eller

Tudo que quero é dormir. Quero um tranquilizante.
(Ao dar entrada na Casa de Saúde, pouco antes de sua morte.)

"Tô legal..."

Cássia Eller

Tô legal, conversei com minha mãe. Ela percebeu que eu estava mal. Vou jogar vídeo game e vou dormir. Boa noite.
(Na madrugada que antecedeu sua morte).

Deprimida

Cássia Eller

Quero ficar sozinha. Estou muito deprimida com esse sucesso todo.
(Na véspera de seu falecimento).

Religião

Cássia Eller

Sei que ele guerreou com Xangô e acabou sendo morto. Mas depois Xangô e Oxalá ficaram com pena e resolveram trazê-lo de volta. Só que ele não pode mais voltar na forma humana, mas como serpente. Ele é cobra dos rios e do mar. Quando está no mar é homem e quando está no rio é mulher. Um pouco parecido comigo.

(Sobre o guia de Oxumarê, o orixá do arco-íris, que usava.)

Não sou educada!

Cássia Eller

Não tem jogada comigo. Não sou educada, neguinho vê na cara. Não tenho obrigação de pertencer ao grupo das mulheres e agir igualzinho a todas.

Defeito de fábrica

Cássia Eller

Acham que homossexualismo é defeito de fábrica. Mas isso não me atinge, não fico preocupada com o que vão achar.

Os discos

Cássia Eller

Ele me disse que eu não cantava, berrava. Eu ficava em agonia sempre que ouvia os meus discos, não gostava muito e acho que ele tinha a mesma sensação.

(Referindo-se ao filho Chicão).

Sem técnica

Cássia Eller

Foi ele quem me deu coragem de cantar do meu jeito, sem técnica, berrando e chorando.

(Referindo-se a Cazuza)

Barata tonta

Cássia Eller

Essa coisa de birita com cocaína é muito ruim. Faz mal, deixa a pessoa agressiva. Depois de me tratar, passei a resolver problemas que antes eu não conseguia. Sempre fui a criançona da família. Mesmo com meu filho, quando ele se machucava eu ficava que nem barata tonta, chorando com ele no colo. Aí vinha a Eugênia, pegava a gente e levava para a clínica.

Capiau

Cássia Eller

Eu sou muito capiau, não sei me impor, não sei conversar nem resolver nada pela palavra. Sou horrível para explicar as coisas!

Saudosismo

Cássia Eller

Os anos 80 foram uma época que a gente nem curtiu direito, foram só 10 anos. Tenho a sensação que passou muito rápido. Tenho saudosismo, gosto de ouvir as coisas de que eu gostava quando tinha 20, 25 anos.

Drogas de presente...

Cássia Eller

Fumei meu primeiro baseado aos 20 anos, cocaína com 25. Resisti por muito tempo, mas quando comecei a cantar foi uma perdição total. Cantava em dois bares, ganhava umas drogas de presente.

Conselhos

Cássia Eller

Meu pai falava que as músicas que eu cantava não agradavam a ninguém. Ficava me dando conselhos para mudar o repertório.

Só saber de cantar..

Cássia Eller

Tinha 19 anos e só queria saber de cantar. Em 1986, formei uma banda e cantava em bar, com repertório de quem eu gostava, Beatles, Caetano, Luís Melodia, Gil, Barão Vermelho e Cazuza, principalmente. Também cantava o som dos caras de São Paulo, Itamar Assumpção, Arrigo Barnabé.

Sabotagem

Cássia Eller

Ela sintetiza o que é o show. Gosto de terminar o show com uma música que diz: 'Eu vou sabotar!'

Freira

Cássia Eller

Eu já quis ser freira. Fui muito religiosa até uns 17 anos. Ia à missa, ajudava na paróquia, já cantei em missa, sabia os hinos de cor. Mas depois virei atéia total. Não rezo mais, há muitos anos.