Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Famosas que sobreviveram ao câncer de mama

Enfrentar uma doença não é tarefa fácil, ainda mais quando se trata de algo com tantos estigmas ao redor como é o caso do câncer. Em outubro, espalha-se a mensagem da campanha Outubro Rosa, que visa conscientizar mulheres do mundo inteiro a respeito de autoexames, mamografia e demais procedimentos que podem ajudá-las a receber um diagnóstico precoce e, por consequência, maior probabilidade de cura. Para inspirar as milhares de mulheres que sofrem com essa difícil realidade, lutando diariamente contra sua doença, separamos algumas famosas que enfrentaram e venceram o câncer de mama. Acredite em sua cura!

Arlete Salles

A atriz, apresentadora, radialista e comediante Arlete Salles, conhecida por ter integrado o elenco da TV Tupi e novelas como Tieta, Porto dos Milagres e o divertido programada Toma Lá Dá Cá, descobriu ser portadora de câncer de mama por acaso, após fazer um autoexame. Após sessões de quimioterapia e cirurgia de retirada do tumor, Arlete foi dada como curada e alega que “nasceu de novo”.

Ana Furtado

Ana Furtado, casada desde 1999 com o diretor Boninho e apresentadora do programa "É de casa", nunca desacreditou de si mesma. Olhando em sua difícil situação uma oportunidade de recomeço, ela diz que o câncer foi um grande professor.

Antônia Frering

Antônia Frering, conhecida pela novela "Cobras e Lagartos", "Salve Jorge", "Toma Lá Dá Cá" e pelo filme "Se Eu Fosse Você", foi outra atriz vítima do câncer de mama que descobriu por meio do autoexame. Menos de uma semana depois de enviar o material para biópsia, recebera a triste notícia. A atriz optou por não comunicar seus pais, que souberam de sua doença apenas depois de Antônia estar curada.

Kathy Bates

Afetada por um câncer no ovário em 2003, a atriz Kathy Bates, do seriado americano American Horror Story (terceira temporada) e de filmes como "Louco de paixão" e "O dia seguinte", foi orientada a não revelar seu diagnóstico, como forma de proteger sua carreira. Porém, em 2012, descobrira que era portadora de câncer de mama no estágio dois e decidiu abrir o jogo. Kathy declara-se imensamente grata por ter vivido em uma época cujas pesquisas lhe permitiram a cura e sobrevivência!

Cynthia Nixon

A atriz de “Sex and the City” descobriu sua doença em 2006, passou por tratamentos de seis semanas e decidiu não tornar sua situação pública, comunicando apenas seus dois filhos e sua mulher, que ficaram em pânico. Cynthia revelara seu câncer apenas após estar curada, argumentando que “não queria paparazzis na porta do hospital”

Costanza Pascolato

A empresária e consultora de moda Costanza passou por não apenas um, mas dois cânceres de mama ao decorrer de sua vida: o primeiro em 1991 e o segundo em 2013. Em 2014, ela palestrou durante o São Paulo Fashion Week em prol da campanha Mulheres de Peito, que visava alertar o público feminino sobre o câncer de mama.

Elba Ramalho

A cantora paraibana levava uma vida saudável, com dietas vegetarianas e práticas regulares de Yoga. Em 2010, entretanto, surpreendera-se ao sentir sua voz mais grave, e quando analisou suas alterações de hormônios, viu-se pega por um câncer de mama ainda em seus estágios iniciais. Hoje, Elba Ramalho está curada e refere-se à doença como uma página virada.

Joana Fomm

Em 2007, o diagnóstico da atriz Joana Fomm, de "Dancin' Days", "Porto dos Milagres" e "Tieta" lhe rendera dupla mastectomia e cinco anos de afastamento na TV, por conta de cinco tumores nos seios. Hoje, ela está curada.

Sheryl Crow

Cancelando uma turnê na época, a cantora, multi-instrumentista e compositora estadunidense descobriu seu câncer em 2006. Seu diagnóstico foi precoce e Crow não precisou passar por sessões de quimioterapia.

Ruby Dee

Ruby, conhecida por seus papéis em filmes do famigerado cineasta Spike Lee, recebera diagnóstico de câncer maligno no ano de 1970. A atriz, escritora e ativista superou a doença e morreu apenas em 2014, aos 91 anos, de causas naturais.

Christina Applegate

Christina é uma atriz e dançarina reconhecida por indicações ao Globo de Ouro e pela conquista de um Emmy graças ao seu papel de atriz convidada na sitcom Friends. Recebendo seu diagnóstico em 2008, ela tivera que passar por uma dupla mastectomia, onde lhe foram retirados os dois seios.

Kylie Minogue

O diagnóstico da cantora, atriz e compositora australiana foi dado em 2005. Três anos depois, passando por radioterapias, quimioterapias e mastectomia parcial, a garota conhecida por seu talento mirim na televisão foi curada.

Shannen Doherty

A estrela de “Barrados no Baile”, comemora a vida a cada dia. Shannen recebeu seu diagnóstico em março de 2015 e enfrentou a mastectomia em 2016. Em 2018, reconstruiu seus seios por meio de intervenção cirúrgica.

Rita Wilson

A atriz de "Sintonia do Amor" e "Noiva em fuga" descobrira sua doença em abril de 2015, e após ser submetida a uma dupla mastectomia, sua luta contra o câncer de mama chegara ao fim. Segundo ela, esse obstáculo conseguiu aproximá-la ainda mais de seu marido, o também ator Tom Hanks.

Brigitte Bardot

A recusa ao tratamento é uma realidade, infelizmente, muito presente para mulheres que recebem o diagnóstico do câncer de mama. Este foi o caso de um dos maiores símbolos sexuais dos anos 50 e 60 - a cantora, atriz, ativista e modelo francesa Brigitte Bardot. De início, a garota acreditara que seu destino era morrer da doença, mas foi convencida por seus amigos a seguir orientações médicas, levando-a à plena cura.

Olivia Newton-John

Olivia encantou o mundo ao dar vida à Sandy no clássico Grease – Nos tempos da brilhantina. Aos 44 anos, porém, descobrira que estava sofrendo de câncer de mama, e atualmente, luta em prol da ampliação de pesquisas científicas que contribuam com o avanço da cura deste mal.

Wanda Sykes

A comediante, atriz e dubladora foi diagnosticada aos 47 anos, em 2011, e persistiu em seu tratamento. Ela alega que apenas está viva hoje porque recusou-se a ser infeliz e permitiu-se uma chance. Wanda integra hoje a lista das 25 pessoas mais engraçadas dos Estados Unidos, segundo o Entertainment Weekly.

Nancy Reagan

Em 1987, a ex-primeira dama dos Estados Unidos, Nancy Reagan (mulher de Ronald Reagan), foi diagnosticada com câncer de mama e submetida a mastectomia. Sua doença foi pautada abertamente e Nancy buscou incentivar outras mulheres a realizarem os exames de mamografia.

Shirley Temple

A atriz mirim que marcou época com seus personagens em “O Pássaro Azul” e “Princesinha” teve, em 1972, câncer de mama e tornou-se uma das celebridades pioneiras a trazer o assunto à tona. Alertando outras mulheres a irem ao médico e fazerem seus exames, Temple relatava que jamais perdeu a fé em Deus ou em seus médicos.