Seu Eterno Namorado

Querida,

O teor desta carta talvez para você possa ser uma grande surpresa. Entretanto neste momento escrevo o que sinto em meu coração. Com a proximidade do Dia dos Namorados, a chama da lamparina reavivou e inspirou-me a confessar que ainda te amo demais.
A cada período da nossa vida, depois de tanto tempo, percebo o quanto é grande o amor que nos levou ao altar. Você que vive assoberbada, com essa vida de jornada dupla, talvez nem sinta, que quando chego a noite, depois de um dia trabalhoso e cansativo, não lhe dou toda a atenção que você merece.

Mas nesta data especial, temos que prestar mais atenção, olhar bem um para o outro e sentir que nos amamos, que para ser feliz basta o amor, esse sentimento grande e puro que nos conserva juntos, ligados, apesar da vida dura. Só mesmo um amor muito grande e sincero pode segurar.

Agora, serei mais romântico pois ainda te quero muito. Adoro seus olhos, sua linda boca e esse corpo sensual que desabrochou com a maturidade. Sinto por você o mesmo desejo de nossa lua de mel, quando começamos a explorar nossos corpos e nossa sexualidade juvenil. Enfim querida, descobri que te amo demais. O clima do Dia dos Namorados sempre reaviva os grandes amores.

Beijos!