Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Lucas Veloso

Lucas começou a carreira em 2016, atuando em Velho Chico, novela do horário nobre da Rede Globo. Filho do eterno humorista Shaolin, o garoto mantém a origem da comédia, mas também é mímico, cartunista, artista plástico, músico e multi-instrumentista. Quer conhecê-lo melhor? Entenda como ele pensa!

28/06/1996
continue lendo
Compartilhar

Ingenuidade, realidade e humor

Lucas Veloso

As pessoas têm medo disso, de serem ridicularizadas, medo de serem fracas. Isso que é bonito, a rosa verdadeira é mais bonita que a falsa porque ela só dura 7 dias e morre. Quando a gente se dispõe a trabalhar no humor é justamente para assumir que o ser humano é feio, ser humano erra, ser humano acorda com bafo, ser humano não sabe das coisas, e visita o Google pra saber algo. As pessoas quando riem da gente fazem isso esperando que a gente fale o que elas tem vontade e não tem coragem. As pessoas deveriam ter menos medo disso, ser um pouquinho mais comediante, não pra fazer gracinha e ser o espertinho da turma, mas deixar a mascara do ego de lado e ser mais como elas gostariam de ser.

Trabalhar com Renato Aragão

Lucas Veloso

Todo comediante sabe a importância de Os Trapalhões no humor. Acho que tanto os Trapalhões, como Chico Anysio representaram muito para o humor brasileiro. Infelizmente não tive oportunidade de conhecer o Chico, mas demorei a digerir que eu iria conhecer o Renato Aragão e o Dedé Santana. Fiquei muito nervoso, tomei muito chá de camomila para me acalmar e segurar as pontas. Eu esperava uma pessoa muito menos acessível do que ele é e me surpreendi com o quanto ele é generoso. Ele nos chama para bater o texto, conta histórias, e nos ensina, e é mais pé no chão que muita gente que não tem 10% da experiência dele. É um paizão, e o Dedé também é um amor. Me senti em casa, e a receptividade deles nos ajudou a aprender e diminuir a pressão do projeto.

Brincadeira com Thammy Gretchen

Lucas Veloso

Em relação à Thammy, eu não tenho nada contra, respeito muito como ser humano. Não porque é trans, nem nada, eu respeito porque o ser humano merece respeito. Foi um comentário leve, não tive a intenção de ofender ninguém, mas a quem ofendeu eu deixo aqui meu sincero pedido de desculpas.

Expectativa com Os Trapalhões

Lucas Veloso

Eu tinha preocupação nem tanto com o pessoal que fez o convite mesmo com o respeito enorme que tenho por todos, mas meu objetivo principal era agradar o Sr. Renato, porque ele tem 40 anos nessa brincadeira de ser trapalhão, e se ele não gostasse do trabalho é porque realmente não estava dentro do universo dos trapalhões, mas como ele gostou eu ganhei meu troféu como dizem. E agora vem a melhor parte do bolo que é a audiência, que é o publico matar a saudade, e dar risada.

 

Seguir os passos do pai

Lucas Veloso

Seguir o caminho dele não tem como, eu não quero ser o segundo Shaolin, eu quero ser o primeiro Lucas Veloso. Eu nunca vou ser tão bom quanto ele, e se ele tentasse ser como outra pessoa, ele também nunca seria tão bom quanto foi. Fico feliz por realizar um trabalho com o mesmo propósito que ele, que era fazer rir e promover a alegria. As pessoas que vão ao meu show dizem que dá pra matar a saudade dele através de mim, por causa da voz e dos trejeitos, a diferença é que ele era a versão Pitchulinha e eu sou a versão de 2 litros, porque sou mais alto.

Críticas

Lucas Veloso

Tenho que estar preparado para as criticas negativas porque quando vai para a internet tem crítica negativa, e vai ter com certeza. Engraçado, todo mundo que faz uma conta em rede social vira juiz, mas isso é normal. O tipo de público que quero atingir é o pessoal que quer rir, pessoas de bem com a vida, que estão dispostas a melhorar o seu humor, porque acredito que para rir, você tem que primeiro querer rir, depois você espera a piada.

Convite para Os Trapalhões

Lucas Veloso

Ouvi um burburinho sobre Os Trapalhões no ano passado quando eu ainda estava na novela Velho Chico, aí disseram “Você vai fazer Os Trapalhões”, e eu disse “Ah vá” e não dei muita atenção. Depois de um tempo, o Luciano Rabelo me ligou fazendo o convite, e claro, após ter 3 enfartos, eu aceitei o convite e vim para o Rio de Janeiro para ensaiar. Depois de muita luta e muito ensaio, fomos caminhando, e depois de 4 meses de gravação, estamos aqui.

Ajuda do pai

Lucas Veloso

Ficou muito feliz, muito contente de saber disso e me ajudava, eu lia o texto perto e ele me dava uns toques de como eu interpretava, porque nesse quesito, alegria, ele tem doutorado. Sempre buscava o auxílio dele para poder melhorar mais, e a opinião dele e da minha mãe sempre pesaram muito.

Sensações

Lucas Veloso

Procurei ficar com o que ele deixou de melhor, esquecer que dói a ida dele, mas pegar essa parcela boa de alegria e levar para a frente, usar como gás. Sinto ele perto sempre, e alma de artista não morre nunca.

Sofrer por amor

Lucas Veloso

Acho que todo mundo já passou por isso. A vida amorosa de um humorista é sempre uma porcaria, porque sempre que a gente vai se declarar para uma pessoa ela dá uma risada da nossa cara, acha que é brincadeira. Já aconteceu muito comigo, mas a gente acaba levando na esportiva e não se machucando muito.

Preconceito

Lucas Veloso

Eu não tenho nenhum tipo de preconceito com negro, com branco, com alto, com baixo, com anão, com japonês, com trans, com gay, com ninguém, e respeito muito esse público pela produtividade artística que vocês têm, são grandes seres humanos, grandes artistas sempre.

Trajetória

Lucas Veloso

Quando eu olho para trás, eu vejo que continuo sendo o moleque que toma café na Praça da Bandeira com um monte de 'véio'. E se hoje eu tenho bagagem para assinar contrato com a Globo, foi porque a Paraíba me deu essa bagagem. Uma árvore não dá frutos se não tiver a raiz lá no fundo da Terra.

fechar