Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up
Foto de bola de futebol

Frases de Jogadores de Futebol

Reviva o melhor do futebol brasileiro com essas frases que expressam um pouco de cada jogador e que os deixaram mais evidentes na sociedade, mostrando um pouco mais da personalidade de cada um! Seja do Neymar com a sua confiança de ser o melhor jogador, Pelé que ama seus fãs por onde passa, por mais que há preconceitos, Kaká que enfrentou desaprovação devido a sua religião. Todos já passaram por inúmeras críticas que bateram na trave e elogios. Por mais difícil que seja lidar com a mídia, eles sempre reforçaram que o importante era continuar e não se importar com comentários de mau gosto. Confira as melhores frases de cada um e veja o que eles têm a mostrar!

Vida eterna

Pelé em entrevista ao UOL Esportes

Foto do pele

"Pelé é (imortal) mesmo. Mas o Edson vai morrer qualquer dia".



O nome dele sempre vai estar vivo na boca do público, mas seu corpo um dia morrerá.

Política

Pelé em entrevista ao UOL Esportes sobre a Lava Jato

"Ainda tentei explicar, como estou explicando aqui. Alguns anos depois, todo mundo disse: 'Bem que o Pelé falou certo, bem que o Pelé tinha razão'. Que é uma coisa que até hoje nós estamos vivendo, que nós estamos vivendo na política".



O Pelé já dizia que tudo que está acontecendo hoje, um dia ele já tinha dito que tudo isso iria acontecer e está acontecendo.

Eleições

Pelé em entrevista ao UOL Esportes sobre a Lava Jato

"Pelé disse que brasileiro não sabe votar".



Nós não sabemos decidir quem está no poder, as pessoas não se informam, só votam e depois se arrependem em ver a maneira como se caminha o poder dos políticos na política.

Gosta de natação? Leia essas frases!

Raça

Pelé em entrevista ao UOL Esportes

"Não me aborrece. Porque eu nunca entendi isso. Minha cor é negra, não amarela, não sou japonês. Não sou branco, não sou loiro. Então, tudo o que eu procurei fazer, dentro das coisas honestas, é defendendo a minha classe, a minha cor, defendendo a minha família. Então eu nunca me preocupei com isso".



Ele não entendia o porquê da diferença entre os seres humanos, o pensamento dele e que todos somos iguais e ele defende esse pensamento de uma forma que proteja as pessoas a sua volta.

Orgulho de sua cor

Pelé em entrevista ao Uol Esportes

Foto do pele

"E tudo o que eu faço, não faço vestido com um capuz branco ou com a cor branca. Eu faço com a minha cor. Entende? Então eu já ouvi falar um monte de coisa, que eu acho que é normal. Já ouvi falar um monte de coisas de artistas também. Pessoa comenta, mas essa coisa nunca me preocupou, porque eu sei o que estou fazendo".



Ele simplesmente aceita quem ele é e mesmo as pessoas com seus preconceitos, ele não liga, porque ele vê o que não e normal e o preconceito das pessoas.

Um cara legal

Pelé em entrevista ao UOL Esportes

"Quando eu saio para viajar com a família, quando eu estou em qualquer lugar, graças a Deus que o pessoal ainda está procurando, e não estão fugindo. Pior era se eu chegasse e falasse: ‘Chegou esse cara chato, vamos embora’. Acho que Deus está sendo bom comigo, porque graças a Deus eu ainda tenho boa aceitação".



Pele gosta desse jeito das pessoas sempre reconhecerem ele, muito melhor do que não ser reconhecido.

Melhor gol

Messi em entrevista ao Terra Esportes

"Já disse muitas vezes, o de Roma de cabeça na final [da Champions League] contra o Manchester [United]".

Messi já fez muitos gols em sua carreira, mas ele classifica o melhor, gol de cabeça no jogo Champions contra Manchester.

Defesas mais difíceis

Messi em entrevista ao Terra Esportes

Foto do messi

"Não saberia dizer nenhum concretamente. Mas houve equipes difíceis, como os ingleses que foram muito físicos e fortes, o futebol se torna mais tático e duro".



Messi considera os ingleses mais fortes, pois o futebol deles é tático e acaba sendo mais difícil a defesa.

Melhor rival

Messi em entrevista ao Terra Esportes

"A seleção espanhola. Jogamos um amistoso no estádio do Atlético, com Maradona de técnico antes do Mundial de 2010, que eles venceram. Foi uma das partidas que o rival mais me surpreendeu".



