Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Alexandre Nero

Verdadeiro e cheio de bom humor, o charmoso Alexandre Nero fala sobre a vida e sua personalidade. Conheça melhor este ator, compositor e músico, que ganha cada dia mais destaque na televisão brasileira.

Espírito jovem

Alexandre Nero

Sou uma pessoa de espírito jovem, não tenho filhos, o sofrimento da vida não me assusta, vivo sozinho desde os 14 anos. Muitas coisas serão carregadas comigo, outras não.

Sem esperança

Alexandre Nero

Sem dúvida estou sendo hiperbólico. É erro meu me manifestar assim, aliás. Mas do jeito que a humanidade está caminhando, do jeito que nós estamos levando a coisa, eu não vejo esperança nenhuma em nada.

Caminho errado

Alexandre Nero

Por algum motivo que eu não sei, entramos num caminho em que os protagonistas eram sempre bonitos, lindos, perfeitos, maravilhosos e bonzinhos. Aquela ética do mito grego, de que o homem não erra, não tem.

O público escolhe

Alexandre Nero

Pela Globo, bicho, ela quer fazer o que o público quer ver. O público é pé atrás. A gente convive num universo completamente diferente da grande e avassaladora maioria do povo brasileiro. Eu ouço isso diariamente dos motoristas de táxi: “Porra, a Globo só faz novela com viado agora, hein, pô!” Ontem eu parei para comer um cachorro-quente e a mulher falou: “Ei, a Globo tá com muita pornografia, hein”. Onde? Eu não consigo ver um peitinho na Globo! Pra mim, a programação da Globo é altamente familiar.

Má interpretação

Alexandre Nero

Às vezes é mais forte do que eu e escrevo. As pessoas não conseguem entender o cinza, é tudo preto ou branco. O artista faz um personagem mau, então ele é mau. O artista faz um personagem bom, ele é bom. É tudo preto e branco, é tudo bipolaridade, não existe colorido no meio. Então, se escrevo qualquer coisa sobre assassinato, sexo, drogas, significa que eu faço isso. As pessoas não conseguem entender que aquilo é apenas uma divagação sobre um assunto, uma reflexão.

Estilo

Alexandre Nero

Gosto de criar meu próprio estilo, pois acho que a roupa revela muito da personalidade. Misturo terno com chinelos, por exemplo. Acompanho as novidades, mas o mais importante é ter liberdade para vestir o que tiver vontade

Vida

Alexandre Nero

A vida me passou a perna algumas vezes, me puxou o tapete. Seria outra pessoa se não tivesse perdido meus pais jovem e não precisasse correr atrás do meu sustento. Mas as conquistas também ensinam muito. A gente se reinventa todos os dias.

Família

Alexandre Nero

Tenho muito tio, parentes distantes que nunca mais falaram comigo. Depois que você fica famoso, é teu amigo de infância, a família começa a lembrar de você, essas coisas todas. E recebi várias mensagens e e-mails de sobrinhas querendo ser atrizes, perguntando o que fazer.

Viver seu primeiro protagonista

Alexandre Nero

Essa coisa de ser estrela ou não estrela, de se sentir melhor ou pior, não mudou nada. Convivo diariamente com Caio Blat, Lília Cabral. Você daria risada se eu dissesse que me acho melhor do que algum deles. A partir do momento em que você começa a fazer personagens grandes, entra em um nicho que exige mais responsabilidade. As críticas vão sobrar para você mesmo quando não é culpa sua.

Fama

Alexandre Nero

Fama nada mais é do que ser amado e odiado gratuitamente. Tem de ter muita paciência. É muito difícil. TV é a popularização da sua pessoa física. Você começa a ser difamado, dá ibope para os outros canais. Falar bem não vende nada. Essa é a parte difícil de se trabalhar.

Combate

Alexandre Nero

Se ficasse mal com todo mundo que me xinga, eu estaria no hospício. Eu saio para o combate. Parece que o artista tem de ser uma pessoa inerte, absorver todas as críticas, boas ou más. O crítico tem todo o direito de falar mal do meu trabalho e eu, de rebater. Agora, tenho espaço para isso: a internet.

