Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Carolina Dieckmann

Desde muito jovem na TV, Carolina Dieckmann coleciona sucessos em diversas novelas e personagens inesquecíveis para o público. A atriz além de bela, possui personalidade forte e não se esconde na hora de dar suas opiniões.

Sexo sem cotas

Carolina Dieckmann

Sexo pode ser muito necessário em determinados momentos. Em um mês a mulher passa por diferentes estágios, vai depender dos seus hormônios. Mas o casamento tem uma vida própria. Tem vezes que a pessoa transa sem querer tanto, só para satisfazer o parceiro. Em outras, você quer muito. Às vezes a gente pensa que vai ser só aquele sexo antes de dormir, mas acaba rolando algo diferente. Então, tem que respeitar o imprevisível em matéria de sexo, senão fica tudo premeditado demais. Tem gente que acha que precisa fazer sexo cinco vezes por semana. Para mim, sexo não tem que ter cota. Um casal que transa cinco vezes na semana não é necessariamente feliz.

Jornalista

Carolina Dieckmann

O jornalista tem um olhar atento e incansável sobre as coisas. Ele tem a capacidade de conversar com uma pessoa e ao mesmo tempo ficar ligado com o que está em volta. Eu não sou capaz disso.

Significado do amor

Carolina Dieckmann

Hoje, amor pra mim não significa só o que eu sinto pelo Tiago, mas pela nossa vida, nossa família, nossa relação, que eu acho do caralho. Nesse sentido, a distância traz outro ingrediente: não é só o amor e o sexo, é a saudade. Eu estou num momento mais madura, fiquei dez anos casada com o Tiago dormindo e acordando junto todo dia. Minha família faz um pouco essa piada agora, mas ainda é só piada.

Sentimento por Tiago Worcman

Carolina Dieckmann

É claro que existe o amor que um sente pelo outro, mas a gente também se interessa pela vida do outro, a gente rega a nossa plantinha todo o dia.

Maternidade

Carolina Dieckmann

Parei de ser bochechuda e meus seios diminuíram. Acho ótimo não ter peito. Dá a liberdade de não usar sutiã.

Terapia Bioenergética

Carolina Dieckmann

A bioenergética faz você se entender através dos sinais do corpo e expelir também. Toda vez que ficar com raiva, cuspa, não importa onde estiver. Não se deve engolir: eu não engulo.

Corajosa

Carolina Dieckmann

Raspei a cabeça por todas as pessoas que têm de fazer isso de verdade.

(Sobre sua personagem de Laços de Família que raspou a cabeça por conta do tratamento da leucemia).

Traição x lealdade

Carolina Dieckmann

A lealdade é o bem mais precioso que podemos dar para uma pessoa. Então, a traição pode ser perdoável, possível e até necessária, desde que não quebre a lealdade, não exponha o parceiro nem interfira no casamento. Se a traição for motivada apenas pela necessidade de expandir a imaginação, algo que seja desculpável por você mesmo e que não quebre o compromisso na relação, você só está resolvendo um problema seu. Não é justo atrapalhar uma relação por causa de um desejo latente, que não cabe no sexo do casal. A gente fala que em quatro paredes vale tudo, mas quem disse que a gente tem coragem de satisfazer todas as nossas vontades? Às vezes existem coisas que você não pode viver com seu parceiro mas, ao mesmo tempo, seu relacionamento é tão mais importante que não vale a pena jogar tudo fora por causa de uma escapada. Em determinados casos, a traição pode salvar o relacionamento da pessoa, que está arrumando uma maneira de continuar junto e ser feliz, sem culpa. Mas tem que ser leal. Não acho legal quando o cara tem uma amante de quem realmente gosta e com quem vive uma relação paralela.

Eu gosto de sexo

Carolina Dieckmann

Não parei de tirar fotos para o meu marido por causa disso [depois do vazamento de fotos nuas], não mudou a minha vida. É uma coisa que não tem um peso maior nem menor que nada. Claro que eu gosto de sexo. Tem gente que não gosta? Não é o meu caso.

Orca assassina

Carolina Dieckmann

Sempre fiquei linda de noiva nas novelas. Mas na vida real, quando me casei, estava uma orca assassina.

Cara limpa e lavada

Carolina Dieckmann

Rímel é a única maquiagem que curto usar. Mas de vez em quando uso um blush cremoso para tirar o abatimento. Batom eu não suporto. Na real, não gosto muito de maquiagem, parece que tem uma placa impedindo a pele de respirar. Prefiro esfregar uma bucha no rosto e ficar com aquela sensação de limpeza.

