Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Sia

Apesar de ser muito reservada e contrária à ideia de fama mundial, a cantora australiana já conquistou um espaço importante no mundo da música com suas canções e composições que dominam a cena pop atual. Veja frases e curiosidades sobre Sia Furler!

18/12/1975
continue lendo
Compartilhar

Rosto fechado

Sia

Sia Furler nasceu no dia 18 de dezembro de 1975 em Adelaide, na Austrália. Vinda de uma família muito envolvida com a arte - seu pai é músico e, sua mãe, professora de arte -, desde pequena já mostrava que tinha talento para ser cantora. Em 1990, começou sua carreira profissional como cantora ao formar a banda de jazz "Crisp", que durou 7 anos até que a cantora lançou sua carreira solo com o álbum “OnlySee”. Sia consolidou sua carreira em Londres, onde havia começado uma nova vida, e após passar por várias gravadoras, foi conquistando o reconhecimento na Europa durante os anos 2000, quando começou a escrever músicas para Christina Aguilera, em 2009. Após o sucesso de “We Are Born”, álbum lançado em 2010, Sia começou a se recusar a mostrar seu rosto como forma de resistir à fama.

"Eu não quero ser famosa, reconhecível ou criticada pela minha aparência."

Saiba mais sobre a amizade de Sia com Maddie Ziegler

Alguém me belisca!

Sia

Sia teve graves problemas com a depressão, que a levou até a tentar se suicidar. Após inúmeras sessões de psicoterapia e desintoxicação, que a deixou afastada por um tempo de sua carreira, ela conseguiu se recuperar.

"Eu passo um longo tempo me beliscando. Eu tenho que dizer que tem sido incrível. Os últimos anos, desde que eu decidi cuidar de mim mesma, da minha serenidade e sanidade, a minha vida melhorou muito. Estou honestamente surpresa de que as coisas estão indo tão bem."

Titanium

Sia

Em sua volta à música, após se recuperar do alcoolismo, Sia escreveu “Titanium”, que foi repassada para David Guetta que a convidou para dar voz à música, lançada em 2011. A música alcançou o topo das paradas em vários países e sua voz passou a ficar cada vez mais conhecida a partir do sucesso do single.

"Demorou uns 40 minutos, eu acho [para escrever Titanium] e depois 1 hora para gravar as vozes."

Conheça mais do hit que tornou Sia famosa: Chandelier

Breathe Me

Sia

A cantora já enfrentou altos e baixos com a depressão, inclusive tentativas de suicídio. Em uma delas, segundo a cantora, estava tudo preparado e cartas de despedidas já estavam prontas. A caminho do hotel no qual se hospedaria para se suicidar, recebeu a ligação de um amigo fazendo uma de suas típicas brincadeiras, o que fez a cantora perceber que ainda havia uma parte dentro de si que queria viver. “Breathe me”, lançada em 2004, foi a primeira música de sucesso de Sia a tratar sobre o assunto.

"Eu estava extremamente depressiva nessa época [da música "Breathe Me"]. Era um dos meus pontos mais baixos."

Fama

Sia

Sia segue uma forma diferente de lidar com a fama, contrária a de outros artistas. Ela acredita que preservar a privacidade seja o ponto chave para preservar sua sanidade mental e manter sua linha de produção autêntica.

"Eu escrevo músicas para pop stars há uns anos, nós viramos amigos e eu vejo como a vida deles é... E tenho a certeza de que não é isso que eu quero para mim."

Superação

Sia

Seus diversos problemas psicológicos como a depressão, ansiedade e bipolaridade se intensificaram após a morte de seu namorado em um acidente de carro, em 1997. Sia teve que conviver com os problemas por 15 anos, enfrentando picos e crises que quase a levou a tomar atitudes quase fatais. Graças ao auxílio de um psicoterapeuta e um intenso tratamento de desintoxicação, conseguiu se curar e voltar a focar em sua carreira.

"Eu não acho que pararia de beber se não fosse pelo zanax e o oxycontin [medicamentos para ansiedade, dores e síndrome do pânico]."

Relembre a trajetória conturbada da cantora Britney Spears

 

Peruca

Sia

Sia gostaria de ser reconhecida por sua música, e não pela sua aparência, que é algo centralizado no mundo da música quando se trata de artistas mulheres, principalmente. Por isso, para distanciar o olhar crítico de sua aparência física e focalizar em sua música, Sia adotou a peruca loira (ou às vezes, metade preta e metade loira) para compor o seu visual discreto, o que acabou se tornando uma marca da cantora. Apenas no ano de 2017, Sia começou a fazer shows mostrando o rosto.

"O conceito é escolher um objeto inanimado, como essa peruca loira, e depois colocar qualquer coisa debaixo disso (uma criança, um homem, um adulto, um cachorro), e aí todo mundo pode ser o cantor."

Foto com Trump

Sia

Em 2015, a cantora foi convidada para participar de um episódio do "Saturday Night Live", quando encontrou o então candidato à presidência Donald Trump, que a pediu uma foto. Sia respondeu educadamente que era melhor não tirar, pois havia fãs gays e mexicanos que não gostariam de imaginar que ela concorda com as ideias que ele propaga. Trump foi compreensivo e ela agradeceu por isso, mas não conseguiu impedir seu corpo de reagir fisicamente quando chegou ao camarim”

“E então eu fui para o meu camarim e tive uma diarreia maluca. Era como se ele me visse protegendo minha marca.”

Veja as declarações polêmicas do presidente dos Estados Unidos

Pretty Hurts: a escolha

Sia

Segundo bastidores, a canção só foi gravada pela Beyoncé porque a Katy Perry demorou para responder. Apesar disso, Sia possui uma parceria ampla com Beyoncé e acabou produzindo 25 músicas para ela em uma espécie de “acampamento de compositores”, onde Beyoncé viaja com seus compositores para produzir as canções. Em uma entrevista, Sia afirmou que estava animadas para ter músicas rejeitadas, pois elas iriam para o seu próprio álbum.

"Eu a escrevi (Pretty Hurts) anos atrás para a Katy Perry, mandei para ela, Rihanna e Beyoncé. E Beyoncé gravou."

fechar