Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Dennis DJ

O produtor musical Dennis DJ conquistou o Brasil ao combinar funk e música eletrônica para criar sucessos que embalam as melhores festas e baladas. Com mais de 20 anos de carreira, o artista tem diversos hits de sucesso em parceria com funkeiros e outros músicos. Leia suas frases e inspire-se!

30/07/1980
continue lendo
Compartilhar

O porquê do seu sucesso

“Acho que esse estilo de música que eu estou fazendo trouxe a família mais pra perto. Músicas tranquilas de escutar, sem conotação pesada, acho que está bem bacana.”

Diferencial do Dennis DJ

“Tem a vibe, né. A diferença é a pulsação, do beat que a gente faz, a mistura do funk, com o sertanejo, com a música eletrônica. Essa mistura louca aí que a galera está gostando muito.”

Influências musicais

“Na verdade a minha influência é a música brasileira. Desde criança, escutava de Jorge Ben a sertanejo, sempre fui criado ouvindo isso. Tenho influência no dance music e no funk internacional dos anos 80 e 90. Eu sou um cara eclético, misturo tudo porque não tenho preconceito com nenhum estilo musical. Eu gosto de todos os estilos porque música pra mim não tem cor, não tem idade. Por isso que misturo funk com eletrônica, funk com sertanejo, funk com forró e faço uma mistura bem brasileira.”

Sonho de criança

“Em 94, com 14 anos de idade, comecei a fazer festas. Do lado da minha casa, tinha um baile funk, um clube que todo sábado tinha uma festa e eu acabava ouvindo de casa aquele barulho todo. Até que criaram uma matinê e minha mãe me levava e eu fiquei encantado quando entrei no baile e vi um monte de caixa de som, o DJ tocando os discos. Eu ia todo final de semana, e eu não fazia nada ficava só do lado do DJ e ali surgiu o interesse em seguir a profissão.”

Humilde

“O funk não tem dono. Eu sou mais um operário que faz a coisa andar. Tem muitos nomes influentes que, de repente, não são nem conhecidos no Brasil e que fizeram a coisa acontecer. Tem o DJ Marlboro, MC Neném, MC Mascote, o Claudinho & Buchecha, a galera que começou a nacionalizar o funk que até então era internacional.”

 

Invenção da internet

“Isso veio pra salvar o mundo. Hoje o YouTube é a nova TV Globo. Dependendo do conteúdo que você manda, você tem o resultado. A internet foi uma invenção maravilhosa, a internet veio pra estragar algumas coisas, mas veio pra ajudar muito também, porque hoje [a internet] está alimentando muita gente. Antes, você dependia das gravadoras, agora é o contrário. Hoje as rádios estão vendo quais são as 50 primeiras do Spotify, os 10 primeiros clipes do YouTube, e aí traz pra TV pra tocar.”

Funk versão light

“Eu tenho um público muito diverso, que vai de 0 a 80 anos. Eu atinjo todas as idades, então eu não fico focado só em um público. Eu falo com um público geral. E aí, se você deixar a música muito pesadona, no meu caso, pra divulgar, ai não dá. Pra eu tocar, pra eu fazer parte do meu projeto, não dá. Hoje eu tenho que pensar na light. Porque assim, a galera mais velha até dá aquela zoada, mas, não vai botar dentro de casa pra ouvir. O adolescente vai. Então eu tento manter essa galera toda em harmonia.”

Frases de Mc Loma

Funk paulista

“Eu vejo esse movimento como uma renovação. Acho que foi muito importante pro mercado do funk ter essa outra visão, de uma galera que tem uma outra cabeça, que não tem a informação que a gente tem no Rio. Eu acompanho o funk desde que o funk não era nem nacional, era só o Miami Bass. Eu fui um dos primeiros DJs a tocar funk em SP.”

Malandramente: estouro internacional

“Uma coisa que eu boto na cabeça deles é o pé no chão. Eu falo que o ‘Malandramente’ é uma música que só aparece a cada dez anos, uma música pra fazer o crossover que ela fez, é difícil. Ela atacou até quem não gosta do funk, mas gosta do Malandramente. Isso não é fácil. Eu falo pra eles: ‘Não pensem que a próxima música vai ser igual a essa’. O tempo todo eu falo pra não frustrar os caras, porque eu já estou acostumado com essa rotina. Trabalho nisso há 20 anos. Eu estourei inúmeros artistas e músicas, e já sou calejado nessa história.”

Nunca desista dos seus sonhos

“Hoje eu tenho uma carreira. Por isso que eu falo, pra você não desistir, porque Deus sabe a hora certa. Se ele não te deu ainda a oportunidade, porque ainda não é o momento. E eu acredito também que se eu tivesse o sucesso que eu tenho hoje, há 10 anos, eu não teria a maturidade que eu tenho hoje. Eu tenho certeza que eu não ia conduzir a minha carreira, a minha vida profissional como eu sei conduzir hoje. De tudo: administrar a grana, a fama, tudo isso. Acho que Deus sabe a hora de te dar o sucesso. Por isso que você não pode desistir. Você tem que tentar, tomar as porradas, porque é a porrada é que vai te deixar forte, e vai te ensinar também.”

Tudo tem a hora certa

“Muitas vezes eu tive chance de estar há muito tempo no funk, de ver muita gente errando. Eu observei bastante e pensei ‘Já sei como é o errado, eu vou tentar não fazer errado e seguir meu caminho’. Vim tentando!”

Mudou o cenário da produção do funk

“Sempre faltou isso no funk, essa organização, a entrega, o compromisso mesmo, porque a maioria dos artistas de funk não se preocupam com o grande consumidor. A maioria vem de comunidade, é educação mesmo. Com o tempo ele vai adquirindo isso, mas esse tempo é um grande erro. Tem um timer ali, é naquela hora que ele tem que mostrar a que veio, e aí deixa passar, e quando aprende, infelizmente está tarde demais.”

Como define quando produzir um artista

“Acho que música não tem peso, idade, não tem cor. Eu vou pela voz da pessoa, pelo timbre, acho que é o que mais me chama a atenção. Quem não conhece o Mr. Catra? Porque a voz é inconfundível. Eu gosto de vozes diferentes, porque se chama a minha atenção, também vai chamar a atenção de todo mundo.”

Objetivo alcançado

“Eu queria ser uma pessoa conhecida. Nunca fiz questão de ser ‘famosão’, mas pro trabalho que eu quero desenvolver, eu tenho que ser reconhecido, pra eu ter público, tenho que ter seguidores pra que isso venda ingresso e pra que o contratante queira me levar. Esse é o meu trabalho!”

Enquanto apenas produtor

“O que mais me irritava era a ingratidão das pessoas. O pessoal não dá nem um obrigado. Você estoura, você faz a música pro cara e não ganha nem um ‘Obrigado’.”

Direitos autorais

“O controle não tem como ter, mas a gente está esperando a melhora de tudo. Isso é uma incógnita e o pessoal está sempre lutando, mas está rolando. É uma fonte também. Eu já escrevi muitas músicas, escrevo até hoje. A maioria das músicas que eu escrevo são próprias. Sou um compositor que não tem músicas prontas.”

Frases de Mc Kevinho

Artista dos sonhos

“Quando eu comecei com tudo isso, eu pensei alto. Dei uma de maluco, pensei: ‘Vou fazer as participações e sair convidando todo mundo’. Saí chamando todo mundo, fiz uma lista: Ivete Sangalo, Seu Jorge… mandei e-mail pra todo mundo, mas só o Toni Garrido me respondeu. Aí foi o meu primeiro feat. Mas a Ivete é um sonho”.

fechar