Seleção espanhola foi o que mais surpreendeu o Messi em questão de achar que foi o melhor rival.

Casar virgem

Kaká em entrevista ao Sport TV

"Hoje, eu faria diferente. Tem algumas coisas que hoje, principalmente com rede social, com essas plataformas em que você é o comunicador e acaba atingindo um número grande de pessoas, a gente deve realmente manter a privacidade. Não me arrependo da forma como cheguei ao meu casamento [virgem], mas hoje é uma coisa que eu me resguardaria um pouco mais, para me preservar de especulação ou brincadeiras, coisas que realmente são desnecessárias."



Kaká se incomoda um pouco com as brincadeiras feitas em questão de ele ter casado virgem, acha desnecessário. Não é algo que deve ser motivo de especulações ou brincadeiras.

Compartilhe curiosidades sobre a copa do mundo

Sucesso na carreira

Kaká em entrevista ao Sport TV

"Cheguei muito mais longe do que eu poderia imaginar. Na minha ideia, na minha cabeça, eu queria ser jogador profissional do São Paulo e vestir a camisa da seleção uma vez que fosse. Eu nunca sonhei em ser o melhor jogador do mundo, por exemplo, mas as coisas foram acontecendo e chegou um momento que dava para sonhar. Sou muito feliz, muito grato com a minha carreira. Se eu pudesse planejar como seria a carreira ideal, eu tiraria algumas lesões, principalmente joelho e quadril, e colocaria alguns anos na Premier League, jogando por lá."



Kaká no futebol foi uma pessoa realizada. Jogou e vestiu a camisa dos times que sempre desejou. E ser o melhor do mundo foi uma consequência.

Minha religião

Kaká em entrevista ao Sport TV

Foto do kaka

"Eu sempre falei da minha fé, sempre foi público, porque eu não conseguia separar o Kaká pessoal do Kaká profissional. Isso acabou sendo uma grande virtude para mim. Porque as pessoas que me veem aqui, falando, vão saber que é a mesma pessoa que está ali atrás fora das câmeras. Isso acabou me ajudando muito. Sempre tive algumas oposições, algumas críticas em relação a isso. A escolha que eu fizesse, eu seria criticado por algumas pessoas. E aí, por que eu quero ser criticado? É a escolha que a gente tem que fazer. A crítica vai vir de qualquer jeito. Ou porque é festeiro, ou porque não sai nunca. E nesse caso valeu a pena, porque era quem eu era, quem eu sou. E para mim sempre foi muito fácil falar sobre isso, porque é o que eu realmente sou. E quanto aprendi escolher pelo que eu queria ser criticado, ajudou bastante."



Kaká não ligava de ser criticado pela religião dele, ele preferia até a ser julgado ou criticado por algo que ele não era.

Jornalistas esportivos

Kaká em entrevista ao Sport TV

"É muito ruim pegar o jornal e ler uma crítica. Jogador de futebol gente cresce aprendendo que jornalista é traíra. O dia que eu entendi que jornalista podia ser meu amigo, foi uma libertação. Muitas vezes a crítica que fazem a você, e a que mais incomoda, é a que tem um fundo de verdade. E aí tem outro lado que é o da mentira. Esse incomoda muito, incomoda mais. E é ruim quando você levanta de manhã, pega o jornal e tem lá uma nota ruim, crônica, atuações, isso incomoda muito. Passei três anos em Madri apanhando muito. Fiquei muito escolado."



Kaká se incomodava com os jornalistas, achava ruim sempre se deparar com notícias ruins ou que tinha alguma crítica que no fundo ele sabia que era verdade.

Em campo

Gabriel Jesus em entrevista ao Globo Esporte

"Eu gosto sempre de ajudar minha equipe ou fazendo gols, que é o que tenho que fazer dentro de campo. E quando você não faz gol, infelizmente ninguém percebe as outras coisas. Óbvio que eu quero fazer gols, mas eu sempre fui de ajudar, de dar piques, de dar um carrinho, de brigar... E quando você não faz gol isso fica mais claro. Se você faz gols acaba escondendo isso, porque o gol chama muito mais atenção que isso. E infelizmente na Copa eu não fiz gol, uma coisa que me incomodou muito".



