Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Ricardo Pereira

Conheça mais sobre a personalidade de Ricardo Pereira, um grande ator português que veio para o Brasil mostrar o seu talento e beleza nas televisões, salas de cinema e até mesmo em teatros.

14/09/1979
continue lendo
Compartilhar

Cenas de amor

Ricardo Pereira

Foi emocionante. Vinicius fez poesia com o lindo texto do Mário. Acima de qualquer coisa, a cena reflete o amor desses personagens. O conflito pessoal deles em ceder a esse amor é visível. Nessa época, isso era considerado um crime, sodomia, com condenação à morte.

Cenas de nudez

Ricardo Pereira

O corpo é nosso material de trabalho e, nessa faixa em que a novela vai ao ar, podemos ser mais atrevidos. Eu estou confortável com o meu corpo, então, levo bem as cenas de nudez. Faz parte.

Irmãos

Ricardo Pereira

Eles não pedem irmãos ainda, mas a gente pensa em ter outros sim. Vamos com calma, tudo no seu tempo. Quem sabe no próximo ano teremos uma novidade...

Casal homossexual

Ricardo Pereira

A gente construiu um personagem que provoca, que de certa forma cutuca as pessoas para que elas possam reagir, aprovar ou não aprovar, criticar ou não criticar. Isso é importantíssimo! Alguns criticam Tolentino porque ele é mau, mas realmente gostam da história dele, torcem por essa amizade que ele tem com André, que acabou virando amor. Todo mundo deve ter sua opinião e devemos respeitar as opiniões de cada um. Está é uma ficção e fala de preconceito, da luta contra a intolerância e pela igualdade entre todas as pessoas.

Amor

Ricardo Pereira

O amor deles já ficou claro para o público. Os olhares estão diferentes. Vai ter um clímax, a explosão desse sentimento, algo mais intenso.

História de amor

Ricardo Pereira

A história deles não se resume a um beijo. O que eles sentem um pelo outro pode ser visto ao longo da trama, um sentimento que vem sendo explorado dentro do que se podia viver perante a sociedade naquela época, dentro do que ensinaram para eles que é certo ou errado. Esse crescente da relação é visível. O amor que existe ali é lindo e traz muito do que a novela defende: a luta contra o preconceito, contra a intolerância e pela igualdade entre todas as pessoas

 

Sonho

Ricardo Pereira

Nunca sonhei em ser ator. Comecei a trabalhar como modelo aos 14 anos e, em determinado momento, entendi que para fazer melhor publicidade eu tinha que ter mais interpretação e fui estudar. Era algo muito à frente do que eu precisava para ser o cara do comercial, mas me encontrei. Não pensei que fosse dar errado ou se se iria falhar ou não.

Desenvolvimento

Ricardo Pereira

A proposta de desenvolvimento da história entre os dois é de discutir o preconceito, de debater a intolerância, e isso terá um fechamento surpreendente. Trazemos a história de duas pessoas que têm sentimentos, mas não podem vivê-los, pois este é um período em que as relações do mesmo gênero eram proibidas por lei.

Sobre o Brasil

Ricardo Pereira

O que me surpreendeu, realmente, foi aquela precariedade do país, o abuso de explorar os recursos ao máximo, recordar esse período tenso e completamente desumano da escravatura. É bom fazer novela de época e na das 11, na qual a temática é sempre abordada com mais profundidade, há a chance de fazer algo mais arrojado e próximo da realidade, além de ser mais atrevido, porque o horário permite.

Força

Ricardo Pereira

Não sei se haverá cenas fortes. Sou um ator e isso nunca é nem poderá ser uma questão. Tolentino é um militar rude e duro, que encontra um camarada com quem partilha sua vida, se abre, fala, brinca e, de repente, existe alguma coisa a mais, contra a qual ele vai lutar. Naquela época, isso era forca.

Liberdade com responsabilidade

Ricardo Pereira

Tenho muita sede de aprendizagem e medo de que algumas pessoas com quem quero trabalhar desapareçam. Fiz os últimos filmes dos cineastas Raúl Ruiz e Andrzej Zulawski, já falecidos. Se pinta um desses convites, como falar não? Sou workaholic, só que mais que um workaholic: levo a sério meu trabalho, sou pago para isso. Essa disciplina me caracteriza como pessoa, mas não deixei de viver nenhuma fase da minha vida. Fiz tudo que tinha direito quando jovem: festas, namoros, me diverti muito. Bati com a cabeça na parede muitas vezes. Meu pai dizia: “Liberdade com responsabilidade”.

Organização

Ricardo Pereira

Sou extremamente organizado, sei o que farei até o final de 2017. Se a pessoa for bem estruturada, é possível ter uma carreira com desafios, viver e ter tempo para a família. Mas é preciso disciplina. Hoje, por exemplo, fui dormir às 4h da manhã, depois de gravar, e às 8h já estava correndo. Dá vontade de ficar na cama? Dá, claro, mas aí eu não teria levado meu filho na escola, não teria corrido com minha mulher... Não é sacrifício, vale o dobro do que ficar na cama. O mesmo vale para os desafios profissionais.

Trabalhos

Ricardo Pereira

Quando pintam trabalhos bons lá, eu vou e mato a saudade da família. Mas moro no Rio, minha carreira é aqui, é onde meu filho vai à escola. Vim em 2003 e fui me encantando. Aqui tem ainda o fato de estar trabalhando na segunda maior televisão do mundo. A dimensão da TV Globo é incomparável.

Pai e mãe

Ricardo Pereira

Ser pai e ser mãe é a melhor coisa. Vicente e Francisca são duas figuras que levam a gente aos melhores lugares de experiências do mundo. Mas tem que preservar a vida do casal. A gente dá umas escapadelas românticas. É bom manter a chama do amor, essa vida a dois.

Família

Ricardo Pereira

Você conta um com o outro, e é uma coisa boa enquanto casal. Pode se zangar um minuto, mas no seguinte precisa dela, e ela de você. Não me lembro de estar zangado com minha mulher. Não posso, não dá. Se há um problema, resolvemos a dois, com calma, de forma adulta. Casar é isso. Levo muito a sério meu papel de marido e de pai. Ter nossas famílias portuguesas por perto seria importante, porque as crianças aprendem de todo lado. Mas hoje não é possível. Viver fora do país é para durões. Eu fui bem acolhido em tudo aqui. Qualquer coisa que eu grite, tem gente em quem posso confiar. Ter uma pessoa ao meu lado, superparceira, tornou mais fácil ainda.

Adaptação

Ricardo Pereira

Eu me adaptei superbem a tudo. Já vivi em outros países e aprendi que nunca se chega a um lugar querendo trazer os costumes da vida. Não tem que lutar, tem que se enturmar. Nunca tive resistência a nada. Não faço da dificuldade da vida um problema.

fechar