Meu trabalho é atuar

Carolina Dieckmann

Se estou mal humorada, não disfarço. Meu trabalho é fazer novela, teatro, filme. Não é ficar sorrindo por aí o tempo todo.

Sexo sem amor

Carolina Dieckmann

Eu não sou uma pessoa sensual, sexual, do sexo pelo sexo. Acho o amor a melhor parada. Sexo com amor é imbatível. Não acho a menor graça em sexo casual. Amar alguém, chegar ao clímax juntos, isso é a melhor coisa da vida. Deve até ter uma graça no sexo casual, mas quando você ama... E eu amo desde que sou muito jovem.

Separação dos pais

Carolina Dieckmann

Quando meus pais estavam para se separar, minha casa pegou fogo. Eu tinha 11 anos e perdemos tudo da noite para o dia. Naquele momento a decisão deles foi toda voltada para a família. Eles continuaram morando juntos durante muito tempo porque não tinham condições de se separar naquele momento.

Sincera

Carolina Dieckmann

Se eu não falar em cima do lance, já era. Geralmente nem me lembro depois, não sou dessas que deixam ficar fermentando o sentimento ruim.

Cantadas no meio da rua

Carolina Dieckmann

Para que serve aparecer de calcinha e sutiã, toda gatona? É para levar umas cantadas no meio da rua! Mas dificilmente acontece comigo.

Sensação de medo

Carolina Dieckmann

Não gosto da sensação do medo, me sinto fraca. Nunca deixei de fazer coisa nenhuma, de sair em algum horário por causa de violência. Já fugi de um assalto uma vez, e deu certo. Eu pisando tudo, o velocímetro a 210, fugindo de um Santana Quantum. Sabe o que meu ex-marido fez?
Eu com o pé no fundo e ele rezando uma Ave Maria, abaixado dentro do carro. E eu dirigindo! A 210 por hora! Se passasse alguém na frente, morreu, acabou, entendeu?

Menina loura e de olho azul

Carolina Dieckmann

Só me vi bonita mesmo depois que raspei a cabeça. Percebi que havia uma saída para aquela menina loura e de olho azul. A partir daí, comecei a achar que tinha o poder de seduzir alguém. Adoraria que alguém me mandasse raspar a cabeça de novo!

Ser famosa

Carolina Dieckmann

O fato de você ser famosa, você tem que estar com um corpo de blogueira fitness. Eu não sou. Sou uma mulher normal, com dois filhos.

Sonhos no Brasil

Carolina Dieckmann

Tenho muitos sonhos no Brasil. Me sentir representante do meu país é mais forte que ser mundialmente conhecida. Gosto de ser uma atriz brasileira, embora possa fazer trabalhos fora.

Academia

Carolina Dieckmann

Academia é uma coisa que não faz parte da minha vida. Vivo chutando o pau da barraca. Me angustia muito estar em um lugar em que as pessoas só estão pensando no corpo.

Vegetariana de ocasião

Carolina Dieckmann

Fiz uma breve tentativa de ser vegetariana depois que li um guia de alimentação saudável chamado Magra & Poderosa, que fala das vantagens da dieta vegan. Fiquei horrorizada quando soube dos horrores sofridos pelos animais abatidos. Deixei de comer por um curto momento, sem contar para ninguém. Mas não consegui. Então eu não deixei de comer carne, mas diminuí o consumo. Bacon, por exemplo, eu cortei. Frango, só como orgânico. E peixe o Tiago traz de Búzios num cooler.

Fora dos padrões

Carolina Dieckmann

Quando estou muito arrumada, quase sempre fujo do padrão do meu marido. O Tiago gosta de me ver ao natural. Ele adora que eu saia com uma camisa dele. Se ele tiver dormindo com uma então, fica nas alturas. Como eu não sou uma mulher de me arrumar muito na minha vida real, sou muito moleque, não tenho por que ficar me arrumando toda e me sentindo "A" sex symbol. Não persigo esse negócio de ser mulher-fatal. Quando faço uma foto, todo mundo se ocupa em me transformar numa sex symbol. Mas isso não sou eu. E passo de superstar a horrorosa em cinco segundos.

Atuar é mentir

Carolina Dieckmann

Tudo a respeito do personagem está dentro do texto. Por isso, acho que fazer laboratório é um pouco estranho, porque tira um pouco a assinatura do ator. A não ser que seja um papel muito técnico, como é o caso de um cirurgião, que precisa saber como segurar um bisturi. Atuar é mentir. Ponto. Não é saber operar.