Jesus se incomoda da forma que as pessoas cobram apenas um gol e não vê o jogo pelo um todo, se você faz gol você é lembrado, porém você as pessoas não vão reconhecer seu esforço no jogo por inteiro.

Descubra curiosidades sobre as olímpiadas

Viver os sonhos

Gabriel Jesus em entrevista ao Esporte Espetacular

"Por muita coisa que eu vivi tanto no Brasil nos dois anos que vivi no Palmeiras que foram intensos. Na seleção foram intensos os anos que vivi lá, que estou vivendo. Já estou completando três anos de seleção. Parece pouco, mas já vivi tanta coisa. Acredito que em questão de idade às vezes esquecem, mas quero sempre estar trabalhando tranquilo e realizando os meus sonhos."

Jesus vive os 3 anos mais intensos na seleção Brasileira.

Críticas e Expectativas

Gabriel Jesus em entrevista ao UOL Esportes

Foto do Gabriel Jesus

"Muitas críticas não vêm para te jogar para cima. É tão pesado às vezes ver pessoas criticando, sejam elas famosas ou jornalistas; ou até mesmo fãs ou amigos. Às vezes, parece que não querem ver a pessoa evoluindo pessoalmente e profissionalmente, sabe?"



Críticas normalmente são sempre pesadas e a visão do Jesus é que parece que as pessoas não querem ver a evolução do próximo.

Desejar o bem

Gabriel Jesus em entrevista ao UOL Esportes

"Não tenho ódio. Essa palavra nem existe no meu vocabulário. Aprendi isso com a minha mãe e vi a vida também me ensinar a ser alegre e querer o bem do próximo. Isso faz a diferença na minha vida"

Jesus aprendeu que não deve sentir odeio e sim, só desejar o bem que e o que faz diferença na vida dele.

Espalhando amor

Gabriel Jesus em entrevista ao UOL Esportes

"Não precisa ir contra a pessoa, mesmo se você não gosta dela. Eu sou deste tipo de sempre querer o bem das pessoas, querendo vê-las progredir na vida profissional e pessoal. Se as pessoas tentassem tirar o rancor e o ódio, iriam viver mais felizes, as coisas dariam mais certo. Por isso as coisas na minha vida dão certo."



Jesus diz que o que faz as coisas na vida dele dar certo, é viver sempre querendo o bem do próximo. Se todos não tivessem ódio e nem rancor elas viveriam com as coisas na vida dando certo.

Saiba quais são os maiores ídolos da formula um

Início de carreira

Cristiano Ronaldo em entrevista para Sacoor Brothers

"A sorte é importante, mas não julgo que seja o fator mais importante. Obviamente, o conselho que daria a um jovem que estivesse a começar é que acredite nos seus sonhos, que trabalhe, que seja ambicioso e que quando tiver a sua oportunidade, que a agarre bem. Muitos têm uma oportunidade, alguns não têm, outros têm mais que uma vez, por isso aquilo que eu digo é, a oportunidade que tiver, que a agarre com unhas e dentes e que acredite em si".



Cristiano aconselha a sempre acreditar em seus sonhos e não deixar passar as oportunidades que tiver na sua vida.

Fãs

Cristiano Ronaldo em entrevista ao El País

Foto do Cristiano Ronaldo

"Ando de cabeça erguida, sei que as pessoas gostam de mim”.

Sempre estou bem porque ele tem a certeza que as pessoas gostam dele.

Amigos no esporte

Cristiano Ronaldo em entrevista ao El País

Poderia lhe dizer que sim… Vejamos, não é que não se façam amigos, eu os tenho, mas não negarei que é um mundo difícil. É como se você perguntar a uma modelo se ela tem muitas amigas modelos. Poderia dizer que sim, mas na verdade pouquíssimas vezes ela estará jantando em sua casa com modelos como ela.

Cristiano diz ter amigos do esporte, mas diz não ser todos, que não é um padrão ter amigos só de sua profissão.

Imagens dos jogadores

Ronaldo Fenômeno em entrevista para Veja

"Criou-se a ideia de que jogador ganha muito dinheiro, quando na verdade é a ponta que menos ganha. Direitos de TV e patrocínios estão sendo negociados por 500 milhões de libras. Para ir à Copa do Mundo, o jogador não ganha um centavo, enquanto a FIFA ganha 5 bilhões de dólares. Quando o Neymar foi vendido, todos ficaram assustados com os valores, mas se alguém pagou é porque sabe que vai ter retorno muito maior".

