Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Lázaro Ramos

Nascido na Bahia, o ator conquistou o público com o seu talento, humildade e simpatia. Considerado um dos atores brasileiros mais premiados se sua geração, Lázaro já foi indicado ao Emmy e hoje possui uma carreira sólida e repleta de sucessos.

01/11/1978
continue lendo
Compartilhar

Confusão

Lázaro Ramos

Hoje em dia há uma confusão muito grande sobre o que é ser um artista, sobre o que é ser uma celebridade, sobre o que é ser uma pessoa pública. É muito importante usarmos o microfone para sermos mais relevantes.

Luta importantíssima

Lázaro Ramos

Trazer diversão, leveza, ludicidade à vida torna-se mais fundamental quando se tem um conteúdo e uma reflexão. É muito difícil vender sua arte fora de fórmulas fáceis, isso é uma preocupação que eu tenho. Acho que é uma luta importantíssima se conseguir, através da fidelidade à alguns valores, como reflexão, relevância e atualidade, fazer do nosso país um lugar melhor.

Cenário cultural brasileiro

Lázaro Ramos

Vejo que há um olhar aberto para essa questão, mas sinto muito a falta de roteiristas e de diretores negros com a possibilidade de viabilizar seus projetos. Não quer dizer que um branco não possa falar sobre a cultura negra, ou não possa escalar um ator negro, mas eu acho que já está mais do que na hora da gente ver o que esses outros profissionais tem a propor para o nosso cenário cultural. E não somente por uma questão social, mas também por uma questão artística. Porque eu acredito que possamos ser iluminados com essas inspirações das vivências que essas pessoas poderão trazer.

Crescimento de profissionais negros

Lázaro Ramos

Vejo que há um crescimento de profissionais negros, sobretudo favorecido pelo público. Ao prestigiar alguns trabalhos com conteúdo, identidade e protagonismo negros, “ele” está dizendo “eu quero consumir e ver isso”. E eu acho esse movimento muito bacana e incentivador. Alguns produtores e diretores começam a se conscientizar sobre essa necessidade, mas, ao meu ver, ainda pouco. Estamos defasados, e esse pode ser um caminho que trará uma nova luz para nossa produção cultural.

Programa próprio

Lázaro Ramos

Meu programa de entrevista é uma arma. Uma arma para revelar um outro Brasil, que nem sempre está na televisão.

(Sobre o seu programa de televisão do Canal Brasil "Espelho").

Sem limitações

Lázaro Ramos

O sonho dos atores, às vezes, é um pouco limitado. A gente pega um texto e se apaixona como se fosse nosso, defende como se fosse nosso, mas nem sempre é da maneira que a gente sonha, que a gente vê o mundo. Como diretor e como escritor, a gente pode ter outros sonhos.

 

Pouco aprofundamento

Lázaro Ramos

Há pouca afetividade e pouco estudo, as pessoas tem buscado muitas frases curtas e feitas, e se aprofundado muito pouco. E falo isso para mim também, pois é uma vigilância constante. Falo isso para que essas ideias possam ser propagadas e fortalecidas.

Salada de religiões

Lázaro Ramos

Não sou raspado no candomblé, fui criado na religião católica, meu avô que me criou era pastor evangélico da Assembleia de Deus, várias pessoas que eu admiro e conheço são budistas. E eu acabo escutando-as. Estou aberto ao mundo, gosto de respeitar as religiões e pegar ali aquilo que me sirva. Minha mãe era espírita, ia fazer cromoterapia. Fui criado assim, nessa salada.

Desafio

Lázaro Ramos

Claro que tem também meus compromissos políticos que interferem muito nas minhas escolhas, mas, artisticamente, eu procuro sempre o desafio, percorrer caminhos que ainda não foram caminhados.

