Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Mulher sorrindo com a cabeça de lado

Maria Casadevall

Talentosa em tudo que faz, Maria Casadevall tem sido muito aclamada nos últimos anos como uma das grandes atrizes da nova geração. Além de uma beleza invejável, Maria já mostrou em diversos trabalhos o verdadeiro potencial que possui. Muito reservada em relação a sua vida pessoal, apesar do romance com Caio Castro ter vindo à tona publicamente no passado, ela gosta mesmo é de viver buscando sempre evoluir no campo profissional e aproveitando tudo que está ao seu redor. Quer conhecer mais sobre o mundo da diva? Venha com a gente e se liga nessas curiosidades!

24/07/1987
continue lendo
Compartilhar

Posicionamentos

“Não saberia não me colocar e acredito que a arte é política por natureza, porque você expressa o que de mais íntimo existe em você, em diálogo com o contexto do seu mundo, do seu universo, da sua realidade. Não tem coisa mais política que essa”

Avanços femininos

“É uma constatação meio chocante de que poucas coisas mudaram ou elas se transfiguraram. Certas opressões não são mais tão explícitas, não são mais tão diretas, mas são forças que continuam atuantes sobre os corpos das mulheres ainda hoje. É claro que conquistas, principalmente formais e jurídicas, foram feitas. Em termos simbólicos, acho que de formação de caráter, pensamento e comportamento humano, pouca coisa mudou.”

Instagram

Maria Casadevall

Eu tenho o perfil há pouco tempo, foi uma amiga que criou. Acabou que ele se revelou o único espaço que consigo conservar a despeito dos outros lugares que acabam comercializando minha imagem. É um lugar sagrado, porque eu gosto de fotografia, de cinema, de poesia, de escrever

 

Vaidade particular

Maria Casadevall

Nunca usei mil cremes, nem fiz mil tratamentos estéticos porque minha vaidade é muito particular. Gosto de sentir meu corpo vivo. Quando morei na Austrália, estava em uma fase hippie e passei um ano sem pentear o cabelo. Ficou cheio de nós, pareciam dreadlocks. Meu cabelo é fininho e, pela primeira vez, ganhei uma juba farta.

Depois de seu primeiro sucesso

Maria Casadevall

Foi um período de desbravar lugares desconhecidos para mim até então: o Rio, a Globo, uma novela em horário nobre, a exposição toda... Quando acabou, estava exaurida e precisei me recolher. Fugi para Austrália - onde morei em 2008 e fiz muitos amigos - e lá ninguém sabia o que era "Amor à Vida". Nesse período que fiquei afastada da Globo, quis ter experiências de vida diferentes para voltar usando toda essa bagagem que acumulei pelo caminho.

Sobre o Caio Castro

Maria Casadevall

Casal se abraçando em um salão de festas

Eu não conhecia o Caio, nunca nem tinha visto qualquer trabalho dele. Quando nos apresentaram no início dos trabalhos de Amor à Vida, surgiu uma afinidade imediata. Nós até nos assustamos com isso... A gente não se conheceu, a gente se reconheceu. Acho que fomos amigos em outras esferas, em outras vidas (risos). Se estamos vivendo um romance? Puxa, isso tem tanto a ver com minha intimidade... É tão difícil para mim lidar com minha vida particular... Não sei explicar nem para mim, imagine para os outros.

Rock In Rio

Maria Casadevall

Mulher sorrindo e segurando cabelo em uma festa

Caio e eu não ficamos chateados com a foto (do beijo) publicada nos bastidores do show do Bruce Springsteen. Gente, eu também beijei a Fabiana Karla na boca, na mesma ocasião, e ninguém falou tanto assim.

Criança travessa

Maria Casadevall

Mulher segurando um boné colorido cobrindo uma parte do rosto

Sempre fui muito espoleta. Na infância, minha mãe me vestia como uma boneca, mas dois minutos depois eu já estava toda rasgada. Na escola, eu gostava de ir ao jardim caçar tatu bolinha. E voltava cheia de terra.

Eu

Maria Casadevall

Eu me chamo Maria Carolina Casadevall Gonzaga, nascida e criada no centro da capital paulista. Meus amigos de infância, parentes e pais - Tereza Cristina, e Fábio Airton, corretor de imóveis - só me chamam de Carol. Da família, só meu irmão, Caio , me chama de Maria, talvez por conviver com meus amigos do teatro. Quando decidi ser atriz, optei por esse nome, que soa forte e extrovertido.

Garota Papillon

Maria Casadevall

A gente tinha um grupo de teatro no nosso prédio, Garotas Papillon, nome do edifício onde morávamos. Nós encenávamos contos de fada no terraço. Cantávamos até um hino antes de cada apresentação: Garotas Papillon, Garotas Papillon, iniciando a carreira de atriz, Garotas Papillon, fazendo o seu mundo mais feliz .

Tesão

Maria Casadevall

Mulher olhando para frente surpresa

A manifestação da libido é muito presente na minha vida. Sou movida por tesão: no trabalho, na vida, nos relacionamentos, tudo para mim é à flor da pele. Sempre foi. Mas libido e tesão não são necessariamente vinculados a sexo. Já passei por longos períodos sem sexo e isso não influencia no meu tesão pela vida.

De folga como uma maluca

Maria Casadevall

Mulher sentada em um balanço olhando para frente

Dia desses, ganhei um dia de folga e fui caminhar na praia. Não tinha ninguém, porque era dia de semana, ventava e fazia frio. Eu me sentia uma criança num parque aquático. Ouvia um CD do (grupo americano) Pink Martini e quis me alongar, então veio uma música que eu amo e comecei a dançar.
Horas depois, minha empresária me ligou avisando que um paparazzo havia me fotografado. Não havia visto o fotógrafo, olhei as imagens e vi que ficaram bonitas, espontâneas. Viu o que dá dar folga para uma maluca?, brinquei com ela. Sempre fiz isso, dançar na rua, só que, antes, ninguém se interessava. E não vou deixar de fazer por isso.

Primeiro Beijo

Maria Casadevall

Meu primeiro beijo, aos 12 anos, não foi um mar de rosas. Foi numa festinha do prédio e a paquera não teve continuidade. Até os 13, eu era uma catástrofe: gordinha e sobrancelhuda. Era a última a ser escolhida numa dança lenta.

Manias

Maria Casadevall

Gosto de dar nomes a meus objetos. Meu iPod se chama Pandora; minha vitrola, Tonico Bonifácio; minha câmera, trato por Ofélia, e tenho um urso tão grande que até parece um ser humano, chamado Ted."

Cantadas femininas

Maria Casadevall

Sou mais abordada por mulheres do que por homens. Engraçado isso, elas têm mais coragem, aproximam-se mais. Mas nunca houve nada ofensivo. Se eu já fiquei ou ficaria com mulher? Bem, novamente é uma questão muito pessoal, prefiro não responder.

Paixão platônica

Maria Casadevall

Tive infinitas paixões platônicas, especialmente por professores, e me identificava com a protagonista de Meu Primeiro Amor, filme ao qual assisti mais de 40 vezes (risos). Só dava uns beijinhos em festas até os 17 anos, quando tive meu primeiro namorado. Ficamos juntos até meus 21, mas não deu certo.

fechar