Ronaldo diz que a ideia de que o jogador ganha muito dinheiro é algo criado pelas pessoas, mas ninguém sabe que as empresas por trás é o que ganha muito mais.

Foco

David Beckham em entrevista à revista britânica GQ

“Eu digo às crianças que elas precisam fazer escolhas, e às vezes abrir mão de algumas coisas. Se seus amigos estão saindo na sexta à noite, talvez você não possa. Talvez você vá praticar tênis no dia seguinte ou estar no estúdio cantando... É aí que seu foco precisa estar.”

Beckham aconselha ter foco em seus objetivos e tudo depende de você e de suas escolhas.

Um jogador de sucesso

David Beckham em entrevista à revista britânica GQ

Foto do David Beckham

“Tudo o que eu sempre quis foi ter sucesso como jogador de futebol. Obviamente, sempre fiz coisas fora do jogo e fora da minha carreira no esporte que eram um pouco diferentes para a época”.

Beckham sempre quis ser um jogador de sucesso o que foi realizado, porém ele procurava fazer outras coisas, além disso.

Seu futuro

David Beckham em entrevista à revista britânica GQ

“Comecei a focar [em novos projetos] e, em seguida, comecei a olhar para o final da minha carreira e o que ia fazer, montar um time e, em algum momento, possuir minha própria equipe e possuir meu próprio escritório, além de poder controlar tudo que acontece ao meu redor...”

Beckham planeja em ter seu escritório e sua equipe, algo bem fora do futebol.

Relacionamento Familiar

Ronaldinho Gaúcho em entrevista para a Revista Raça

"É maravilhoso para mim ter o privilégio de ter meu irmão como meu pai, meu irmão, meu empresário, meu tudo. A minha irmã que quase sempre morou comigo, a minha mãe que sempre esteve muito próximo. A família sempre foi muito importante para mim, sempre fomos muito unidos."



Ronaldinho se orgulha de ter seu irmão como pai e diz que a família é muito importante pra ele e que eles sempre foram unidos.

Aprenda sobre a filosofia do Surf

Tom da pele

Ronaldinho Gaúcho em entrevista para a Revista Raça

"Graças a Deus nunca sofri preconceito por ser negro, ou por ter o tom de pele diferente da deles. Graças a Deus não sofri nenhum tipo de discriminação. Eu vim de um bairro onde havia muitos negros e sempre me dei bem com todos os meus amigos."

Ronaldinho diz nunca ter sofrido preconceito por ser negro, sempre se deu bem com seus amigos.

Inspiração para crianças

Ronaldinho Gaúcho em entrevista para a Revista Raça

FOTO DO Ronaldinho Gaúcho

"Eu me sinto mais que lisonjeado. Sinto-me muito orgulhoso de saber que as crianças negras têm um personagem negro nas historinhas para se inspirarem. Eu fico muito feliz de saber que as crianças olhem e imaginem que se elas se dedicarem podem ser felizes na profissão assim como eu sou."

Ronaldinho fica feliz de ser alguém que as crianças se inspiram e muito mais por ser um negro e mostra que se você se dedicar, você também tem lugar na profissão.

Vida X Futebol

Neymar Jr. em seu Twitter

"Momento de dificuldade todos nós passamos, e no futebol é igual. É um ciclo, a bola é redonda. Em um dia está tudo bem, e no outro mal".

Neymar compara o futebol com a vida, que tem dias bons e ruins, vai sempre girar igual a bola.

Origens

Romário em entrevista ao UOL Esportes

“Era um time de amigos, familiares e parentes. Tudo mundo que morava ali na Vila da Penha se envolvia. Os jogos eram aos domingos e as pessoas iam com a família ao campo para torcer pelo Estrelinha. Eram dois times, o A e o B. Um total de uns 30 moleques. Dali para frente comecei a jogar e nunca mais parei".



Romário começou a jogar no seu bairro. Levou como tradição a todo domingo jogar e as famílias sempre compareciam.

Um ícone

Neymar Jr. em seu Twitter

"Eu sei o que eu represento para o futebol."

Neymar confia no seu potencial dentro do futebol.

Versão original

Neymar Jr. em seu Twitter

Foto do Neymar Jr

"Tenho o meu jeito, não imito, nem tento parecer ninguém."

