Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Fátima Bernardes

Uma das figuras mais respeitadas e de maior credibilidade na Televisão Brasileira. Com sua competência se consagrou apresentando o Jornal Nacional por 13 anos e atualmente mostra que é plurivalente no comando do programa Encontro.

17/09/1962
continue lendo
Compartilhar

E a decisão de fazer merchandising no programa, como foi?

Fátima Bernardes

Desde o início, nós achávamos que um ano era o prazo mínimo pra fazer o programa sem merchandising, até a engrenagem afinar. A partir dali, a gente poderia ver como é que ele poderia entrar, e tá entrando. Tem o Itaú, tem a própria Seara, tem alguns que são esporádicos, tem alguns fechados pra pós-Copa. E fizemos ações que agregam informação.

Erros

Fátima Bernardes

Detesto trocar o nome do entrevistado porque você passa o programa inteiro conversando com a pessoa. E, em um ato falho de um segundo, você erra e não pode. Eu fico me flagelando. Isso me constrange, me deixa muito aborrecida

Troca de nomes

Fátima Bernardes

Ele era um artista que tinha um respeito incrível pelo programa, e a gente pode melindrar algum fã. A ideia era só fazer uma homenagem. A gente não se permite o erro, e já errei outras vezes no programa, embora eu saiba que todo mundo erra. Mas como esse foi o mais recente, fica como a pior.

(Sobre trocar nome de Cristiano Araújo).

 

Namorar ninguém do trabalho

Fátima Bernardes

Dizia que nunca ia namorar ninguém do trabalho, mas aconteceu. Não dá para dizer dessa água não beberei. Tenho 24 anos de casada, mas no início não foi fácil contar para as pessoas, você fica meio insegura. (Sobre assumir o relacionamento com William Bonner)

O que a tira do sério?

Fátima Bernardes

Não sou de estourar. Mas, detesto, por exemplo, sentir fome. Brinco que o programa nunca poderia ir até às 12h30, porque iria me pegar em um momento de horror. Agora, me causa indignação a falta de educação no trânsito, as pessoas não terem o mínimo respeito pelo outro. Ah, outra coisa que me tira do sério é a TPM. Coitado do William. Fico chata, irritadiça, choro mais. Até as pessoas em volta devem notar.

Como é ser mãe de três filhos adolescentes

Fátima Bernardes

Estou começando a aprender. Eles não estão ainda na fase de balada, têm as reuniões, que chamam de ‘social’, na casa de amigos. Acho ótimo, é melhor do que boate, primeiro porque eles ainda não têm idade para isso. Lá em casa é assim, o que é permitido é permitido, o que não é, sabem que não há negociação. Daqui a pouco vão fazer 18, tirar carteira, então começará a fase que vai me preocupar. Mas são muito tranquilos. Vinícius já namora há mais de um ano. As meninas, ainda não.

Como vê sua trajetória?

Fátima Bernardes

Surpreendente. A tendência é acharem que você deu sorte ou foi simples. Comecei como todo mundo, fiz concurso para a Globo, me dediquei, ralei muito. Acho que tudo veio a seu tempo. As pessoas falam de crise dos 40, 50, acredito que tive a dos 45. Ali me dei conta que estava há 10 anos no JN. Me questionava quanto tempo ainda continuaria com a mesma disposição. Não sabia responder. Lá fiz tudo, eleições nacionais, internacionais, eventos esportivos, ancoragens de grandes tragédias. Então, comecei a pensar que poderia tentar outra coisa.

27 anos de Globo

Fátima Bernardes

Em alguns momentos, me acho melhor agora do que antes. Mas, apesar dos avanços tecnológicos na área de beleza, é uma guerra que não tem jeito. Preciso é ficar o melhor possível para a minha idade. Faço botox há 10 anos, mas sempre suave. Quando sentir necessidade, farei plástica. Não sou contra. Por enquanto, estou bem assim.

Fátima de hoje x Fátima mais nova

Fátima Bernardes

Mais nova, você tem inseguranças. Hoje, não tenho todas as certezas, mas, diante de dificuldade, acabo contornando. Muita coisa não mudou, como a inquietude, que me ajudou a trocar o jornalismo pelo entretenimento, o olhar sempre brilhando e também não medir esforços. Comecei aos 16, 17 anos, na dança, poderia estar aposentada pelo período de contribuição, mas sou apaixonada pelo que faço.

Sempre me cuidei

Fátima Bernardes

O segredo deve estar na genética. Fora isso, sempre me cuidei e acho isso reflete agora. Desde sempre, preocupe-me com a alimentação, cuido muito bem da minha pele e faço atividades físicas até hoje.
(Sobre sua aparência)

Sente-se totalmente confortável hoje na atração?

Fátima Bernardes

Já aprendi muito, mas ainda estou me descobrindo com o perfil de poder dançar, brincar com os colegas Marcos Veras e Lair Rennó no ar. Não é uma guinada fácil. Mas acho que a atração vive um grande momento e tem coisas emocionantes. Um dia, ouvi da mãe de um autista que eu e o Encontro transformamos a vida dela e do filho com programas sobre o assunto. Foi um enorme presente para mim. Os temas não são fáceis. Até que ponto quem não tem nada a ver com o problema quer ser cutucado? Tentamos mostrar a importância de informar sobre essas questões tão duras.

fechar