Comendador

Alexandre Nero

O Comendador é um fenômeno, vi as pessoas fazendo fantasia de carnaval dele. Não existe nada mais popular. Acho que ele entrou para o rol de personagens populares.

Sobre o preço da fama

Alexandre Nero

Embora as pessoas pensem que é legal, ser famoso é muito ruim. Não vejo parte boa. Se tem alguma, o preço que se paga é maior. Tento evitar a fama ao máximo.

Descobertas

Alexandre Nero

Quando criança toquei caixa na fanfarra do colégio, em Curitiba. Não levava a sério, queria ser veterinário. Logo me mudei pra São Paulo, depois Minas Gerais, e acabei me formando Técnico em Agropecuária. Voltei a São Paulo, comecei Administração, mas não tinha nada a ver comigo, e fui para Curitiba para estudar e viver de música. Depois, comecei a fazer teatro por curiosidade, para ter presença de palco.

Metáforas

Alexandre Nero

As pessoas estão pouco imaginativas, não conseguem enxergar metáforas nas coisas.

Felicidade está

Alexandre Nero

Felicidade não é. Felicidade está. Ela é feita de momentos. Já dizia Vinicius que “tristeza não tem fim, felicidade sim”. São sensações rápidas, mas você encontra outras. O problema é tentar achar felicidade o tempo inteiro. Isso só gera gente infeliz.

Estranho

Alexandre Nero

Pode parecer estranho para um artista de palco, mas sempre tive muito mais prazer no processo de ensaio do que nas apresentações.

Música

Alexandre Nero

As mulheres realmente se encantam com a coisa da música, talvez por acharem que o cara é sensível. Para qualquer um, fica muito mais fácil comer mulher se você toca violão ou outro instrumento musical.

Compreender

Alexandre Nero

Compreendo as matanças ou as violências… compreendo qualquer coisa, mas não defendo. Acho que o ser humano é passível de qualquer coisa, todos nós somos. Seja da coisa mais doce às mais cruéis.

Sou bom

Alexandre Nero

Eu não gosto da palavra bonzinho. A palavra bom é bem diferente de bonzinho. Eu não sou bonzinho, eu sou bom! O bonzinho parece bobo. Para você combater o mal, você não pode ser bonzinho. Você tem que ser bom. E bom é forte, é porrada, entendeu? Porque para passar a perna no mal, você precisa ser bom.

Sedução

Alexandre Nero

Sedução é um jogo, por isso vai depender de cada situação. É xadrez sem vencedor ou perdedor. É xadrez. Tem vezes que acaba mesmo na cadeia.

Material

Alexandre Nero

Não tenho ambição material. Tenho uma ambição muito grande em relação ao meu trabalho.

Imagem publicitária

Alexandre Nero

Não sou desses atores que se preocupam em ter uma imagem publicitária, que precisam manter a linha para vender produtos e fazer comerciais.

A vida

Alexandre Nero

Trabalhei como caixa de banco, operador de telemarketing, vendedor de tevê a cabo… Precisava me virar porque perdi meus pais muito cedo. Me mudei aos 17 para Curitiba com a ideia de estudar. Não conseguia emprego de jeito nenhum. Um dia fui jantar com meu tio num restaurante, dei uma canja e um músico me indicou para tocar em outro lugar. Me tornei músico profissional cantando Chico, Caetano, Noel Rosa, Milton Nascimento.

Morte dos pais

Alexandre Nero

O impacto é eterno. Sou rebelde até hoje por causa disso. Sempre fui questionador, mesmo na infância, mas era mais doce antes da morte deles. Tenho essa casca dura, esse estilo bravão e revoltado com a vida mesmo.

Autocrítico

Alexandre Nero

Já falaram mal e eu concordei. Sou muito autocrítico – ninguém vai falar mais mal de mim do que eu mesmo.

Limite ao amor

Alexandre Nero

As pessoas criaram muitos limites para o amor, algo entre somente duas pessoas. Eu não posso sair dizendo por aí “amo você” porque isso pode magoar terceiros. E amor é coisa simples. Não tem essa coisa de “ai, meu deus, ele me ama e o que eu vou fazer com essa informação”.