Filhos

Lázaro Ramos

O primeiro dá muito medo, né? De não ter trabalho, de não saber criar, de não ser pai. Depois, ele mesmo te ensina. Profissionalmente, é como se eu tivesse um laboratório em casa. Antes do João, escrevia para a criança que eu fui. Agora, escrevo para a que ele é

Vida normal

Lázaro Ramos

Minha vida é totalmente desinteressante e normal. Fico até com vergonha quando jornalistas me perguntam algo pessoal. Acho prejudicial essa superexposição porque transforma o artista num personagem e a vida dele numa novela. Isso acaba tirando o encantamento de seus trabalhos. Oferecer ilusão ao público é uma capacidade muito preciosa.

Ser ator

Lázaro Ramos

Desde os meus 15 anos, quando comecei a fazer teatro com o grupo Bando de Teatro Olodum, formado por atores negros, nunca tive limites sobre os papéis que iria interpretar, inclusive trago essa convicção até hoje, em todos os meus projetos e convites aceitos, de saber que ser ator é poder interpretar todo e qualquer tipo de sentimento e cultura, podendo ser branco, negro, indígena ou oriental.

Ego

Lázaro Ramos

Na minha profissão, o tempo todo o ego da gente está sendo inflado ou achincalhado e eu procuro me policiar para não ficar exibido demais. Mas nem sei se consigo controlar tanto assim.

Baixar a bola

Lázaro Ramos

"Não existe sucesso nem fracasso permanente" - Essa frase fica comigo o tempo todo no ouvidinho para na hora que a vaidade vier, eu baixar um pouquinho a bola. Tenho muitas vaidades, adoro ser elogiado, mas tento me policiar.

Imprensa

Lázaro Ramos

Algumas coisas que eu falei, senti que foram para outro lado, tomaram outro rumo, ganharam outro significado, porque a interpretação passou por outro filtro que não aquele de uma revista como a Raça Brasil.

Espelho

Lázaro Ramos

O programa Espelho para mim é um alívio, é um lugar em que você pode dividir esta temática, debater mais longamente, continuar o debate em outros programas e aprofundar. Hoje em dia nos debates sobre o racismo acho que há muita frase feita.

Produção norte-americana

Lázaro Ramos

Comparativamente, em termos de produção, quando se olha para o mercado americano, as séries, como Scandal, How to Get Away with Murder e The Blacklist, trazem uma diversidade na maneira de inserir o negro na TV e de trazer os criadores negros para o mercado cultural. Quando você olha para o cinema e vê Karatê Kid, com Will Smith, quando vê Star Wars, com um personagem protagônico negro, a gente percebe que o mercado americano já explora há tempos essa questão.

Subconsciente

Lázaro Ramos

Há coisas no meu subconsciente que, de vez em quando, falam. A relação com Nossa Senhora Aparecida, por exemplo. Tem uma imagem dela lá em casa. São Lázaro também.

Ser diretor

Lázaro Ramos

Para você dirigir um filme no Brasil, você precisa ser também produtor, entender de mecanismos de distribuição e ter conhecimento para aproveitar as novas plataformas que existem hoje em dia para um filme.

Morando em Nova York

Lázaro Ramos

Estudei, me reciclei, descansei… E fui reconhecido nas ruas, por causa das novelas. Um peruano, por exemplo, me abordou para falar que tinha me assistido em ‘Insensato Coração’. Muito bacana.

Papéis

Lázaro Ramos

Não sei se é sorte, acredito que tudo esteja ligado com a minha trajetória. Um papel me atrai pelo fato de ele ser diferente do anterior.

Cinema sem gênero

Lázaro Ramos

Eu vejo com ressalva algumas críticas que fazem às comédias pelo seguinte: a questão em um país com 200 milhões de habitantes não deveria ser por que as comédias estão fazendo tanto sucesso. Para mim, a grande questão hoje são os filmes que não obedecem a uma cartilha de gênero e que não conseguem encontrar seu público.

Direção

Lázaro Ramos

A direção tem me encantado mais a cada dia. E escrever. Eu tenho muita dificuldade em escrever. Não consigo escrever sob encomenda, por exemplo. Mas eu gosto muito de escrever, de colocar uma ideia no papel e poder sonhar a partir de outros lugares.

fechar