Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Dia Nacional do Combate à Discriminação Racial

A discriminação racial é caracterizada pelo preconceito que uma pessoa tem contra outra, seja pela cor de pele, seja pela ascendência, seja pela origem étnica ou nacional. O racismo é um problema social que resultou da escravidão de pessoas pretas e das tentativas de diminuí-las a objetos de pessoas brancas. É urgente combater o racismo diariamente, repensando nossos privilégios ou ouvindo pessoas pretas sobre suas experiências. É por isso que o Dia Nacional do Combate à Discriminação Racial, celebrado em 21 de março, é uma das muitas ocasiões para adotarmos uma postura antirracista e estudarmos profundamente esse problema tão marcante na sociedade.

continue lendo
Compartilhar

Origem da data

Em 3 de julho é celebrado o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial. A data foi criada depois da aprovação da Lei nº 1.390, em 1951, também conhecida como Lei Afonso Arinos. O documento histórico explica que qualquer prática de ofensa por raça e cor sofrerá sanções penais.

Frases de combate ao racismo

Não é comemoração

O Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, não é uma data de celebração, mas sim de reflexão em torno do preconceito que pessoas sofrem diariamente por conta de raça, cultura e cor.

Trabalho

No Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, a exclusão de pessoas do ambiente de trabalho é uma das pautas mais discutidas. Os profissionais negros e indígenas têm dificuldade de ingressarem no mercado de trabalho, principalmente o formal, ou seja, nas empresas, por conta do racismo institucional. Por isso, é importante que cada um faça sua parte para combater esse tipo de discriminação.

Religião

As religiões de matrizes africanas e indígenas também são alvos de atos discriminatórios. Atualmente, uma pessoa pode ser indiciada por um crime de intolerância religiosa, mas quem pratica uma ofensa como essa não deve deixar de fazê-la apenas por medo da lei, mas principalmente pelo respeito ao outro. O Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, fomenta a discussão em torno desse tipo de intolerância.

Saiba mais sobre a Umbanda, uma das principais religiões de matriz africana!

Profissões subjugadas

Profissões braçais não são menos honrosas do que outras, mas pessoas negras são mais direcionadas a elas do que as brancas, por exemplo. Isso é um exemplo de discriminação racial estrutural, desafio que não tem uma única pessoa responsável, mas que precisa ser combatido. Neste Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, é necessário pensar soluções práticas para erradicar esse tipo de situação.

Você conhece o Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo?

Preconceito

Atravessar a rua quando um negro está ao seu lado também é uma forma de demonstrar preconceito. O ato é uma agressão à pessoa que está caminhando e é julgada por conta da cor de pele. Neste Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, reflita sobre como ações ofensivas que você já pode ter feito sem nem perceber e busque ter uma postura mais acolhedora e respeitosa.

 

Mídia

O Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, fomenta a discussão sobre a falta de representatividade de determinadas etnias. Seja na TV, na publicidade ou em grandes eventos, a falta de representatividade de certas etnias, como a negra e asiática, é existente e perigosa. Além de serem prejudiciais para o autoconhecimento de pessoas dessa raça, ainda corroboram com o crescimento do preconceito na sociedade.

Solidão

O Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial é celebrado em 3 de julho. A discriminação racial acontece no âmbito dos relacionamentos também. Mulheres negras são as que menos se casam e formam a maior parte das mães que criam seus filhos sozinhas. Não ser desejada por estar fora dos padrões de beleza gera nessas mulheres problemas de autoestima e distúrbios mentais frequentes.

Afaste o preconceito racial da sua vida! Confira

Hipersexualização

A discriminação racial também está presente na representação do corpo feminino de mulheres afrodescentes e asiáticas. Ambas sofrem com ataques por conta de pessoas que criam fetiches em torno da etnia e as obrigam a ter relações sexuais. Neste Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, o debate em torno dos estereótipos serve para encontrar soluções que protejam essas vítimas.

Entenda quais são as pautas do feminismo negro

Crianças

O Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial é celebrado em 3 de julho. Nem as crianças escapam da discriminação racial. A violência acontece por meio do escasso acesso à educação de qualidade e outros direitos básicos, como saúde, segurança e cultura. Com isso, os problemas acompanham o crescimento dos pequenos até a vida adulta.

Violência por engano

No Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, 3 de julho, o genocídio da população negra é uma das pautas mais debatidas. Pessoas negras frequentemente são mortas por engano. A justificativa é que elas são confundidas com bandidos e, por isso, recebem tiros até a morte, mesmo sem ter a chance de apresentar documentos, por exemplo.

fechar