Rede Globo

Alexandre Nero

Entrar na Rede Globo mudou a minha vida inteira. Mas não foi com o primeiro papel, da noite para o dia.

Beijo técnico

Alexandre Nero

O beijo técnico parece que é frio. Não é. É com uma pessoa que você não tem um sentimento. É isso. Porque o beijo é o mesmo, na verdade. Você troca fluidos de qualquer jeito.

Manter

Alexandre Nero

Autoestima, autocrítica e automóvel: É preciso manter os 3 calibrados pra se manter equilibrado.

Horário

Alexandre Nero

O que me incomoda é o personagem e a obra que vai ser feita. Acho que o horário em que vai ao ar não difere. Pode ser às 3 da manhã. As pessoas confundem sucesso com audiência. Sucesso é uma coisa que arrebata as pessoas. É o arrebatamento que vai fazer a diferença. Número é interessante para quem trabalha diretamente com o dinheiro. Eu, o diretor e o autor não trabalhamos assim. Já cansei de fazer espetáculos para 5 mil pessoas e outras vezes para quatro. Esse de quatro pessoas repercutiu mais.

Ansiedade

Alexandre Nero

Eu sou um cara ansioso. Isso me deixa com medo, e é bom. Eu vou pra cima. Se estou preparado, só vou saber depois.

Sou eu

Alexandre Nero

Alexandre Nero sou eu. Eu sou uma contradição. Sou único. Contrariando a máxima, que deve ter sido inventada por alguma multinacional que despreza o afeto e só visa lucro. Para quem me ama eu sou insubstituível sim. É assim que as pessoas que amo são pra mim. Insubstituíveis.

Sem expectativas

Alexandre Nero

Minha maneira de lidar com as coisas é tentar zerar o máximo de expectativa possível. Não fico procurando fazer sucesso. Claro que fazer o fracasso a gente nunca tenta, procuro fazer o melhor.

Virtual e real

Alexandre Nero

Quando é virtual tudo é fácil, quando vira real… Virtualmente as pessoas são muito corajosas, a internet está mostrando muito isso.

Viver bem

Alexandre Nero

Na verdade sou ótimo na teoria de como viver bem, mas na prática... Estou mais pra bêbado que pra equilibrista.

Ser humano

Alexandre Nero

Posso mandar uma pessoa à merda, se ela também fizer isso. Sou um ser humano. A desumanização do artista é uma coisa que insistem em fazer, como se ele não pudesse errar, ser antipático, como se tivesse de estar o tempo todo sorrindo. Erro para caramba. Quero ser normal, as pessoas é que não deixam.

Publicidade autêntica

Alexandre Nero

Sou um cara legal, mas não sou falso. Tem muita picaretagem nesse meio artístico. Eu aposto na publicidade autêntica. Se for chamado para anunciar uma bebida, pode ter certeza que eu bebo de verdade.

Protagonista

Alexandre Nero

Como protagonista você carrega a história, está todo dia na casa das pessoas, tem que agradá-las, tem que ser acessível, mesmo que seja do mal ou um rabugento tem que bolar um jeito de que gostem de te ver.

Maior desejo

Alexandre Nero

Meu maior desejo, eu acho, é defender ideias que acredito, ou divagações, que vão se metamorfoseando diariamente, tentar expressá-las de maneira criativa e provocar algo nos outros. Atuar é uma delas. Me dá muito prazer, mas não só ela. Escrever me dá esse prazer, compor, cantar, tocar, pintar, dançar, politizar, debater, conversar, enfim, muitas formas, tamanhos e posições.

Arte

Alexandre Nero

Tem vezes que não se ri, nem por isso deixa de ser humor. Nem toda rima é poesia, nem todo samba é pra dançar. Mania de falarem da arte apenas como algo belo, leve ou doce. Algo que serve apenas para "aliviar a vida dura". A arte deve também ser terrível quando solicitada.

Falar do sério

Alexandre Nero

Não falo inglês, mas falo acidez. Eu tento falar com o "meu público". E quem é? Não sei, mas quero crer que sejam pessoas que entendem o que falo e onde pretendo chegar com o que digo e faço. Falar do sério brincando.