Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Sérgio Malheiros

Ele viveu o pequeno Raí Lambertini, em A Cor do Pecado, novela da Rede Globo exibida em 2004. A atuação lhe rendeu vários prêmios, como o Troféu Imprensa de Revelação do Ano e o Prêmio Contigo! de TV como Melhor Ator Infantil, ambos em 2005. Veja alguns pensamentos do ator!

Parte da Equipe de Sophia Abrahão

Sérgio Malheiros

Eu tenho uma produtora e presto para ela um trabalho de produção digital audiovisual online. A gente quer ficar mais tempo juntos, então essa é mais uma forma da gente estar trabalhando em parceria.

Capricho maior

Sérgio Malheiros

Tudo o que fazemos para ela, sou eu mesmo que cuido, então tem um cuidado maior ainda, porque além de ser minha cliente, ela é minha namorada.

Trabalho com Sophia

Sérgio Malheiros

Temos produzido conteúdo e agora estamos com pocket shows também. A gente rearranjou as músicas do CD dela com uma pegada acústica, o que fez muito sucesso e o público gostou muito. Por isso a gente vai transformar esse conteúdo em um show acústico direcionado para os fãs, os tirulipos.

Tirar um som ao lado de Sophia

Sérgio Malheiros

Para mim, música é um hobby, é chegar em casa de noite e tocar um violão com ela. A gente tem esse diálogo, mas não de uma maneira profissional, é mais uma brincadeira.

Distância e relação com a amada

Sérgio Malheiros

Na verdade, eu costumo dizer que a gente mora no táxi, né? A gente tá meio que indo lá e indo cá. Ela fica aqui no Rio comigo sempre que pode e eu também vou pra São Paulo toda hora lá pra casa dela. Então a gente meio que mora nessa ponte aérea.

Fãs da namorada

Sérgio Malheiros

A Sophia tem fãs muito fiéis e eu fico muito feliz que eles gostem de mim. Isso é muito bom e ela gosta também. Então tá tudo certo, adoro os fãs dela.

Cenas de sunga

Sérgio Malheiros

Sou desencanado, então lido bem com isso. Entendo que faz parte do todo e tento focar as minhas energias no trabalho.

Assédio

Sérgio Malheiros

Sempre tive assédio, mas agora estou experimentando algo diferente. Estou entrando em outro nicho, que não conhecia.

Novela das 19h

Sérgio Malheiros

Eu adoro, acho que um horário importantíssimo, porque fica no meio termo entre ter uma linguagem mais séria e uma mais engraçada. Acho que a novela das sete se torna tão popular por isso, é mais leve. É muito gostosa de se fazer.

Elenco de Alto Astral

Sérgio Malheiros

Fazer com que o elenco ficasse o mais entrosado possível, dentro do pouco tempo que a gente teve pra se conhecer, foi uma preocupação muito grande da direção desde o início. Criou-se um grupo muito bacana, muito interessado e que fala a mesma língua.

Personagem Jacaré

Sérgio Malheiros

O Jacaré foi um presente, estou muito feliz realmente. A novela é muito leve e é preciso que exista um personagem pesado.

Trabalhar na Globo e na Record

Sérgio Malheiros

Sabe que não existe essa diferença de trabalhar lá ou na Record? Para nós, que somos atores, essa questão está em segundo plano. As emissoras têm características diferentes, claro, mas o mais importante para nós é vestir a camisa do personagem, investir no trabalho e aprofundar o universo do nosso papel. Para mim, não interessa nem se é na TV, em uma série, em um filme. É fazer o trabalho e torcer para que o público compre a ideia.

Taís Araújo

Sérgio Malheiros

Ela virou uma grande amiga minha, da minha mãe. Quando mudei de emissora, ela me aconselhou e me ajudou a tomar várias decisões difíceis. Foi uma alegria reencontrar ela em ‘Cheias de Charme’ e espero poder trabalhar com ela em outros trabalhos de novo, assim como o Lima Duarte e outros grandes artistas.

A Cor do Pecado

Sérgio Malheiros

Não parece que fui eu quem fez aquele trabalho, parece outra pessoa. Não me lembro dos diálogos nem de muitas cenas. Mas é bom se ver depois de tanto tempo e saber que muita gente tem esse carinho por mim.

Começo da carreira

Sérgio Malheiros

A minha carreira começou meio torta, pois aos cinco anos levei um choque de 500 watts no Píer da Barra, no Rio de Janeiro. Saí em todos os jornais para fazer a reconstituição do acidente e, inclusive, no RJ TV, da Globo. Até que eu falei: ‘Mãe, eu gostei de sair na televisão, mas não quero aparecer como acidentado, quero aparecer como ator’ (risos). A minha mãe achou bonitinho e me levou para fazer um teste no RH da Globo. Lá, conheci a Malu Fontenelle (produtora de elenco), ela me adorou e se tornou a minha madrinha.

Contato com o futebol

Sérgio Malheiros

Sempre joguei e fui torcedor. Tenho ídolos que não vi jogar, como o Garrincha, e gosto muito dos Ronaldinhos [Ronaldo Fenômeno e Ronaldinho Gaúcho]. O Ronaldinho na época do Barcelona fazia coisas com a bola que a gente não acreditava.