Neymar sempre procura ser ele mesmo sem tentar sem ninguém.

No jogo

Neymar Jr. em seu Twitter

"Não jogo para ser o melhor."

Neymar não joga pensando ser o melhor.

Popularidade

Neymar Jr. em seu Twitter

"Hoje só não tiro fotos ou dou autógrafo se ficar em casa. Incomodar, não incomoda, mas tem coisa que faz falta, tipo ir à praia, ir ao shopping, dar um "rolê", praça de alimentação, McDonald's e voltar pra casa."

Neymar sente falta da privacidade, para todo lugar que ele vai ou está sem ser a casa dele, sempre tirar fotos e dá autógrafo.

O verdadeiro talento

Neymar Jr. em seu Twitter

"Graças a Deus ele me deu um dom, que é o de jogar futebol. E um outro dom é de ter muita paciência também."

Deus deu o dom do futebol e muita paciência para Neymar.

Falando de negócios

Ronaldo Fenômeno em entrevista para Veja

Foto do Ronaldo Fenômeno

"Não lembro... Mas desde cedo me vendo, trabalho com minha imagem no futebol. Sempre fui muito curioso, queria entender como tudo funcionava. Fiz negócios imobiliários durante a carreira e sempre fui muito conservador quanto a investimento, nada em especial. Depois que parei de jogar, passei a investir."

Ronaldo sempre teve olhar de negócios e após sair da carreira de futebol, ele passou a fazer investimentos.

Escândalos no futebol

Ronaldo Fenômeno em entrevista para Veja

"É uma vergonha para todos, temos de sentir vergonha desses dirigentes que estão sendo presos. Mas discutir só o esporte nesse panorama é pequeno, o problema no Brasil é maior que a corrupção no esporte."

Ronaldo fala sobre escândalo no futebol, porém diz que vivemos algo muito mais que isso que é o problema no Brasil.

Julgamento

Cristiano Ronaldo em entrevista ao El País

"Eu vejo o futebol como uma missão: entrar em campo, ganhar, me tornar melhor. Esses momentos em que eu entrava em campo pensando “vou driblar!”... Vou ser honesto com você: esses momentos eu já não tenho mais. Há uma pressão adicional, estão sempre te julgando..."

Cristiano entra em campo com o pensamento em sempre dar o seu melhor e não em driblar.

Comece o dia de jogo com nossas frases

Conhecendo o mundo

Ronaldo Fenômeno em entrevista para Veja

"Agora mais ainda. Antes só conhecia aeroporto, hotel e estádio. Agora a experiência é outra, faço uma imersão na cidade, na cultura local, gosto muito."

Ronaldo após encerrar a carreira no futebol, começou a ter experiências e conhecer coisas novas, fora das coisas que se relaciona a futebol.

Redes sociais de jogadores

Ronaldo Fenômeno em entrevista para Veja

Foto do Ronaldo Fenômeno

"A internet também virou um grande negócio. Não podemos ignorar a importância de cada um ter seu canal de mídia, um lugar para se expressar. Mas há quem goste de se expor demais, é preciso ter cuidado. Sempre tento me comunicar com meus fãs, postar fotos e vídeos que sejam do interesse deles, mas também uso bastante para trabalho, quase 80% para isso."

Ronaldo fala sobre a exposição nas redes sociais, o quanto é importante você ter um canal de mídia para se comunicar com seus fãs e o quanto é importante para trabalho.

Mudando o mundo

Cafu em entrevista à Revista ACIB Negócios

"Se nós não investirmos em projetos sociais, educacionais, culturais que apresentem o conceito de cidadania, as crianças não vão se integrar na sociedade e nosso país vai continuar na bagunça que está. E os nossos governos têm condições de fazer isso."

Cafu diz que para mudar o mundo temos que investir na educação de uma forma que as crianças usufruam disso, pois eles são o futuro do país.

Da periferia para o mundo

Cafu em entrevista à Revista ACIB Negócios

Eu sou nascido e criado no Jardim Irene onde escolhi ter a minha Fundação há 14 anos, conheço todas as dificuldades que nós temos dentro das periferias de São Paulo e do mundo inteiro. Sabemos que são muito escassas tanto as atividades educacionais quanto as culturais nestes lugares e que criança com a mente vazia é uma oficina para o diabo.

Sabendo das dificuldades que existe na periferia, Cafu criou uma fundação para que as crianças tivessem contatos culturais e educacionais.

