Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Rodrigo Hilbert

Casado com a apresentadora Fernanda Lima e pai de dois meninos, Rodrigo Hilbert é um ator e apresentador brasileiro. Atualmente, apresenta o programa de culinária Tempero de Família. Conheça os pensamentos deste galã!

22/04/1980
continue lendo
Compartilhar

Dom de cozinhar

Rodrigo Hilbert

Nunca gostei de sair para procurar restaurantes. A comida mais fresca que você pode encontrar é na sua casa, você realmente sabe o alimento que está consumindo, 100% de certeza.

Paixão pela cozinha

Rodrigo Hilbert

Tenho essa coisa inquieta, né? Estava lá fazendo novela, tudo certo, tranquilo, contratado pela Globo, maravilhoso, estava em Fina Estampa e tinham me chamado para outra novela. Esse projeto aconteceu de surpresa. Sempre cozinhei, desde moleque. Aí aprendi muita coisa.

Vinda do Sul para SP

Rodrigo Hilbert

Cheguei na agência e não tinha lugar para onde ir. Dormi escondido lá nos primeiros dias. Depois com outros modelos conseguimos alugar um apartamento, mas era vazio, não tinha nada. Minha cama era um monte de papelão um em cima do outro para ficar fofinho. Foi assim por uns 15 dias até conseguir comprar colchão, geladeira, fogão.

 

Homem de família

Rodrigo Hilbert

Eu me considero um cara bem criado, Fernanda também foi bem criada, temos essa coisa meio família, esses valores que as pessoas daí têm com a região, com a família, com a terra, com a casa. Família não é simplesmente pai, mãe e filhos, a família é avós, são tios, primos, a gente leva dessa forma assim.

Educação dos filhos

Rodrigo Hilbert

A gente educa de uma forma que tem que tentar ver o que está acontecendo com o mundo também. Não podemos ser rigorosos demais, mas o mundo como está hoje temos que deixar uma certa liberdade pra conhecer nossos filhos, deixarem que eles descubram o que querem. Elas têm que seguir o fluxo que está acontecendo no atual momento, a gente tem que estar sempre ao lado para cuidar. Óbvio que às vezes a gente erra, e erra muito. Cada um é cada um, e a gente descobre uma coisa diferente sobre eles todo dia e tem que se adaptar.

Homem apaixonado

Rodrigo Hilbert

Quando eu olhei pra Fernanda pela primeira vez eu já sabia que seria a mulher da minha vida. Sempre imaginei ter um amor eterno, uma vida repleta de felicidade ao lado de uma família linda. Mas o que eu tenho hoje é mais do que tudo isso.

Papel de pai e mãe

Rodrigo Hilbert

Fernanda é maravilhosa como mãe. Eu sou manteiga derretida, ela é mais séria, segura a onda, mas muito amorosa. Eu tive uma criação mais amolecida, minha mãe me protegeu muito. O pai da Fê era mais tipo “Ah, é? Quer ir? Então vai, vai tomar porrada na cabeça, vai, vai lá e faz isso aí”. Ela me ajudou a ser mais assim também.

Pau pra toda obra

Rodrigo Hilbert

Tenho uma oficina no meu sítio, com solda e torno, faço várias peças de ferro, brinco, monto, desmonto, quebro, sou meio engenhozinho. Nada em casa eu chamo alguém pra consertar, tudo quem arruma sou eu, acredite.

Início da carreia de ator

Rodrigo Hilbert

São Paulo não era a cidade que eu queria. Em vez de viver o glamour, não gostava daquilo. Não fazia parte de mim, não era eu, queria algo mais consistente. A moda é muito legal, mas é para quem tem esse ideal de vida. Vim para o Rio, fiz um teste de TV, pensei “Nossa, é isso que quero fazer”.

Qualidade de vida no interior

Rodrigo Hilbert

Cada vez mais estou me interiorizando, cada vez mais voltando para as minhas raízes, tenho meu sitiozinho, minha plantação, vivo na cidade grande porque, óbvio, gosto, sou apaixonado pelo Rio de Janeiro, meu escritório é aqui. Mas é muito importante na vida de uma pessoa.

Início da carreira de modelo

Rodrigo Hilbert

Éramos quatro modelos chegados do Sul. Começamos a fazer uns testes, pegar trabalhos, pintou um dinheiro, mas o dinheiro que eu achava que iria aparecer não aparecia, porque descontavam a grana do carro, do teste, do book, não sobrava quase nada. A gente vai vivendo e aprendendo. Graças a Deus passei por tudo isso, foi o que me ajudou a crescer e me fez saber o que eu queria fazer da vida.

Participação especial no Amor e Sexo como Drag Queen

Rodrigo Hilbert

Acho que a gente precisa fazer isso e eu me sinto na obrigação de defender a causa e o orgulho LGBT. Não é só o gay que tem que lutar por isso e foi o que pesou bastante na decisão de estar ali. O programa foi bem educativo, a gente aprendeu de uma forma didática e divertida. Espero que as pessoas de casa também aprendam e que esse show que fizemos no palco possa ser levado para a vida e sirva de exemplo.

Saindo da casa dos pais

Rodrigo Hilbert

Nossa, foi muito difícil. No dia em que fui embora, minha família inteira lá na porta da casa do meu vô, me dando tchau, e eu garotão adolescente forte não queria chorar. Entrei no carro do meu primo e depois comecei a chorar igual a um louco.

Fernanda Lima

Rodrigo Hilbert

É uma mãe e mulher maravilhosa, sou fã número 1, apaixonado, não tenho nem o que falar dela. Costumo agradecer muito a ela. Me deu um rumo na vida, né? Foi um exemplo de vida para mim. Pago um pau para ela impressionante, não vejo ninguém no mercado tão dedicado como ela a tudo que faz. Sou 10% do que ela é e já basta.

Reconhecimento do público

Rodrigo Hilbert

Eu sempre percebi um carinho enorme do público, mas depois do tempero, as pessoas me param na rua, as senhoras, as mulheres, os homens, principalmente no supermercado, e as pessoas percebem que está acontecendo algo de muito legal, as pessoas estão vendo e acompanhando esse sucesso. Eu só tenho que agradecer e isso acontece porque eu estou fazendo isso de coração mesmo.

fechar