Carreira depois do futebol

Cafu em entrevista à Revista ACIB Negócios

Hoje eu me dedico à Fundação Cafu, uma instituição sem fins lucrativos que cuida de inúmeras crianças, no Jardim Irene, o bairro onde eu nasci e fui criado. Sou embaixador da UEFA, sou um representante da FIFA na comissão em que se discutem alguns dos regulamentos do futebol. Trabalho também como embaixador da Ambev, da Visa e da Nissan.

Cafu hoje em dia se dedica somente a fundação que criou na qual não tem nenhuns fins lucrativos, mas que cuida de muitas crianças que nasceram e são criados na periferia em que nasceu.

Jogar no exterior

Daniel Alves em entrevista ao Sport TV

Foto do Daniel Alves

"Porque aqui não tem estabilidade. Você vai construir uma carreira aqui como? Eu tenho três meses aqui no Brasil e não sirvo. Sou o maior jogador da história do futebol e já começa a gerar debate se eu sirvo ou se não sirvo, se é isso mesmo ou aquilo. Cara, tenho três meses aqui no Brasil. Caramba, eu joguei oito anos no Barcelona, ganhei 23 títulos, porque tem estabilidade, não se constrói coisas de ontem para hoje. Se você faz um filho, você tem que esperar nove meses para o seu filho nascer. Sete ou oito, mas você precisa esperar. Ou você faz um filho hoje e amanhã ele já está ai?"

Daniel explica que não é da noite pro dia que tudo acontece e que as pessoas se questionam muito se ele serve ou não serve, sendo que ele tem uma carreira imensa no Barcelona e ele esta só há 3 meses no Brasil, pouco tempo para entender quem é ele pro Futebol.

Jogar no Brasil

Daniel Alves em entrevista ao Sport TV

"Existe. A gente gostaria de jogar mais no Brasil, com certeza. Sem dúvida nenhuma não gostamos de pegar aqui 11hs de fuso-horário, 24hs de voo e jogar sem as condições reais para você apresentar o que pode, só que as pessoas não querem saber disso, parece justificativa, e não é, é a realidade."

Daniel diz que jogadores preferem jogar no Brasil, pois as mudanças e deslocamento de outro país impede uma ótima apresentação no futebol.

Arrogância

Romário em entrevista ao UOL Esportes

"Quando falo isso, muitas pessoas dizem que sou arrogante e metido. Primeiro, foda-se para quem pensa assim. Mas não tem nada de arrogância, de marra ou de ser metido. Para mim, essa é a realidade. Se amanhã aparecer alguém melhor dentro da área, você pode ter certeza que vou dizer que esse cara é melhor do que eu. Não teria nenhum problema em admitir"

Romário diz não ser metido e nem cheio de marra e que se hoje aparecesse alguém melhor que ele, não tem nenhum problema ele admitir isso.

Sobre a filha

Romário em entrevista ao UOL Esportes

"Eu era um cara bem egoísta. Depois que a minha filha Ivy nasceu, dei uma melhorada. Comecei a ver as coisas de uma forma diferente. Conheci algumas pessoas que têm filhos com Síndrome de Down. E sinto que tenho uma obrigação de ajudar nesta causa. Eu costumava dizer que, quando eu nasci, papai do céu disse: esse é o cara."

Romário diz ter mudado após o nascimento da sua filha e que passou as ver tudo de forma diferente quando conheceu pessoas que tinha filhos com síndrome de down.

Na política

Romário em entrevista ao UOL Esportes

Foto do Romário

"Minhas bandeiras são educação e esportes, principalmente as ações direcionadas às pessoas com deficiências e doenças raras. Essa é a minha luta no Congresso. É uma obrigação e uma responsabilidade grande"

As Bandeiras que Romário levanta são da educação e esporte e ele sempre procura a ajudar pessoas com deficiência essa é suas principais lutas.

Baladeiro

Romário em entrevista ao UOL Esportes

“Realmente tive essa fase de pegador. Hoje estou com 51 anos e nos últimos anos já entreguei esse reinado. Eu sempre gostei de sair, mas é claro que, hoje, saio muito menos do que há alguns anos. Faço menos, mas sair na balada é algo que sempre vou gostar”.

Aos 51 anos o Romário diz já ter sido muito pegador e gostar muito de balada. Hoje em dia continua indo para balada, mas com menos frequência.